Categoria: Opinião

Incidentes entre drones e aviões – Problema real ou alarmismo?

Nos últimos tempos, vários têm sido os incidentes relatados com drones, especialmente entre estas aeronaves e aviões nas imediações de aeroportos ou aeródromos.

Numa altura em que se considera o agravamento da legislação, fica a pergunta se todos estes incidentes serão tal como relatados e que medidas adicionais devem ser apresentadas.


Apostas online – Fator psicológico nas apostas desportivas

Muitas vezes damos por nós a falar de apostas desportivas e usamos termos como excitação, adrenalina, etc. Mas a verdade é que o desporto por si só já tem emoção que chegue e quando lhe juntamos o componente das apostas, só estamos a aumentar essa emoção. Assim um dos aspetos que os fãs das apostas desportivas têm de lidar é com os altos e baixos a nível psicológico que as apostas desportivas trazem.

Logicamente que as emoções de uma vitória são mais apreciadas mas, ainda assim, para muitos uma vitória acaba por ter uma maior emoção quando se vem de uma derrota. Ora, nada de errado perante tirar partido das emoções ao fazer apostas desportivas, mas se pretende ter lucro com as apostas que faz, então convém manter as suas emoções controladas, independentemente do que possa acontecer!


Java: É esta a melhor linguagem para aprender a programar?

Quem entra para o Ensino Superior, especialmente para a área da Informática, facilmente percebe que há uma disciplina de introdução à programação. Além da quase obrigatória disciplina de Algoritmos (Estruturas de Dados), as instituições têm apostado especialmente no Java como linguagem de introdução.

Mas será o Java a melhor linguagem para se aprender a programar?


Para além do backup

Há três coisas que podemos ter como certas na vida: os impostos, a morte e… que o seu disco rígido irá falhar em breve. Contudo, destas três inevitabilidades, só relativamente à primeira podemos recorrer a um calendário e prevenir o pior. Felizmente, é também possível mitigarmos as consequências da última.


A navegação nos submarinos da classe Tridente

Nos dias de hoje, conhecer a nossa posição está ao alcance de uma simples aplicação de posicionamento no nosso telemóvel (usualmente designada por GPS). Esta tecnologia do dia-a-dia está dependente da «simples» recepção dos sinais transmitidos pela constelação de satélites de um sistema GNSS (Global Navigation Satellite System), seja ele o GPS (EUA), GLONASS (Rússia), GALILEO (Europa) ou outro.

Mas e se não conseguirmos receber estes sinais por estarmos aos 100, 200 ou 300 metros de profundidade no meio do oceano? Como é que a bordo de um submarino conseguimos saber a nossa posição e para onde temos que nos dirigir para chegar ao destino?

Autor: Comandante Paulo Garcia | Co-Autor: Filipe Taveira Pinto


O dia em que se abandona o Windows…

Durante mais de 20 anos fui utilizador do Windows (e do GNU/Linux). Confesso que sempre tive curiosidade em experimentar o macOS por tudo o que li, por conhecer (na teoria) o sistema e pelas opiniões favoráveis de quem usa macOS diariamente....


Design de Interfaces – Quais os desafios?

Escrever sobre design de interfaces com o utilizador é um pouco como escrever sobre uma teoria qualquer acerca do comportamento humano: nunca é possível atingir um confortável patamar de certeza científica que tanto prolifera nas outras disciplinas e em particular...


O futuro do Facebook? Comércio electrónico

Desde a sua OPV (IPO) inicial que o Facebook tem sabido suplantar todos os obstáculos: como sustentar o crescimento perante o advento de outras redes sociais?, como aumentar as receitas de publicidade em face do crescimento dos acessos online?, como...