Quantcast
PplWare Mobile

Tags: câmara

Xiaomi Mi 11 Ultra deverá estrear novo sensor de 50 MP acabado de lançar pela Samsung

A Samsung acabou de dar a conhecer o seu novo sensor de 50MP ISOCELL GN2 com foco automático mais rápido e realista. Veremos este sensor a equipar os próximos smartphones lançados pela empresa, no entanto, deverá ser a concorrência chinesa a estreá-lo num aguardado smartphone.

O Xiaomi Mi 11 Ultra deverá ser o primeiro smartphone a chegar ao mercado com o novo sensor ISOCELL GN2.

Xiaomi Mi 11 Ultra deverá estrear novo sensor de 50 MP acabado de lançar pela Samsung


OPPO também deverá ter o seu smartphone com ecrã junto às câmaras na traseira

Os ecrãs posicionados na traseira dos smartphones não são uma novidade, mas agora parece que estão a ressurgir. A Xiaomi, muito em breve, deverá lançar o seu Mi 11 Ultra com um pequeno ecrã que irá ser capaz de reproduzir a imagem do ecrã principal, algo útil para captar selfies com a câmara de maior qualidade. A OPPO poderá vir também com uma proposta.

Há uma nova patente registada que revela um módulo de câmara circular com um pequeno ecrã no centro.


OPPO patenteia câmara frontal deslizante… até onde querem inovar as fabricantes?

A OPPO sempre foi uma empresa inovadora no segmento dos smartphones e isso valeu-lhe a posição de destaque onde se encontra hoje. No que respeita às câmaras, por exemplo, foi uma das primeiras, em 2013 a apresentar um smartphone com câmara giratória.

Agora, numa altura em que as fabricantes fazem de tudo para inovar, para colocar câmaras frontais escondidas e o menos intrusivas possível ao olhar do utilizador, a OPPO mostra o contrário. Uma nova patente registada revela uma câmara deslizante mesmo acima do ecrã.


Câmaras frontais com mais de 100 MP estão a chegar, mas será que faz sentido?

Os smartphones têm câmaras cada vez melhores. São verdadeiras máquinas fotográficas que nos acompanham no dia-a-dia de forma compacta. A limitação da captura em RAW há muito que também foi ultrapassada e o Zoom ótico existe sem colocar em causa a qualidade da imagem captada. Vemos também uma aposta maior no número de megapíxeis, o que, sabemos, que nem sempre corresponde a melhores resultados. Hoje é muito comum vermos topos de gama e não só com câmaras com mais de 100 MP.

Então e se começarmos a ver isso nas câmaras frontais dedicadas às selfies? Fará sentido?

Câmaras frontais com mais de 100 MP estão a chegar, mas será que faz sentido?


OnePlus resolve o problema da câmara frontal no ecrã: coloca-a na zona da moldura

Nos últimos anos, as fabricantes de smartphones têm tido como desafio a criação de modelos com ecrãs que ocupam a quase totalidade da área do painel frontal. Com isto, a posição da câmara frontal tem andado de recorte em recorte, passou para estruturas deslizantes e agora parece ser consensual o ecrã perfurado. Ainda assim quer-se que a câmara fique escondida pelos píxeis do ecrã, mas a OnePlus pode ter uma solução mais simples.

A moldura à volta do ecrã pode passar a albergar a câmara frontal, sem que prejudique a área ocupada pelo ecrã.

OnePlus resolve o problema da câmara frontal no ecrã: coloca-a na zona da moldura