Quantcast
PplWare Mobile

Tags: diabetes

Diabetes tipo 2: Já há uma app para controlar a doença

A diabetes é uma doença crónica caracterizada pelo aumento dos níveis de açúcar no sangue, o que pode provocar danos em vários órgãos, se não for tratado. A principal causa da diabetes é a má alimentação, especialmente o consumo excessivo de alimentos açucarados, industrializados e a falta de exercício físico.

Investigadores da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) integram um estudo que visa ajudar os indivíduos com diabetes tipo 2 a controlarem a doença através de uma aplicação, estando neste momento a recrutar voluntários.

Diabetes tipo 2: Já há uma app para controlar a doença


Fármaco para diabetes usado para emagrecer? A culpa é do TikTok

Há um fármaco para diabetes que também é usado na perda de peso. A embalagem custa cerca de 120 euros, mas é comparticipada a 90% pelo SNS, o que significa que o estado está a apoiar um fármaco que está a ser usado para outros fins.

Parte da culpa é do TikTok, pois é nessa rede social que o fármaco se tornou popular.


Apple Watch salvou a vida ao videógrafo da CNET que é diabético

Não é novidade para ninguém que o Apple Watch é um equipamento extraordinário. De tal forma que tem sido creditado nele várias vidas salvas. A mais recente situação, e também diferente de outros casos que temos visto, está relacionada com alertas de níveis de glicemia perigosamente baixa. Diz o videógrafo da CNET que se não fosse o smartwatch da Apple, ele poderia não ter sobrevivido.

Neste caso em particular, o Apple Watch estava emparelhado com um sistema de monitorização da glicose. Este dispositivo verifica permanentemente os níveis através de um sensor “acoplado” ao corpo.

 


Protótipo de smartwatch com monitorização não invasiva da diabetes tem 84% de precisão

Não estaremos muito longe de usar um “médico pessoal” no pulso. Isto é, com o avançar da tecnologia, os smartwatches poderão constantemente avaliar a nossa saúde e dar alertas, sugestões e informações sobre o nosso corpo, os sinais vitais e o bem-estar. A monitorização da diabetes é um desses objetivos e há já um protótipo de smartwatch que consegue uma taxa de precisão a rondar os 84% na deteção dos níveis de glicose no sangue.

Várias marcas, como a Apple, Samsung, Huawei ou Garmin, lideram a oferta de tecnologias que além da parte do exercício também se focam na área da saúde. Este pode ser um trunfo importantíssimo!

Ilustração Apple Watch para monitorização da diabetes


Sensor de pele adesivo mede níveis de glicose no sangue através do suor do utente

Paulatinamente, a ciência e a tecnologia unem esforços para tornar determinadas rotinas menos intrusivas. A ideia é evitar picar o dedo para saber os níveis de glicose no sangue ou ter dispositivos que não sejam discretos. Além disso, estes avanços poderão equipar outros dispositivos do dia a dia, como os relógios, com estas funcionalidades.

A Universidade da Pensilvânia, desenvolveu um sensor de baixo custo que tem aproximadamente o tamanho de uma moeda de 50 cêntimos. Medir os níveis de açúcar no sangue tornou-se mais simples.

Imagem sensor de braço para medir glicose