Quantcast
PplWare Mobile

Tags: espaço

Novo estudo refere que a cratera Jezero em Marte pode abrigar sinais de vida

A NASA continua a palmilhar a superfície de Marte na expectativa de conhecer os pontos fundamentais para a chegada do novo veículo ao solo marciano. Nesse sentido, uma nova análise de imagens de satélite sustenta a hipótese de que a cratera de Jezero no planeta vermelho poderá ser um bom lugar para procurar marcadores de vida.

Conforme já foi veiculado pela agência espacial, a sonda Perseverance da NASA, cujo lançamento está previsto para julho de 2020, aterrará na cratera de Jezero.

Imagem cratera Jezero no solo do planeta Marte, onde a NASA quer aterrar


Lançado o primeiro mapa completo da superfície da Lua

Vamos falar da Lua, do que se conhece e, sobretudo, do muito que se desconhece. Assim, por significar uma incógnita gigante, a verdade é que o nosso satélite natural, por estar tão perto, mas tão longe, fascina muitas pessoas. Há cada vez mais uma curiosidade, à medida que vamos conhecendo mais detalhes da sua existência. Com a idade, estipulada, em cerca de 4,5 mil milhões de anos, ainda falta explorar muito deste corpo celeste que nos faz companhia.

Pela primeira vez, toda a superfície lunar foi completamente mapeada e classificada por cientistas e está disponível online.

Imagem da Lua


Planetas oceânicos têm um estranho comportamento que intriga os cientistas

Provavelmente não temos essa noção, mas os mundos aquáticos parecem ser muito abundantes na nossa galáxia. De facto, numerosas observações sugerem que existe um grande número de “planetas oceânicos” pelo universo. Estes estão completamente cobertos por uma espessa camada líquida de centenas, ou mesmo milhares, de quilómetros de profundidade em torno de um núcleo rochoso.

Apesar de se saber que são planetas “de água”, a verdade é que nada têm a ver com a Terra.

Imagem exemplo dos Planetas oceânicos

 


Voos espaciais longos provocam alterações no cérebro dos astronautas

O ser humano enfrenta severas dificuldades fora do seu habitat. Como tal, o Espaço e as suas condições causam problemas aos astronautas. Pelos menos é o que as evidências parecem mostrar. Após longa exposição à microgravidade, alguns tripulantes da Estação Espacial Internacional sofreram alterações em algumas capacidades básicas, como a visão.

Estas alterações, de acordo com uma Ressonância Magnética Hipófise, são provocadas por uma pressão intracraniana elevada, espoletada pelo voo espacial.

Imagem astronautas da NASA no espaço ao lado da ISS


NASA descobre um planeta muito parecido com o nosso e que poderá ser a “segunda Terra”

Com o evoluir da tecnologia e das formas de interpretar dados recolhidos pelo Telescópio Espacial Kepler da NASA, percebeu-se que há muita informação por decifrar. Conforme já temos visto, esta sonda que procura Exoplanetas captou muitos dados que esperam ser descobertos. Agora, os cientistas descobriram um exoplaneta escondido dos antigos dados deste telescópio.

Apesar do Kepler estar reformado, é sua missão continuar a alimentar o desvendar do Espaço. Na quarta-feira, a NASA anunciou a descoberta do que poderá ser um exoplaneta muito semelhante à Terra.

Imagem do planeta Kepler-1649c que é parecido com a Terra, descoberto pelo Kleper da NASA