Quantcast
PplWare Mobile

Tags: encomendas

Amazon: Saiba como abrir as suas encomendas em segurança nesta fase

Tendo em consideração que a COVID-19 é altamente contagiosa, desde cedo as pessoas se preocuparam com a segurança relativamente às encomendas, uma vez que a grande parte vem da China. Assim, de modo a ajudar na prevenção, a Amazon ensina como devemos abrir as nossas encomendas em segurança.

Apesar de não haver, até ao momento, nenhum caso confirmado de infeção originada através de encomendas, a regra é a da prevenção.


Amazon deixa de aceitar encomendas de bens não essenciais, na Itália e França

Com as restrições, aumentam as encomendas feitas online. Por isso, recentemente a Amazon anunciou que iria aumentar salários e contratar mais 100 mil trabalhadores.

O Estado de Emergência já está implementado em vários países devido ao surto do Coronavírus, limitando significativamente o comércio não prioritário. Neste sentido, a Amazon vai deixar de aceitar encomendas de bens não essenciais, na Itália e na França.


COVID-19: Amazon contrata mais 100 mil funcionários e aumenta os salários

Por vivermos a atual situação dramática relacionada com o COVID-19, as compras feitas pela Internet têm sido privilegiadas. No entanto, devido ao abrupto aumento de encomendas online, a Amazon foi ‘obrigada’ a contratar mais 100 mil trabalhadores.

Para além disso, a empresa também aumentou os salários.


Coronavírus: 38% deixou de comprar online produtos da China

O surto do Coronavírus iniciou-se em Wuhan, na China e, consequentemente, teve impacto um pouco por toda a parte. Exemplo disso foram as empresas e fábricas que fecharam portas, cidades que foram isoladas, grandes eventos tecnológicos cancelados, entre outros.

Assim, questionámos os leitores se deixaram de comprar online produtos da China devido ao Coronavírus. Vamos conhecer os resultados.


Deixou de comprar online produtos da China devido ao Coronavírus?

O surto do Coronavírus iniciou-se em Wuhan, na China e, consequentemente, teve impacto um pouco por toda a parte. Exemplo disso foram as empresas e fábricas que fecharam portas, cidades que foram isoladas, grandes eventos tecnológicos que foram cancelados, entre outros.

Assim, neste sentido, queremos saber se deixou de comprar online produtos da China devido ao Coronavírus.