Quantcast
PplWare Mobile

Tags: espaço

Cientistas já se preparam para receber o asteroide Apófis em 2029

Com as tecnologias a avançar à velocidade da luz, é possível notificar quando algum asteroide, ou algum corpo desconhecido, passa perto da Terra. Além disso, estas tecnologias permitem prever acontecimentos, por muito distantes que ainda estejam, pelo menos acreditamos que sim. Nesse sentido, no dia 13 de abril de 2029, vai passar pelo céu uma mancha de luz, que se tornará na mais brilhante e mais rápida já vista. Como tal, ainda a alguns anos de distância, já estão a ser feitos planos para retirar deste astro o máximo de informação possível.

Apófis é um asteroide que causou um breve período de preocupação em dezembro de 2004. Na altura, as observações iniciais indicavam uma probabilidade dele atingir a Terra. Terão desaparecido essas probabilidades?

Imagem asteroide apófis detetado pela NASA que passará pela Terra


Segure-se que vamos viajar pelo Espaço à boleia das fantásticas imagens da Europa

As luas geladas despertam um grande interesse nos exploradores do Universo. Aliás, já vimos como algumas destas luas têm mesmo já estudos e projetos para um dia serem exploradas fisicamente. Assim, um dos mais propensos astros a abrigar vida é o terceiro satélite Galileu de Júpiter, Europa. Há um ano a NASA confirmou a presença de moléculas de água sob a forma de vapor.

Escondido sob a sua espessa crosta de gelo, pensa-se que existe um enorme oceano interior, contendo mais água do que toda a Terra combinada. As imagens impressionantes não enganam!

Imagem lua de Júpiter


ESA quer fazer bases na Lua a partir de urina de astronauta

Soa estranho, parece estranho e é mesmo estranho! Contudo, recentemente foi publicado um estudo que revela que uma combinação de chichi e solo lunar pode fornecer material de construção adequado para os viajantes espaciais. Sabemos de antemão que no Espaço nada se perde e tudo se transforma.

Depois de usarem o chichi dos astronautas para converter em água potável, agora este fluído humano tem outra serventia.

Imagem de astronauta na base da Luna que usará a sua urina para construir


NASA escolhe imagem de fotógrafo português e explica o que vemos no centro da Via Láctea

Miguel Claro é um fotógrafo profissional português, autor e comunicador de divulgação científica. Este astrofotógrafo foi destacado pela NASA na rubrica “Imagens do Dia” no site da agência espacial americana. A imagem captada mostra-nos, de forma muito fácil de perceber, “o campo estrelado de poeira no núcleo da nossa galáxia Via Láctea”.

Entre várias outras distinções atribuídas pela NASA, o fotógrafo tem uma coleção fabulosa de imagens no nosso Universo.

Imagem fotografia da Via Láctea por MIguel Claro escolhida pela NASA


Descoberto um planeta gigante que é o rei do sistema Kepler-88

Júpiter, pela sua imponência, é o rei do nosso Sistema Solar. Este nosso gigante gasoso, que tem o nome do deus mais poderoso do panteão romano, dominou os outros planetas através da sua influência gravitacional. Com o dobro da massa de Saturno e 300 vezes a massa da Terra, o mais pequeno movimento de Júpiter é sentido por todos os outros planetas. Pensa-se que Júpiter seja responsável pelo pequeno tamanho de Marte, pela presença da cintura de asteróides e por uma cascata de cometas que entregaram água à jovem Terra.

Conhecendo a dinâmica do nosso sistema Solar, pelo menos alguma da mais rotineira atividade, dado que ainda procuramos o planeta 9, a questão que se coloca é se os outros sistemas planetários têm “deuses” gravitacionais como Júpiter.

Imagem planeta Kepler-88 d perto da sua estrela