Quantcast
PplWare Mobile

Tags: Nissan

Nissan e Renault juntas para melhor competirem no setor dos carros elétricos

A indústria dos carros elétricos é atualmente uma das mais apelativas para as marcas de automóveis. Não só porque é um dos caminhos para o mundo conseguir atingir as metas climáticas definidas, como também é cada vez mais a primeira opção dos consumidores.

Neste sentido, as informações mais recentes indicam que a Nissan e a Renault estão em conversações no sentido de melhor competirem no setor dos elétricos. Sendo duas das marcas mais conhecidas dos automobilistas, certamente que se esperam projetos de peso desta parceria.


Honda, Nissan e Toyota são as menos preparadas para a transição elétrica, diz estudo

As fabricantes estão a trabalhar na transição elétrica, como temos acompanhado. No entanto, um novo estudo revelou que a Honda, a Nissan e a Toyota são aquelas que estão menos preparadas para ela.

A investigação foi realizada pela InfluenceMap.

Toyota elétrico


Renault poderá vender parte da participação na Nissan para financiar a gama elétrica

Alegadamente, o Grupo Renault está a ponderar vender uma parte da sua participação na Nissan, por forma a conseguir financiar a sua transformação elétrica.

Esse reajustamento permitirá reequilibrar a Aliança Renault-Nissan-Mitsubishi.

Renault


Nissan quer lançar o seu primeiro elétrico com baterias em estado sólido até 2028

São cada vez mais recorrentes as notícias de marcas do mundo automóvel que começam agora a abraçar projetos e planos para o desenvolvimento e produção de veículos elétricos.

No caso da Nissan, por exemplo, já é sabido que a fabricante também pretende integrar-se neste segmento. E as últimas informações indicam que a marca japonesa tem planos para lançar o seu primeiro carro elétrico com baterias em estado sólido até ao ano de 2028.


Nissan vai abandonar o desenvolvimento de motores de combustão interna

Têm sido frequentes os anúncios vindos de fabricantes que decidem focar a sua atividade nos carros elétricos. Desta vez, trata-se da Nissan, que irá abandonar o desenvolvimento de motores de combustão interna.

Esta decisão abrange todos os mercados, com exceção dos Estados Unidos da América.

Nissan