Quantcast
PplWare Mobile

Tags: Lua

Vídeo 4K da NASA irá levá-lo a um passeio na Lua de tirar o fôlego

Cada vez temos melhores tecnologias para captar imagem e quando usamos essa tecnologia para mostrar o que não podemos “ver ao vivo e a cores”, pelo menos com a possibilidade de percebermos os pormenores, extasiamos com o brilho e com o detalhe que nos é mostrado. Por isso tem havido nos últimos anos uma aposta muito forte na qualidade da imagens captada e divulgada.

Nesse sentido e com esse foco, a NASA produziu este fantástico vídeo em 4K onde nos mostra a Lua como nunca a vimos. São as imagens mais detalhadas alguma vez captadas do satélite natural da Terra.

Imagem 4K da Lua feita pela NASA


A Superlua Azul de Sangue está a chegar

Para todos os apreciadores e entusiastas do Espaço, o dia 31 de janeiro será uma data muito especial. Não é todos os anos que acontece um espetacular evento que, sem dúvida, nos irá fazer andar de olhos postos no céu, mais especificamente na Lua.

Já ouviu falar de uma Superlua Azul de Sangue? Sim, tem um nome peculiar não tem? Pois é, poderemos ver a Lua desta forma já amanhã!

superlua


9 Fenómenos celestes para assistir em 2018

Entre eclipses, alinhamentos de planetas ou encontros de cometas, em 2018 terá várias oportunidades para ficar de olhos postos no céu e assistir a verdadeiros fenómenos astronómicos.

Estes são 9 dos fenómenos que irão marcar 2018.

Fenómenos celestes - super lua


Foto da Terra e da Lua mostra mesmo como estamos sozinhos

Quantas vezes ouvimos dizer que não estamos sozinhos no Espaço. Mas a dimensão é tal que estamos sozinhos.

A NASA mostrou uma foto fantástica que nos relembra realmente quem somos…


2016 HO3 – A Terra quase teve uma nova Lua

Com a evolução dos instrumentos que vasculham o Espaço e que interpretam as órbitas dos objetos estelares, pode-se aprender e descobrir certos comportamentos que outrora não eram assim tão claros.

A 27 de abril de 2016, os astrónomos descobriram o objeto 2016 HO3, um quase satélite do nosso planeta. Observações recentes e mais detalhadas, apresentadas na Reunião Anual da Divisão de Ciências Planetárias, confirmaram que o objeto é definitivamente um asteroide e não “um pouco de lixo espacial”.