Quantcast
PplWare Mobile

Tags: fatura

Sem dinheiro para pagar a fatura de comunicações? ANACOM propõe medidas

O momento que o mundo atravessa não é fácil. No entanto, há quem tenha mais possibilidades e quem apenas tenha dinheiro para viver mês a mês (e até bem menos). Conscientes de tal situação, a ANACOM propõe medidas excecionais para proteger clientes de serviços de comunicações eletrónicas.

Conheça algumas das medidas propostas.


Roaming: Não tenha surpresas na sua fatura das comunicações

Foi em outubro de 2015 que foi aprovado o fim das taxas associadas ao Roaming na União Europeia, depois de 10 anos de muitas negociações.

No entanto, se vai viajar para o estrangeiro e vai fazer e receber chamadas de voz, enviar e receber SMS ou aceder à Internet não se esqueça de verificar se tem o Roaming ativo.


Há novidades na fatura de telecomunicações! Saiba o que muda

É já amanha (25/05) que os operadores de telecomunicações terão que disponibilizar, sem quaisquer encargos, aos assinantes que o solicitem, uma fatura que inclua o detalhe mínimo e a informação definidos pela ANACOM, seja qual for o suporte e o meio utilizado.

Saiba a que informações poderá ter acesso.

Fatura de telecomunicações


É cliente MEO ou NOS? A sua fatura pode aumentar já em 2019

Os serviços prestados pelas principais operadoras (MEO, NOS e Vodafone) têm, no geral, melhorado. Tal evolução deve-se ao muito investimento em infraestruturas, mas também ao nível dos próprios serviços que hoje em dia são mais modernos e fiáveis! Ao longo dos anos e por culpa da concorrência, os preços dos serviços têm sido ajustados e hoje em dia é possível usufruir de um serviço completo por poucos euros.

No entanto, para 2019 haverá alterações ao nível dos tarifários! Se é cliente MEO ou NOS prepare-se para as subidas de preço.

É cliente MEO e NOS? A sua fatura pode aumentar já em 2019


Pagar menos IVA na fatura de energia? Baixem a potência contratada

A fatura da energia nem sempre é simpática para muitas famílias portuguesas. No entanto, muita das vezes é preciso analisar os contratos com o objetivo de conseguir poupar alguns trocos.

Recentemente o ministro do Ambiente e da Transição Energética, João Pedro Matos Fernandes, referiu que quem quiser pagar menos IVA na energia poderá sempre optar por baixar a potência contratada. Vamos perceber se é viável esta “sugestão”.