Quantcast
PplWare Mobile

Alerta! Falha grave do Safari permite roubar dados dos utilizadores de forma fácil

                                    
                                

Fonte: FingerprintJS

Autor: Pedro Simões


  1. Jota says:

    Os produtos da Apple parecem um queijo suíço!

  2. Ze Nandoooo says:

    É sempre o mais seguro… até não ser o mais seguro :\

  3. Marko says:

    Calúnias 😀

  4. Manso says:

    O que vale é que esta marca $ó p€n&a no$ Cl€nt€$… Já agora, novidades, há? É que a falta de segurança não é nada de novo nos produtos desta empresa nos ultimos anos. Lá por repetirem muitas vezes o mesmo não é o mesmo que a realidade

  5. MM says:

    Não consigo entender estas politicas de “segurança” de não deixarem usar alternativas. Se por um lado é pela segurança que dizem que os outros não têm, depois quando há estes casos, se precisam de usar um browser, sabem que estão expostos até haver uma atualização.. Até lá deixam de usar browser em smartphones de 1000€? Acaba por ser um pouco ridículo ter dispositivos na generalidade caros, que não deixam ter alternativa…

    • Alvaro Campos says:

      Desde o iOS/oPadOS 14 que a Apple permite isso.
      https://support.apple.com/en-us/HT211336

      • Rui says:

        Não são bem alternativas, porque a base é obrigatória ser a mesma do safari.

        • Álvaro Campos says:

          Tal e qual a imensidão de browsers baseados no Chromium…
          Não acontecerá o mesmo no Android? E não acontecia o mesmo no Windows Mobile?

      • Manuel da Rocha says:

        Alternativas… que são extensões do Safari e tem 100% do browser e dependem totalmente da Apple.
        Curiosamente a Microsoft foi multada em 2800 milhões de euros por apresentar o Edge como base e não aparecer a opção de instalar outro browser, a Apple pagou 20 milhões de euros a doar equipamentos aos deputados europeus e pode fazer tudo o que lhes apeteça.

      • LG says:

        A falha ocorre no WebKit (browser-engine do Safari).

        Chrome e Edge usa Blink (Chromium)
        Firefox usa Quantum

        Porém por regra da Apple, (e na minha opinião; para que nunca nenhum Browser consiga ser melhor que o Safari no iOS), todos os browsers são obrigados a correr WebKit no iOS.

        WebKit foi excelente no seu tempo quando a os outros Browsers eram unidos. Porém muitos features para esse projeto “open-source” era decidido pela Apple e causou divórcios…

        Mozilla dedica-se à Internet e uma standard global
        Chromium dedica-se à Internet e uma standard global
        Apple dedica-se vender produtos e o seu browser é dos mais limitados no que toca inovação e especificação do HTML.

        Esta grande vunerabilidade reportada em Novembro 2021 sem efeito desde então.

      • Pjs says:

        Não são alternativas, usam o mesmo motor de renderização do safari.

  6. Donodacarne says:

    Não me preocupa ,limpo periodicamente o histórico…

    • LG says:

      Claramente não entendeste a falha. A vunerabilidade pode acontecer em “real-time” enquanto tens vários sites abertos. Site X pode saber os detalhes teus do Site Y que tens aberto noutro sparador…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.