Quantcast
PplWare Mobile

Tags: processo

Epic Games avança com processo contra a Apple na Europa devido às taxas das apps

O problema entre a Apple e a Epic Games teve início em agosto de 2020. Tudo começou quando a marca da maçã baniu o popular jogo Fortnite da App Store. Tudo porque a criadora criou uma forma de contornar o pagamento de taxas da loja de aplicações. A situação entre ambas as empresas fez correr muita tinta, mas há mais novidades.

A Epic Games moveu agora um processo contra a Apple na Europa devido às taxas aplicadas na App Store.


Instaurado processo coletivo contra a Sony devido ao ‘drift’ do comando DualSense

Recentemente surgiram várias queixas de que o comando DualSense apresentava problemas de ‘drift’ durante os jogos. Ou seja, basicamente o dispositivo provoca movimentos mesmo quando o jogador não o está a usar.

Neste sentido, foi agora instaurado o primeiro processo coletivo contra a Sony, uma vez que este problema “compromete a principal funcionalidade do comando DualSense”.


Criadora do Cyberpunk 2077 afirma que se vai defender do recente processo judicial

A vida não está nada fácil para  CD Projekt Red, a empresa responsável pelo desenvolvimento do polémico Cyberpunk 2077. Depois de todos os problemas apresentados pelo jogo, que levou mesmo à sua retirada da PlayStation Store da Sony, vários investidores processaram a empresa devido a esta não ter sido clara com eles relativamente a estas falhas.

Mas agora a criadora fez questão de anunciar publicamente que se vai defender em tribunal desta ação de que agora é alvo.


Criadora do Cyberpunk 2077 processada nos EUA pelos problemas no jogo

Aquele que parecia ser um fim de ano fechado a chave de ouro, está a tornar-se num verdadeiro pesadelo para a CD Projekt Red, criadora do jogo Cyberpunk 2077.

Depois de toda a polémica, agora a empresa foi alvo de um processo nos Estados Unidos da América devido aos vários problemas do jogo.


Mulher processa a Apple depois de gastar mais de 3 mil dólares em compras in-app

O insólito aconteceu no estado de Connecticut, nos Estados Unidos. Uma mulher processou a Apple depois de ter gasto 3 mil dólares em compras in-app.

Segundo a ‘vítima’, a empresa de Cupertino “promove, facilita e lucra” com aplicações relacionadas com jogos de azar que se encontram na App Store.