Quantcast
PplWare Mobile

Categoria: Humor

E Porque Hoje é Sexta

Entramos em agosto e o país não quer saber de mais nada. Não interessa a guerra, não interessa a COVID, não interessa o universo antigo, não interessa a inflação, não interessa o preço dos combustíveis… nada mais interessa a não ser a praia, sardinhada, churrascada e estender o corpinho à luz da estrela. Entretanto, Maria, liga a TV que vai começar a bola. E resto, logo vemos quando chegarmos das férias. Nesse sentido, o português coloca o mundo em Pausa. Calma!

Por falar em calma… hoje temos umas imagens de verão que vão fazer arrepiar a espinha dormente. Fica a dica!


E Porque Hoje é Sexta

Engraçado como o mundo artístico se comporta. Como estamos numa rubrica de humor, trazer a “boca” que São José Lapa mandou ao grande Pedro Abrunhosa é… para rir. A mulher, que tem uma carreira sobejamente menos vistosa que Abrunhosa, que ficará na história do mundo artístico, mas uns degraus grandes abaixo do Pedro, disse que “A minha voz NÃO é a tua voz Pedro Abrunhosa…aliás tu NUNCA tiveste voz… nunca!”

Aqui, temos de invocar Jorge Palma, provavelmente pelas cenas e tal… mas sobretudo pelo tema “Deixa-me rir“. Ahh grande Pedro Abrunhosa, sim Putin que vá para aquele lado que tu bem disseste. A tua voz, grande voz, grande postura, é a de muitos, e seguramente de tantos que nem sabem quem é São José Lapa. E por isso, hoje trazemos uma caldeirada de Lapas… com sal, sal grosso!


E Porque Hoje é Sexta

James Webb mostrou-nos imagens do universo profundo. Há quem diga que conseguiu ver outras civilizações, de seres estranhos, que se esconderam da lente do telescópio espacial. Desconfia-se que quando viram o que se passa no nosso planeta, quiseram ficar ainda mais no espaço profundo. Portanto, esqueçam lá as visitas de extraterrestres que eles querem-nos bem longe.

Por falar em extraterrestres, hoje temos uma mão cheia de coisas de outro mundo.


E Porque Hoje é Sexta

Está calor, não é novidade. Mas todos sabemos que, em Portugal, quando está calor, durante a noite, os incêndios apanham os bombeiros a dormir e ateiam-se de forma espontânea. Têm vida. Eles nascem, crescem, eles procriam e depois morrem. Por isso, não há dúvida que o fogo nas nossas florestas é uma criatura com um ciclo de existência natural. E está tudo bem, ano após ano… as TVs mostram novas gerações de fogos florestais a dar à luz…

Falando agora de coisas normais, vamos ver umas imagens estranhas, de outro mundo, mas que não foram captadas por telescópios. Sim, estas aparecem ao virar da esquina. Bom fim de semana.

Imagem E Porque Hoje é Sexta


E Porque Hoje é Sexta

Estamos em época estival e, apesar de o mundo estar estranho – guerra num lado, fome noutra parte, dinheiro nos offshores e o nosso presidente em banhos nas águas de Copacabana, as pessoas continuam tranquilamente a encher os arraias de música popular. Num lado ela diz que vai “capar os tomates do meu amor”, noutro lado ele vai “dar ao apito”, depois ela “se no cume nevasse”… enfim, não faltam festas populares com muita animação. Ninguém faz é músicas brejeiras com as palavras inflação, juros da dívida pública ou preços dos combustíveis. Não rima!

Por falar em rimar, hoje temos uma coleção de imagens fantásticas, do tipo “Eu Mexo Nos Telhões do Meu Amor”…