PplWare Mobile

Tags: carros elétricos

Bateria de fluxo de ar de alumínio permitirá aos carros elétricos viajar até 700 km

Investigadores coreanos desenvolveram uma nova bateria para servir o crescente mercado dos carros elétricos. Chama-se “bateria de fluxo de ar de alumínio”, e tem propriedades que lhe conferem a capacidade de ser mais eficiente energeticamente do que as baterias de iões de lítio. Além disso, estas baterias não têm o mesmo risco de explosão que as que temos atualmente no mercado.

Sabendo que o calcanhar de Aquiles são as baterias, há um crescente e ambicioso mercado em volta dos veículos elétricos. Várias marcas de automóveis estão mesmo a apostar muito forte no fabrico deste componente.

Matéria prima para fabricar a bateria de fluxo de ar de alumínio

 


CO₂: comparação das emissões indiretas dos carros elétricos com os de combustão

Os veículos elétricos estão a mudar o paradigma da mobilidade. São já mais de um milhão a circular na Europa e a tendência é para que esse número continue a crescer. Contudo, são vários os cidadãos que se mantêm céticos em relação a esta nova modalidade de automóveis. Há quem questione a ecologia da energia elétrica produzida para os alimentar…

Deste modo, decidimos fazer um conjunto de simulações para conseguir responder a estas questões e retirar conclusões sobre as emissões de dióxido de carbono (CO₂) dos carros elétricos e dos carros com motores de combustão.


Carros elétricos a circular na Europa já são mais de 1 milhão

O mercado dos carros elétricos continua tímido mas há algumas metas interessantes que têm vindo a ser atingidas. Segundo dados recentes, no primeiro semestre deste ano foram vendidos 195 mil automóveis elétricos, dos quais fazem parte Veículos Elétricos de Bateria (BEV) e Híbridos Plug-in (PHEV).

Considerando as vendas do último semestre, o mercado europeu passou a ter um valor acumulado de mais de um milhão de carros elétricos.


O carro elétrico e autónomo precisará de um quarto da produção mundial de energia

De acordo com um estudo, as três revoluções que estão em curso, a eletrificação, a condução autónoma e o veículo partilhado irão necessitar entre 570 e 1140 TWh (terawatts-hora) de energia, representando entre 13% e 26% da produção mundial de eletricidade.

Estará o mundo preparado para estes consumos?