Tags: uber

Uber usa software para escapar às investigações da polícia

A Uber, aplaudida por muitos, está agora a ser alvo de constantes notícias nada abonatórias.

Depois de se saber que pagou 100 mil dólares a hackers para apagar dados e o Tribunal de Lisboa ter considerado que a atividade da Uber em Portugal é ilegal, a nova polémica indica que a Uber utiliza um software que permite alterar dados nos computadores da empresa, de forma dificultar investigações da polícia.


Uber chegou ao Minho e aposta agora em Braga

A Uber tem estado debaixo de fogo um pouco por todo o mundo, mas em Portugal a sua condição legal parece não estar definida. Isto porque o Tribunal da Relação de Lisboa, no passado mês de dezembro, considerou que a atividade da Uber em Portugal é ilegal.

À parte desta luta na barra dos tribunais, a empresa não deixa de apostar em Portugal e agora chegou mesmo ao Minho. Braga foi a cidade que se seguiu na proliferação deste serviço de transporte.

Imagem da Uber em Braga


Uber é uma empresa de transportes e tem que cumprir a legislação

O Tribunal de Justiça da União Europeia decidiu esta manhã (dia 20 de dezembro) que a Uber não pode operar no mercado como uma empresa de digital como defende, mas sim uma empresa de transportes e, como tal, tem que cumprir a legislação que rege o setor dos transportes.


Tribunal de Lisboa: Atividade da Uber em Portugal é ilegal

O Tribunal da Relação de Lisboa considerou que a atividade da Uber em Portugal é ilegal. A associação de taxistas ANTRAL, que avançou para tribunal com a ação contra a plataforma, pede uma indemnização de, pelo menos, 25 milhões de euros.


Uber pagou 100 mil dólares a hackers para apagar dados roubados

Muitas são as empresas que têm problemas de segurança e que vêem os seus dados e dos seus clientes serem roubados. Esta é uma situação que normalmente é mal recebida, quer por mostrar as fragilidades, quer por mostrar que não estão seguros.

A Uber foi a mais recente vítima a vir a público relatar que foi alvo deste tipo de ataques, mas neste caso com contornos anormais e a mostrar uma postura nada convencional.

Uber