Quantcast
PplWare Mobile

Executivos das fabricantes preveem queda na procura de automóveis

                                    
                                

Fonte: Automotive News

Autor: Ana Sofia Neto


  1. jota says:

    Baixar (muito) o preço do automóveis, pode ser uma solução!

  2. 1984 says:

    Actualmete aquilo que os fabricantes vendem não é aquilo que o cliente pretende mas sim o que UE quer , carros sem motor decente ,descarteis , echeios de merdas electronicas que servem para avariar muito e dar despesa por isso a UE que fique com eles.

  3. Yamahia says:

    Estavam á espera de quê?
    Diabolizaram uma tecnologia consolidada e fiável e quiseram-nos empurrar de rompante para uma alternativa que ainda tem muito que provar. Sobretudo na apregoada salvação do planeta.
    Observando um bocadinho as pessoas ficam sem saber o que fazer.
    É melhor esperar e ver o que vai dar. E o meu caso.

  4. falcaobranco says:

    Seca…guerra…inflação…os preços dos veiculos…querem que as pessoas comprem carros? Existem outras prioridades…

  5. iDespairing says:

    Nao se deve continuar a trocar de carro com a mesma frequência que um telemóvel. O ambiente agradece.

    • RC says:

      A ideia é o contrário, trocar menos, já que duram mais e gastam muito menos recursos e energia, mas se quiser deixar a sua experiência com eles, somos ouvidos.

  6. TugAzeiteiro says:

    Há meses que já se falava disso… a situação econômico-social não é favorável! 2 Anos de Covid + Guerra na Europa + Guerra fria no oriente + um enorme buraco imobiliário na China (que deixa ver se não vai levar ao colapso financeiro total do pais)! Taxas de juro a subir, foi tudo comprar casas a preços ridiculamente altos (em média entre 50 a 100mil Euros a mais… que entretanto vai rebentar a bolha), os carros novos subiram de preço devido a tanta porcaria electrónica que têm, os carros usados com 4 ou mais anos a preços ainda mais ridículos (do que já estavam) porque não havia carros novos para entrega… Portanto está aqui um belo 31 como se costuma dizer! Já o tinha dito e volto a afirmar, no final destes ano, vai haver imensas campanhas e promoções, daqueles sem juros ou de oferta de férias ou de X mil Euros em equipamento… para ver se conseguem despachar stock! Nas casas centenas de construtores vão à falência por construírem e não haver quem as compre aos preços que determinaram… Foi assim no passado e será assim novamente!

    • Zé Fonseca A. says:

      a diferença é que no passado havia stock, neste momento não há stock e encomendas de novos carros demoram até 9 meses.
      carros usados com até 6 meses estão a ser vendidos pelo mesmo preço de carros novos, isto também tem impacto na diminuição de procura.

  7. OBravo says:

    Estão com problemas em vender o lixo a pilhas.

    • RC says:

      No caso da Toyota e da Hyundai sim, tanto é que já se voltaram para os a baterias, no caso dos a pilhas (hidrogénio) já só alugam nalguns países, no caso da Toyota, e a Hyundai até já parou o desenvolvimento desses carros, centrando-se nos eléctricos com baterias.

    • Sérgio Martins says:

      Bom é o teu carro a gasóleo com 15 anos que polui á vontade. Estar num parque de estacionamento ou numa garagem a respirar a merda que sai do teu carro é que é bom.

      • Yamahia says:

        Deve ser melhor condenar à doença/morte a população de localidades inteiras e até cidades que viram nascer centrais termo eléctricas em redor das suas casas para a que eletricidade daí extraída possa alimentar o teu BEV.
        Então para o fabrico das baterias nem se fala.
        É melhor ver o vídeo. Por mais que o censurem, escondam ou destruam, ele vai sempre estar disponível em algum lugar, porque denuncia uma séria de verdades.
        Se incomoda o lobby? Sim, temos pena::

      • Yamahia says:

        A Toyota apostou em 1(um) único BEV e foi para inglês ver…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.