PplWare Mobile

Tags: lojas

Os portáteis da Huawei já voltaram a ser vendidos nas lojas da Microsoft

A Huawei, depois de ter estado debaixo de fogo, parece agora estar a conseguir recuperar o fôlego que tinha antes. Os ataques do governo dos EUA pararam e as empresas americanas estão lentamente a voltar.

Depois de termos visto casos como a Google e outras a pedirem o fim do embargo, surge uma nova. A Microsoft tomou uma nova posição e os portáteis da Huawei já voltaram a ser vendidos nas suas lojas.

Huawei Microsoft portáteis lojas EUA


Até 2020 a Xiaomi vai abrir 2000 lojas físicas

A chinesa Xiaomi é já um dos fortes players tecnológicos à escala mundial. Com forte presença no segmento dos smartphones, a empresa tem também uma presença importante nos dispositivos de monitorização de atividade física e até produz equipamentos como trotinetes elétricas.

Recentemente ficou a saber-se que a empresa vai abrir 2000 lojas por todo o mundo nos próximos três anos.


Como fazer boas compras online?

Sair de casa para comprar bons produtos tecnológicos há muito que deixou de ser um hábito na vida de muitos portugueses. Com a magia de um clique é possível fazer excelentes compras a preços muito interessantes.

Mas há dúvidas que os consumidores ainda têm e riscos que não podem correr. Haverá uma fórmula para fazer boas compras online?


Express2ME: Para comprar em lojas que não vendem para Portugal

Em Portugal, um dos maiores entraves que existe às compras online é a impossibilidade de envio para o nosso país. Isto acontece em muitas lojas online e, até agora, não havia forma simples de ser contornado.

Mas os CTT inovaram e apresentaram o Express2ME, um serviço que garante a oportunidade de fazer compras em lojas online em todo o mundo e receber as encomendas em sua casa.

ctt_compras_1


Funcionários da Apple vão continuar a ser revistados

Em Junho deste ano surgiu uma notícia que dava conta de que os funcionários das lojas da Apple tinham aberto um processo contra a empresa devido à revista feita às suas malas, sempre que saiam das lojas. Estes trabalhadores alegavam que esta era uma situação humilhante e exigiam que a empresa lhes pagasse uma compensação pelo tempo gasto com a inspecção.

Agora a justiça norte-americana vem rejeitar a acção dos funcionários e afirmar que a Apple tem o direito de os revistar se assim o entender.

apple_funcionários_tim cook