Quantcast
PplWare Mobile

Tags: preços

Tesla baixa o preço do Model 3 para os 39.990 euros na Alemanha

A tabela de preços da Tesla voltou a receber uma alteração e na Alemanha o Model 3 já custa menos de 40 mil euros. Esta alteração pode ser vista como uma resposta às palavras de Herbert Diess, CEO do Grupo Volkswagen, que veio hoje acicatar Elon Musk referindo no Twitter que queria roubar quota de mercado à Tesla.

Contas feitas, se a estes elétricos, onde se encaixa o Model 3, for deduzido o incentivo ecológico, o preço rondará os 30 mil euros.


MEO tem novos preços em 2021! Saiba já quais os valores

Com a mudança do ano é comum mudar muita coisa. Há bens e serviços que sobem de preço, outros baixam e face ao impacto desta pandemia outras mudanças devem acontecer.

Relativamente às operadoras, há ainda a questão do 5G que tem obrigado à mudança de planos. A MEO já fez saber que vai ter novos preços no serviços já em 2021.

MEO vai ter novos preços em 2021! Conheça os novos valores


Galaxy S21 custará 879€, o S21 + será de 1.079€ e o S21 Ultra de 1.399€, diz rumor

Depois de vários leaks e divulgação de detalhes antes do tempo sobre a gama Galaxy S21, eis que agora é revelada uma das informações mais aguardadas pelos consumidores: os preços para o mercado europeu.

Segundo os novos dados, o Galaxy S21 custará 879 euros, ou seja, será mais barato do que o seu antecessor. Já o Galaxy S21 + deverá ter um custo de 1.079 euros e a versão Ultra será de 1.399 euros.


Quer gastar menos na sua fatura em telecomunicações? Siga estas dicas

Portugal é dos países europeus que mais cobra pelos serviços de telecomunicações. Os pacotes disponibilizados pelos operadores, podem, no entanto, ser negociados. É importante conhecer-se o mercado e comparar as várias propostas.

Neste artigo vamos dar-lhe algumas dicas para o ajudar a reduzir a fatura de telecomunicações.

Quer gastar menos na sua fatura em telecomunicações? Siga estas dicas


Tempos de pandemia: Amazon acusada de aumentar preços de bens essenciais em 1000%

Foi a 11 de março que a OMS declarou a doença da COVID-19 como uma pandemia. Neste período, muitas foram as notícias de escassez de alguns produtos nos supermercados, muito se falou no açambarcamento de papel higiénico, de álcool e lixívia. As máscaras eram uma raridade e rapidamente vimos empresas a mudar a sua produção para responder a esta necessidade urgente.

O aproveitamento de muitas empresas face esta situação foi também notícia recorrente. Agora, uma investigação levada a cabo pelo grupo Public Citizen, acusa a Amazon de ser ter aproveitado da pandemia para lucrar, com aumentos dos preços absolutamente irrisórios. No caso das máscaras cirúrgicas, o aumento poderá ter batido mesmo nos 1000%.

Tempos de pandemia: Amazon acusada de aumentar preços de bens essenciais em 1000%