Quantcast
PplWare Mobile

Tags: safari

Nova guerra? O Spotify deixou de suportar o Safari no macOS

As relações entre o Spotify e a Apple não são as melhores, por várias razões conhecidas. Vão muito além da concorrência entre os seus serviços de streaming de música e chegam até à forma como os serviços são subscritos.

A mais recente fricção entre as duas empresas parece chegar pelo browser. O Spotify, na sua versão web do player, deixou de suportar o Safari, sem que uma razão tenha sido apresentada.

Spotify


Agosto foi um mês de quebras no mercado dos browsers

O browser é uma das ferramentas mais importantes, essenciais e usadas no seu computador, smartphone ou tablet. Apesar de muita utilização online ter passado para as aplicações, o browser continua a ser a ferramenta mais versátil e completa para navegar na Internet.

Neste segmento dos browsers, o Google Chrome lidera em quota de mercado com grande vantagem sobre os concorrentes, mas neste último mês assistimos a uma flutuação que contraria toda a tendência registada até então.


Dica: Como aceder às palavras-passe que gravou no seu Mac

Muitas vezes gravamos as palavras-passe no nosso Mac e depois simplesmente deixamos de as manter vivas na memória. Seja no Safari ou mesmo as palavras-passe do Wi-Fi que o macOS grava, ficam automaticamente guardadas no Porta-chaves do sistema operativo e nós deixamos de ter de as decorar.

Mas como podemos saber onde estão e quais são?


Safari já consegue ter um crescimento maior que o Edge

A Apple e a Microsoft confrontam-se em muitas áreas, lutando sempre pelo domínio do mercado e procurando obter sempre melhores prestações que a concorrente.

Uma das zonas onde não competem é no campo dos browsers, mantendo-se afastadas e concentradas nas suas plataformas. É por isso interessante ver que o Safari está a crescer, ultrapassando o Edge no ritmo a que consegue cativar novos utilizadores.

Safari Edge


Apple guardou no iCloud histórico apagado do Safari

A eliminação dos registos das páginas vistas num browser pressupõe que estes sejam apagados do disco do computador onde este corre, independentemente da forma como estão guardados.

Uma investigação recente descobriu que afinal a Apple não respeita esta vontade dos utilizadores e, no caso do Safari no iOS, esse histórico é mantido por muito tempo no iCloud.

Safari