Quantcast
PplWare Mobile

Tags: patentes

Apple tem quase 250 patentes de automóveis, mas carro… nada!

Já se fala no projeto Titan, o tal suposto carro da Apple elétrico e autónomo, há pelo menos 4 anos. Desde então o que temos assistido é a uma entrada e saída de elementos para a hipotética e secreta equipa que estará a preparar o veículo. Além disso, a empresa de Cupertino já registou perto de 250 patentes para o mundo automóvel.

Passado este tempo e visto alguns testes de estrada, tudo parece ainda vapor de água, pois dados concretos não são percetíveis. Será que existe mesmo um projeto para o tal carro da Apple?

Imagem de conceito do carro Apple, um automóvel autónomo e elétrico ainda secreto


5G: UE acusa China de restringir patentes tecnológicas europeias

A UE recorreu à Organização Mundial do Comércio contra China por restrição às patentes de tecnológicas europeias como (como as 3G, 4G e 5G).

Para a Comissão Europeia, “esta política chinesa é extremamente prejudicial para a inovação na Europa, privando as tecnológicas europeias da possibilidade de exercer e fazer valer os direitos decorrentes da sua vantagem tecnológica”.

5G: UE acusa China de restringir patentes tecnológicas europeias


Agora é de vez! BlackBerry vendeu as patentes e abandona o mercado dos smartphones

Até há alguns anos a BlackBerry era considerada uma das grandes dominadoras do mercado dos smartphones. Para além dos seus conhecidos equipamentos, a marca canadiana detinha também um ecossistema completo, com excelentes serviços para os utilizadores.

Todo este império acabou por cair em poucos anos, tendo a BlackBerry desaparecido do mercado. Agora, e para colocar um ponto final na sua existência, vendeu um dos seus melhores ativos. Falamos das patentes associadas ao universo mobile.

BlackBerry patentes smartphones mobile ativos


Tribunal do Reino Unido confirma que IA não tem direitos, não pode possuir patentes

Não estaremos a muitos anos de equipamentos e sistemas com Inteligência Artificial tomarem decisões de forma autónoma. Contudo, a validade destas decisões poderá ter um alcance limitado, apesar da qualidade e oportunidades dos atos concebidos pela tecnologia. Um exemplo agora em discussão é a criação de patentes com base na IA.

Um tribunal do Reino Unido decidiu que os sistemas de Inteligência Artificial não podem apresentar ou manter patentes, pois o software não é humano e, portanto, carece de direitos humanos.

ilustração Inteligência Artificial que não pode ter patentes


Júri decide que a Apple terá que pagar 300 milhões de dólares em caso de patentes

Volta e meia há notícias de empresas populares envolvidas em processos judiciais por diversos motivos. A Apple, por exemplo, é uma das marcas que mais problemas tem na justiça, como o polémico caso contra a criadora Epic Games devido à app Fortnite.

Mas há um caso anterior que envolve a marca da maçã e as patentes da Optis Wireless Technology. E, recentemente, um júri chegou a um veredicto e decidiu que a Apple terá que pagar 300 milhões de dólares em royalties.