PplWare Mobile

Categoria: Ciência

FEDOR: Rússia lança nave Soyuz a caminho da ISS com androide a bordo

A Rússia lançou hoje o Soyuz MS-14 a caminho da Estação Espacial Internacional (ISS). Dentro da nave segue um androide como único membro da tripulação, num voo de teste para certificar o foguete porta-aviões Soyuz 2.1a.

Durante o voo, o robô transmitirá imagens do interior da Soyuz e informará ao Centro de Controlo de Voo Espacial. Além disso, o robô pode fazer várias outras tarefas.

Android da Rússia que vai em viagem até à ISS na nave Soyuz


Descoberta forma eficiente de converter poços de petróleo em fábricas de hidrogénio

Com o planeta a caminhar a passos largos para o fim do petróleo, é necessário encontrar alternativas viáveis a nível energético e ambiental. Uma das formas mais estudadas e avaliadas é o hidrogénio. Esta poderá ser em breve a alternativa que todos vão adotar.

Uma nova descoberta vem abrir ainda mais as possibilidades para o hidrogénio. Em breve será possível converter os poços de petróleo em fábricas de hidrogénio. Será eficiente e permitirá transformar estes locais que em breve seriam inúteis.

hidrogénio petróleo poços areias campos


Tardígrados na Lua – As questões que se levantam

No passado mês de abril, estava planeada a alunagem do módulo lunar israelita Beresheet que infelizmente não foi bem-sucedida, colidindo com a superfície lunar. Mas esta missão tornou-se famosa porque o Beresheet transportava uma biblioteca terrestre que, além de muitos registos humanos continha uns microrganismos chamados tardígrados (também conhecidos por ursos-d’água), que são especialistas em sobrevivência.

Estes microrganismos são capazes de resistir a ambientes onde se esperava que nenhum ser vivo sobrevivesse. Após este acontecimento várias questões se levantam. Os tardígrados conseguiram sobreviver ao impacto, contaminando assim a superfície lunar? Como é que isto pode acabar por contribuir, involuntariamente, para o futuro da astrobiologia?

Tardígrados na Lua - As questões que se levantam


Hubble captou a imagem impressionante do “beijo” de duas galáxias

O Telescópio Espacial Hubble conseguiu fotografar duas galáxias que se “tocaram” pela primeira vez. É um duo conhecido como UGC 2369, e ambos os sistemas serão apenas um… mas daqui a milhões de anos.

Os dois sistemas fotografados pelo telescópio Hubble podem dar pistas do que acontecerá com a nossa Via Láctea.

Imagem captada pelo Telescópio Hubble da ESA de duas galáxias a fundir-se


Beta Pictoris C: Novo planeta gigante está a 63,4 anos-luz da Terra

Foi na órbita da estrela Beta Pictori que os cientistas descobriram um novo planeta gigante, o Beta Pictoris C. Esta descoberta acontece 10 anos após ter sido também encontrado um outro planeta gigante, o Beta Pictoris B. Os exoplanetas Beta Pictoris B e Beta Pictoris C estão em órbita da estrela Beta Pictoris.

O novo planeta está a 63,4 anos-luz da Terra. Sabe-se também que tem uma massa cerca de 3.000 vezes maior do que a do nosso planeta.

Beta Pictoris C: Novo planeta gigante está a 63,4 anos-luz da Terra