PplWare Mobile

Categoria: Ciência

Australianos descobrem a defesa imunológica contra o COVID-19

Lentamente, vão surgindo notícias positivas face à pandemia que tem traumatizado o mundo inteiro. Agora, cientistas australianos descobriram a forma como o sistema imunológico combate o COVID-19.

A notícia abre um pouco o caminho para uma solução, até porque nesta semana tanto os EUA como a China desenvolveram vacinas que podem vir a trazer uma solução à doença.


China afirma que desenvolveu com sucesso vacina contra a COVID-19

Estamos numa crise sem precedentes devido ao Coronavírus, mas as boas notícias parecem começar a chegar. A China diz que criou com sucesso a vacina para combater a doença COVID-19.

A informação surge depois de ainda esta semana ter sido criada a primeira vacina experimental testada em humanos.


COVID-19: Vacina experimental já foi testada em humanos

Coronavírus, COVID-19 e SARS-CoV-2 são três palavras que certamente vão marcar o ano de 2020. O surto tem alastrado por todo o mundo, fazendo diariamente milhares de infetados e mortes a lamentar.

Há agora uma luz ao fundo do túnel no combate a esta pandemia, pois a vacina experimental contra o COVID-19 já foi testada em humanos.


Covid-19: Depois da China é a Itália a diminuir drasticamente os níveis de poluição

O Covid-19 tem estado na ordem do dia pelas razões que todos conhecem. Está a paralisar o mundo e a obrigar a que todos se recolham em casa para não estarem expostos à transmissão do vírus e assim estarem protegidos.

Depois de termos visto todos os efeitos negativos que têm surgido, eis que se reforçam alguns pontos positivos que estão a surgir. Depois de termos visto a poluição a ser reduzida na China, é agora a vez do continente europeu. A Itália a diminuir drasticamente os seus níveis de poluição.

Covid-19 Itália poluição diminuir níveis


Há um Planeta tão escaldante e extremo que chove ferro

O Very Large Telescope ou VLT que pertence ao observatório ESO, permitiu descobrir um planeta extremo onde se pensa que chova ferro. O tóxico exoplaneta gigante ultra-quente tem um lado diurno onde as temperaturas sobem aos 2400º Celsius.

Assim, tal como é descrito, a temperatura do planeta é de tal forma alta que tem a capacidade de vaporizar metais. Então, os ventos fortes transportam vapor de ferro para o lado noturno mais frio, onde este vapor condensa em gotas de ferro.

Imagem ilustração planeta onde chove ferro