Quantcast
PplWare Mobile

TAP já não vai avançar para a frota com carros da BMW

                                    
                                

Fonte: TVI/CNN Portugal / Lusa / Away

Autor: Pedro Pinto


  1. Há cada gajo says:

    Normalmente, em renting, como deve ser o caso, os carros de marca dita premium são mais baratos em termos de renda mensal do que os carros de outra marca. Seria interessante conhecer os dados do negócio, os custos atuais e as propostas alternativas e ao mesmo tempo eliminar o ruido à volta deste assunto. Só que …

    • João says:

      .. só que uma empresa que tem os prejuízos que a tap tem não deve premiar os administradores com carros de marca premium.
      Não estamos a falar de empresas lucrativas , mas sim de empresas cujos administradores nunca em ano algum conseguiram por a empresa a dar um único cêntimo de lucro.

      • Grunho says:

        Nenhuma empresa do estado devia dar carrinhos de presente a administradores e altos quadros. O estado devia proibir isso para todas. O estado não dá e nunca deu carrinhos a médicos, profs catedráticos, investigadores, cientistas, juízes, e nunca teve problemas em recrutá-los. Por que raio vai agora dá-los à casta privilegiada que coloca nas empresas públicas?

        • António Jorge says:

          É assim que querem gestores de topo???
          Enquanto se preocuparem com acessórios e esquecerem os verdadeiros problemas…
          A inveja é muito feia!!!

          • Grunho says:

            Gestores de topo nunca aqui houve nem haverá, há gestores de trapo. Nem se fabricam assim tão facilmente dando-lhes presentes deste valor.

          • Mr. Y says:

            Inveja?
            É falta de noção. Não quero acreditar que a motivação de um gestor de topo seja o ter um carro de luxo pago pela empresa.
            Numa altura em que se está a reduzir custos isso tem de tocar a todos!
            O renting está a acabar? Paciência passem a usar os carros próprios (tal como a grande maioria dos funcionários) ou tente-se reduzir a frota.

          • GM says:

            Seriam de topo se a empresa desse lucro. Como não dá, o comum contribuinte fica a pensar que até ele faria igual, a ganhar metade.
            Simplesmente não entregam o que prometem e é esperado. Desde há umas dezenas de anos.

          • Helder Lopes says:

            Também deve ser gestor ou familiar deles, quem pensa como você devia imigrar, mas não lhe digo para onde.

        • há cada gajo says:

          O estado não tem problemas a recrutar médicos? Tens de te ligar á realidade.

          • Ó que catano... says:

            A realidade só é como é porque o Estado não quer pagar um salário decent aos médicos. Daí eles (e muitos outros profissionais) estarem a ir para fora.

          • Há cada gajo says:

            Não, os médicos são,tal como os juízes um caso à parte. Funcionam muito bem como corporação. E só querem o que todos querem : dinheirinho ao fim do mês. E nunca vai chegar. Não vai ter ninguem em lado algum a dizer ao patrão : “não me pague mais que acho que já recebo muito”. Os médicos não querem a exclusivida que o estado lhes pede. Percebes porquê ?? Porque no limite vais andar como Estado a pagar a médicos que trabalham nos privados 80% do tempo e recebem do estado os outros 20% como se lá estivessem a 100%. Não sei se me fiz entender ?

    • paulo says:

      o mesmo disparate de novo?

    • José Orlando says:

      Bom dia. Mesmo que seja renting a questão premente é a ética moral disto tudo. Nós somos uma população que gosta de sofrer. Somos responsáveis por estes comportamentos da TAP, BES, EDP, Governos, etc que continuam a agir como se os seus atos egoístas, irresponsáveis não têm resposta forte da nossa parte, ou seja, é um nicho de pessoas que age sem medo de represálias. Eu sou contra a violência mas quando somos vítimas de violência, porque para mim isto é violência, numa forma diferente da violência física, temos de ensina-los a perceber que eles trabalham para nós e não ao contrário. Eu vou ser sincero aqui pois não compreendo como é que essas pessoas são melhores gestores e ganham tantas regalias. Os salários são altos, são tratados como meninos mimados, nenhum subordinado pode dizer-lhes alguma coisa porque senão são despedidos ou enviados para um outro serviço. Têm direito a carro, com motorista, combustível pago, seguros de saúde, etc. Não falam com as pessoas dos níveis mais baixos. Nem andam pelos lugares mais recônditos da empresa para perceber o estado de saúde da empresa. O senhor Nabeiro, com a quarta classe, é bem melhor gestor que qualquer um porque começou por baixo, não esqueceu como começou e com quem. Fala com os empregados, a sua família que gere a empresa fez um processo semelhante.
      Para terminar. Uns anos atrás um administrador de uma empresa alemã quis mudar a produção da empresa para outra geografia. Presumo que milhares de pessoas iriam perder o emprego. Foi raptado pelos empregados. Não o mataram. Pergunto-vos acham que esse administrador ou outros de outras empresas depois quando pensavam em algo semelhante ou tipo comprar uma frota de 50 carros para os administradores eles não iam pensar melhor?

    • José Orlando says:

      Mais ainda digo. Durão Barroso, quando primeiro ministro de Portugal aceitou que os EUA e Inglaterra invadissem o Iraque com com documentos falsos. Como prêmio, abandonou o seu cargo, ou seja, traiu o povo português que votou nele e foi para a União Europeia. Antonio Guterres como primeiro ministros na primeira oportunidade foi se embora, com um aumento brutal da dívida pública portuguesa. Sócrates como secretário de estado, ministro e depois como primeiro ministro fez atos contra o bem geral da população portuguesa, Passos Coelho como primeiro ministro indicou numa reunião com empresários chineses que deviam vir para Portugal porque temos salários baixos, que o povo português é muito calmo a fazer manisfestações e para rematar teve a audácia de não fazer a sua declaração de IRS corretamente e dizer isso em público. Portanto com tantas situações em que podíamos agir o que fizemos?

  2. André R. says:

    Uma vergonha, andamos a pagar para os meninos andarem de BMW topo de gama…
    Querem poupar? Renault Zoe, etc…

    • Grunho says:

      Qual Zoe? Passe e transportes públicos, que existem em barda em todas as zonas em que a TAP tem escritórios.

    • António Jorge says:

      Querem poupar???
      Paguem a quem sabe!!! ou então chamem “know how”
      “O barato sai caro” é ditado popular que poucas vezes o consideramos.
      Vergonha? é termos deficit de trabalhadores com empresas a recrutar e um nível alto de desemprego, é pagar 500% mais por energia produzida a carvão quendo fechamos as nossas centrais, é ter o maior ministerio (com maior orçamento) o ministério da dívida.
      “Estudasses”

  3. Sergio says:

    nos últimos dias apresentam justificações de que ate ficaria mais em conta, agora voltam atrás?
    Ou seja, não sabem fazer contas ou não quiser mais humilhação publica.

    O mais grave disto tudo é ter uma instituição que custa aos portugueses 3 mil milhoes, a corrigir ações porque a imprensa os chamou à atenção.

  4. Hugo Marafona says:

    Isto é estupidez de quem não percebe nada do assunto.

    Isto era renting e não compra, ou seja iam pagar 500€ por mês por veículos plugin e com manutenção inclusive.
    Ia sair mais barato do que a frota actual a diesel pois os modelos fazem uns bons quilómetros em modo elétrico. E a carregar em casa e na sede da TAP ia sair a uns trocos tipo 2€ cada 100km.

    Eu sei de empresas que pagam 350€ por carrinhas Renault express a diesel, por isso 500€ por gama premium plugin é um excelente negócio.

    Mas o pessoal prefere os 125€ do costa que vão ser mais mal gastos que estes 500€ mas enfim…

    Dia 31 de janeiro onde vocês estavam?

    • João says:

      Acham mesmo que alguém acredita que um renting de um BMW como os que estavam a pensar comprar custa o mesmo que o renting de um Renault clio.
      A justificação de serem 50 também serve para modelos de gama mais baixa.
      O mais grave de tudo isto é sabermos que há 50 administradores na TAP…

    • Elektro says:

      ” 50 veículos BMW para administradores/diretores” explica-me porquê que neste nível hierárquico precisa de veículo de empresa… Mais, porquê que tinha de ser BMW e não outra marca mais barata ?

      Em uma empresa, uma coisa é melhorar condições de trabalho, outra é comprar luxo só porque sim (como aparentava ser o caso), fora da empresa já existe diferença salarial suficiente para os diretores comprarem o seu BMW ou Mercedes AMG xpto.

      Neste momento como investidor involuntario da TAP, não quero investir em carrinhos para os diretores, façam isso quando venderem a TAP!

    • ERUS says:

      Não amigo você é que não percebe nada do assunto, o problema aqui é que os administradores nem deviam ter carros de empresa, para o que recebem deviam usar o seu própria carro, e pagar todas as outras despesas como qualquer outro trabalhador, ai é que as coisas andavam equilibradas e se poupava, assim é gastar e gastar só porque sim. e nós a pagar empresas a dar prejuízo.

    • Pedro says:

      À 4 anos, custavam no mínimo 750€ versões a diesel, o híbridos são mais caros, logo nunca poderá ficar a 500€ por mês. Agora considerar que 500€ é um bom negócio quando falas de carrinhas a 350€, para mim não é um bom negócio. É que sou eu que pago aqueles carros, mas não tenho o direito a andar neles.
      E achas mesmo que os srs. diretores vão carregar os carrinhas da empresa em casa do seu próprio bolso? Que anedota.

      Mas tb é certo que prolongar um renting sai mais caro do que “comprar” carros novos.

    • Andre says:

      Mas porque os senhores administradores nao usam os carros deles para ir para o trabalho e voltar!
      Ja ganham um porrada de dinheiro e tem que ser a empresa a suportar o passeio dos meninos?

      Sim, ter lá carros se eles tiverem que se deslocar em trabalho, estou plenamente de acordo. Agora para andar ai a passear, ganham o suficiente para meter gasóleo do bolso deles como eu faço! é um vergonha é o que é.
      Se a Tap tivesse a dar lucro , era uma decisao deles, agora estou ano apos ano com prejuízos e ainda andamos com os bolsos cheios!

    • Grunho says:

      Deixa-me rir! 500€ de renda por mês para bimmers plugin, só para a amortização do preço do carro não chegam 10 anos. E nesse entretanto a bateria tinha que ser substituída. Quanto mais para a manutenção, seguro, ISV e despesas administrativas.

    • GM says:

      Excelente negócio era, terminando os contratos rentingem curso, não há mais carros pois a crise aperta e tem de ser paga por todos, a começar por quem tem de dar o (bom) exemplo.

    • John Doe says:

      Não há renting de dacias spring? São eléctricos e baratuchos. Esses gajos não têm carro próprio?

    • kendimen.c says:

      Fiquei curioso. Onde leu que os BMW são híbridos?
      Neste artido diz isto:
      “viaturas com características semelhantes às atuais (gasóleo)”

    • mamba says:

      mas então administradores de um empresa PÚBLICA que não gera lucro nenhum, bem pelo contrário, já foram ali afundados milhares de milhões de euros PÚBLICOS, devem agora andar com carrões pagos por todos nós? mas andamos a brincar ou quê?
      eles que andem com os carros pessoais. Ou arranjem carros mais modestos e baratos.
      Não venhas dizer que andarem de BMW é mais barato do que andarem de Clio.. seja elétrico ou não. Não adamos aqui a comer gelados com a testa.

      Eu votei e voto sempre, mas os boyz lá tiveram a maioria e cuidam deles e dos seus..

    • a verdade says:

      Isso que diz não é verdade!

      1. O valor de renting que “chuta” é falso! Segundo simulação, 500€ é um serie 1, 600€ um serie 3, … Sendo que, na encomenda estavam 530e e o X3 xDrive30e e o mais comum BMW X2 xDrive25e. Tudo alta gama e alta cilindrada. Lá pelo meio, poderia haver um serie 1 pois dava jeito para a comunidação do valor e servia para algum estagiário filhinho do papa.
      2. Nenhum administrador ia ligar o carro em casa à tomada
      3. Nenhum administrador ia esperar 3 ou 4h num posto de carregamento para circular 40 ou 50km (dados bmw)

      Portanto, iam continuam a consumir combustíveis fósseis, manter o mesmo plafound para combustíveis fósseis…

      Sendo a única diferença de que iam ser premiados com um BMW pelo seu mau desempenho enquanto gestores da empresa.

  5. AlexS says:

    Um país cada vez mais ridículo.
    Números, onde estão os números?

    • João says:

      Se os números fossem verdadeiros a aquisição não era cancelada.

      • há cada gajo says:

        Nada mais ilógico. Digamos que a empresa foi vítima de uma espécie de bullying coletivo. Ninguém quer saber dos números por mesquinhez e porque corre o risco de ter de dar a mão á palmatória. Enfim…viva ao poder do povo!

  6. Profeta says:

    Sairia mais barato umas bicicletas electricas. Va la descam ao nivel do pessoal sejam pobres como nos e sintam a nossa dor.

  7. Sem nome says:

    Só os locais onde trabalhamos não fornecem uma viatura para irmos de casa até ao trabalho e fazermos a nossa vida diária.
    Apesar das regalias acho que cada um tem o seu próprio veículo e pode muito bem usá-lo para as deslocações como qualquer outro cidadão.

    O sistema de ranting deveria ser mais utilizado por empresas que utilizam os veículos como forma de “trabalho” isto envolveria e não só transportadoras etc..

    Mas vamos as críticas que é a melhor coisa que existe na internet.

    Em relação a mencionarem os 125€ do costa infelizmente o português é assim e agora ficam a contar com o dinheiro para alguma extravagância em vez de o guardarem como se nunca tivesse existido (apesar de não ser muito sempre ajuda no peteiro) mas depois de tanto tempo vemos sondagens em que mais de 50% dos que votaram no costa não votariam nele atualmente.

    Só quando acontecer algo grave é que Portugal vai mudar.

  8. jota says:

    Imperou o bom senso! Mas se ninguém dissesse nada…

    • Há cada gajo says:

      Mas qual bom senso ? Qual foi a razão lógica para toa esta contestação ? A compra de 50 BMW. Ninguem sabe quais são os valores envolvidos, quais foram as alternativas, quanto custa prolongar o contrato atual…nada! Puro “botabaixismo” do mais reles que pode haver, a começar pelo opinador-mor do reino, que faz imenso ruído mas não diz nada que se aproveite : o PR, que ou diz nada parecendo que diz muito (o povo, como iletrado que é, continua a achar que ele é o maior) ou quando fala, fala mesmo e, nesse caso…é para ajudar alguns amigos mais chegados. O rei vai nu, ninguem notou. Com esta história da TAP, desprovida de qualquer matéria de facto que não a censura infundamentada, conseguiu o PR desviar a atenção das suspeitas que se começavam a levantar sobre o caso Ornelas, com a ajuda da imprensa, claro. Agora está por demonstrar a suposta irracionalidade económica ou de gestão deste caso da TAP. Ninguém quer saber da verdade, ninguém quer conhecer a verdade e toda a gente tem medo da verdade. O país vai definhando à medida que se desliga de valores fundamentais e passa-se a viver da suspeição infundada com base em mentiras que se tornam verdades apenas porque são sucessivamente repetidas. Muito lamentável.

  9. poiou says:

    Então ora bem, cancelaram a renovação para poupar.
    Sou eu que sou burro ou a minha professora primária não me ensinou a fazer contas?
    Então com este cancelamento vai-se gastar a mais, a diferença entre o preço atual, e os 500€, mais a indemnização à BMW que ao que parece o co trato já estava feito.
    Como vêm é uma enorme poupança.

  10. Rui Moritz says:

    Acabem lá com essas mordomias!

  11. M. says:

    Para um renting o importante é o valor residual previsto a 36, 48 ou outro prazo selecionado. Nas marcas premium este é sempre mais alto que nas generalistas, se a opção fosse um Mercedes-Benz e à proporção seria ainda mais barato (tudo tem a ver com a apetência a prazo pela marca e modelo no mercado de usados).
    Com um VR alto, tipo 50% a 36 meses, há menos valor de viatura para financiar numa marca premium que numa generalista que não pratica VR desta grandeza, ou seja as rendas financeiras que se praticam são mais competitivas.
    Se acrescentarmos o facto de uma viatura PHEV com autonomia de pelo menos 50 kms conseguir ser tributada no escalão inferior quando comparado com um modelo tradicional a combustão (vulgarmente um ICE) e atendendo ao facto de parte dos kms serem percorridos em modo elétrico, tal resulta num TCO (total cost of ownership) que favorece um híbrido plug-in face a um ICE generalista, daí a confusão que surge neste tipo de artigo onde quem os escreve não elucida quem lê e quem lê por vezes não tem conhecimento suficiente para entender.

  12. Samuel MGor says:

    Se querem gastar dinheiro que o gastem a melhorar a cibersegurança da empresa.

  13. Vasco says:

    Finalmente, o mea culpa. Carros em empresas públicas só deveriam existir para fins operacionais, e quando muito deveriam ter dois ou três veículos para funções protocolares, usados apenas sob requisição previa e continua os custos muito bem controlados e justificados. Enfim, estilo norte da europa…
    Senhores jornalistas, agora toca a averiguar TODAS as empresas públicas. São excelentes sítios por onde começar a mudar as mentalidades deste país. Toca a saber quem, usando dinheiros públicos, comprou, contractualizou e afinal usa o quê e para que finalidade. Podem continuar o trabalho iniciado na TAP, que o país agradece muito.

  14. Papalvo says:

    Esperemos por avaliação do tribunal de contas .
    A acreditar nas contas da TAP , esta solução fica mais cara do que a anterior .
    Penso que a admistração da TAP se está a contradizer . Parece ter feito as contas com uma tabuada propria

  15. Há cada gajo says:

    Ninguém quer saber a verdade e ninguém está sequer interessado nisso. Importa julgar na praça pública só porque sim e gritar mais alto o que quer que seja dando asas à sua verborreia sibilante., a começar pelo próprio Presidente, para ver se o pessoal se distrai das coisas que realmente interessam. Português a ser mesquinho, como sempre foi. Não sei porque se queixam dos governantes. Queixem-se antes de quem os elegeu.

  16. PedroAnt says:

    15% da malta aqui trabalha na TAP estou a ver. Tudo de mãos largas.

  17. António Jorge says:

    “um problema de bom-senso”, Sua Excelência Sr. Presidente, fale do que sabe e não comente só por comentar!
    “Bom-senso”, seria falar do que realmente é importante para a República Portuguesa e para os seus cidadãos, tal como a fiscalidade associada ao trabalho, que como exemplo da fraude é o que um trabalhador por conta de outrem paga á segurança social. Não são 11%, a mais pura da mentiras ou fraude, são efetivamente 34,75% e isso provoca os baixos salários. Eu sou assalariado mas sei fazer contas!!!

  18. Mike says:

    O mais ridículo disto tudo é que os que reclamam agora, se fossem eles os administradores/directores da TAP e lhes fosse atribuído um BMW novo em folha, será que o iam recusar? Este tipo de problemas em empresas públicas ou “subsidiadas” com dinheiros públicos está enraizado nos genes de muito tuga… e infelizmente não se vê grandes mudanças no futuro…

  19. Morais says:

    Eu, na minha opinião concordo em absoluto com esta compra; Até o “timing”, está acertado com a crise que se sente atualmente no poder de compra dos trabalhadores em Portugal, mas Portugal claro, não é a TAP, habituada a premiar o prejuízo e a oferecer soberbos e apelativos bónus aos administradores com o dinheiro dos outros, aliás, o nosso dinheiro, dos contribuintes, para que alguns senhores possam circular de BMW novo a estrear ( porque não optaram por Mercedes ? Tinham carta branca para isso) e que infelizmente, não possuem crédito suficiente para possuir uma viatura particular, simples, para se deslocarem do ponto A ao ponto B.

  20. John Doe says:

    Este país é gerido por atrasados.

  21. Naodouonome says:

    Há aqui muitas pessoas com dor de cotovelo!
    Eu não sou gestor e tenho carro de empresa a mais de 6 anos e tal como eu conheço muitos assim, alguns com direito a cartão frota e até via verde, tudo para uso próprio.
    Sim híbridos é completamente normal,devido a dedução do IVA do valor do carro em 4 anos, ou seja após 4 anos Compesa adquirir outro carro.
    Sim BMWs saem mais baratos devido ao valor residual após os 4 anos.
    E porquê trocar de carro, porque a locadora faz um contrato de 4 anos que é o tempo que calcula que pode voltar a vender o carro em bom estado e poucos km, se a empresa quizer manter o carro por mais tempo Vai pagar um Valor mais alto mensal porque no final Vai apresentar um carro com mais km e a locadora Vai ter menos lucro com a venda.
    Dizem que o gestor não devia ter carro da empresa, ok, assim ou vão ter de pagar mais por ele pra compensar ou ele não aceita o cargo por falta de regalias que tinha noutro lado, e compensa mais a empresa dar um carro do que aumentar o ordenado.

    • Tretas says:

      E que bom trabalho têm feito os “gestores” portugueses, é devido a eles que Portugal está na linha da frente do tecido empresarial europeu e mundial… ah, espera, afinal…

      Sim, as pessoas têm dor de cotovelo: dor de cotovelo de andar a financiar os luxos destes meninos com os seus impostos e os seus sacrifícios e depois nem uma rede de transportes públicos em condições tem, quanto mais sonhar com carro próprio.

      Que as empresas privadas atribuam benesses dessas aos seus quadros é problema delas, empresas públicas não o deveriam de fazer. Servir o Estado deveria de ser uma questão de orgulho pessoal e dever cumprido, mas para isso era necessário que houvesse uma mínima nocão de cidadania. Ao invés o que temos é pessoas que se servem do Estado e questionam porque deveriam de efectuar servico público se no privado ganham mais, e exigem este tipo de regalias.

      O que me ri cada vez que li nestes comentários a expressão “gestores de topo”…

    • Jonas says:

      Não ficam se não tiverem carro de empresa? Então que se ponham a mexer, falta não fazem. Para uma empresa que dá sempre prejuízo, qualquer gestor serve.

    • John Doe says:

      És gestor e não sabes a diferença entre a e há? Novas-oportunidades?

  22. Je says:

    a administração do Banco de Portugal ganha por mês ganha >300.000,00 euros

  23. Infinity says:

    Ainda bem, assim a lista de espera é mais curta para ver se o meu chega mais depressa

  24. Joao Ptt says:

    Realmente obterem carros BMW’s que quase qualquer um obtém, que mau gosto, que coisa tão reles, espero que ao menos a seguir apareçam com Rolls-Royce do género GHOST EXTENDED. Só para mostrar quem é que está acima da relé.
    A empresa pode só viver dos impostos, mas ao menos que se veja esse dinheiro a literalmente circular pelas ruas.
    Assim a malta percebe logo… ali vai o meu dinheiro.

    • RC says:

      Lendo os comentários, não só o seu, é a prova que somos um povo mesquinho e apenas levanta a voz para falar sem analisar os factos.

      Portanto a empresa trabalha atualmente com peugeot’s, em aluguer (renting), ao substituir pelos bmw’s, no mesmo modo, aluguer, vai poupar 20% em relação ao anterior contrato.

      Os Portugueses ficam indignados porque meteram lá dinheiro, a empresa faz um contrato onde vai poupar 20% e o tuga fica chateado.

      Portanto, não vamos a lado nenhum, nem sequer queremos……

  25. secalharya says:

    Deviam andar a pé.

  26. Também quero um BM says:

    Alguém sabe onde me posso candidatar à TAP. Também quero um BMW! Obrigado pela atenção.

  27. Há cada gajo says:

    E então portuguesinhos ? Estão contentes ? Já conseguiram estragar um negócio, do qual nada se sabe, apesar de todos comentarem como se soubessem e alem disso, por causa da mesquinhez tuga, a TAP ainda arrisca desembolsar uns trocos de indemnização por não assumir o contrato que terá assinado. Agora está tudo contente, certo ? Ah, afinal era mesmo só por serem BMW, porque agora já não interessa nada… Que povo triste.

  28. ruben says:

    É certamente uma noticia importante para a sociedade portuguesa, no entanto não percebo qual a relação com tecnologia para ter aqui destaque.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.