PplWare Mobile

Categoria: Ciência

Extrair urânio do mar poderá permitir eletricidade ilimitada

A humanidade corre atrás do Santo Graal, a energia eterna. Isto porque cada vez mais o planeta depende menos de combustíveis fósseis e procura energias alternativas, menos poluidoras e mais seguras.

Se a energia solar é a resposta à procura por energia ecológica, a energia nuclear é a resposta às necessidades de energia infinita, mas os processos atuais são altamente comprometedores para o ambiente e vida humana. Contudo, há novidades nesta área e entramos na descoberta do urânio retirado do mar.

Imagem de urânio extraído do água do mar


Bateria 3D promete recarregar em segundos

O assunto baterias continua na ordem do dia. Estamos a falar do elemento que fará mexer o mundo quando este depender da energia elétrica. Há anos que se melhoram componentes, se reduzem consumos e se otimiza o desempenho dos dispositivos à espera de um salto tecnológico nas baterias.

Será que esta abordagem é esse tal salto tecnológico que o mundo anseia?


Primeiras córneas humanas impressas em 3D

As inovações tecnológicas viradas para a saúde têm saído fortalecidas pelos desenvolvimentos nesta última década em materiais inovadores.

Fazendo uso das modernas tecnologias, cientistas da Universidade de Newcastle “fabricaram” as primeiras córneas humanas impressas em 3D. Isso significa que a técnica pode ser usada no futuro para garantir um fornecimento ilimitado de córneas.

Imagem de uma córnea impressa em 3D


Chip minúsculo usa Inteligência Artificial para controlar diabetes

A Inteligência Artificial está cada vez mais nas nossas vidas e uma área onde queremos mais esta tecnologia é na saúde.

No campo da saúde os cenários de aplicação são enormes. Como exemplo temos agora uma nova tecnologia, desenvolvida pela empresa Admetsys, que usa uma solução de inteligência artificial (IA) para monitorizar pacientes com diabetes em estado crítico.


Cientistas criaram “tatuagem biomédica” para deteção precoce do cancro

São várias as abordagens que estão a ser levadas a cabo em vários laboratórios por esse mundo fora. A ideia é conseguir, finalmente, uma cura para o cancro.

Cientistas suíços, da Escola Politécnica Federal de Zurique (EPFZ), desenvolveram uma “tatuagem biomédica” que, quando colocada debaixo da pele, irá permitir detetar quatro tipos de cancro em estado muito precoce, mesmo antes dos testes convencionais permitirem descobrir a doença.

Tatuagem que poderá dizer que tem cancro