Quantcast
PplWare Mobile

Tags: Robótica

Inseto robot consegue andar mais de duas horas sem bateria

O mundo da microtecnologia tem tido desenvolvimentos muito interessantes ao longo do tempo. Prova disso é que foi agora criado um pequeno inseto robot que é capaz de andar até duas horas sem qualquer bateria.

O segredo é que este inseto, designado como RoBeetle, utiliza um sistema de combustão com metanol líquido. Para além disso o pequeno robot é ainda capaz de carregar o dobro do seu peso.


CaseCrawler: a capa de smartphone inteligente que rasteja até ao carregador

Quantas vezes o nosso smartphone fica sem carga e não sabemos do carregador? E se houvesse uma maneira de simplificar todo esse processo? Para isso mesmo foi criada a capa de smartphone inteligente CaseCrawler que rasteja até ao seu carregador wireless.

O dispositivo foi desenvolvido por investigadores sul-coreanos e conta com pequenas pernas robóticas para conseguir deslocar-se ao local de carregamento.


Robot foi usado pela primeira vez no tratamento de aneurismas cerebrais

A tecnologia tem-se revelado numa preciosidade no campo da medicina, especialmente em inovações e procedimentos mais específicos.

Agora, pela primeira vez, um robot foi usado para tratar aneurismas cerebrais. E teve sucesso.


Estudantes no Japão podem enviar um robot para a escola nos dias em que estão doentes

A tecnologia está cada vez mais presente na nossa vida e permite-nos realizar feitos que há uns anos eram dignos de ficção científica. Um passo nesse sentido está a ser feito atualmente no Japão, em que os alunos que estão doentes podem enviar um robot para a escola.

De forma incrível, o aluno pode assim usufruir da experiência de estar na sala de aula… Onde, para além de ouvir as lições do professor, pode inclusivamente intervir como se estivesse presente no local!

Estudantes no Japão podem enviar um robot para a escola nos dias em que estão doentes OriHime


Robôs poderão “roubar” 1,1 milhões de empregos em Portugal até 2030

A automatização está a chegar a todos os ofícios e não é surpresa que os robôs poderão tomar conta de milhões de postos de trabalho em Portugal até 2030.

Segundo um estudo da CIP, 1,8 milhões de trabalhadores terão de melhorar competências ou mudar de emprego até 2030.

Imagem de robôs a trabalhar na indústria