Quantcast
PplWare Mobile

Tags: alterações climáticas

Alterações climáticas estão a mudar o eixo da Terra. Que se passa com o nosso planeta?

A pandemia poderá ter desviado a atenção necessária sobre um grave problema que está a afetar a vida do ser humano no planeta Terra. As alterações climáticas estão a trazer enchentes, secas extremas, temperaturas altíssimas, incêndios infernais e extinção de algumas espécies. Estes serão, eventualmente, os efeitos que conseguimos perceber e que nos dizem que o planeta está doente. No entanto, há outros efeitos das mudanças climáticas provocadas pela ação do homem que não são tão óbvios.

O eixo da Terra está a mudar e, apesar de não ser um fenómeno anormal, o homem tem acelerado este comportamento. Que consequências poderão advir?

Imagem da Terra e do seu eixo


Maiores bancos mundiais aliam-se para travar as alterações climáticas

Não é novidade que têm sido cada vez mais empresas e países a declarar que serão neutros em emissões aquando um determinado horizonte estabelecido. No entanto, o caminho faz-se caminhando e, por isso, é importante conhecer as promessas que vão sendo feitas. Desta vez, estas partem dos principais bancos mundiais.

Até 2050, ou antes, mais de 40 dos principais bancos mundiais pretendem representar um total de zero emissões.

Banco Santander


Facebook: 100% das operações são agora suportadas por energia renovável

Tem vindo a ser um horizonte estabelecido por várias empresas, marcas e até países e, por essa razão, é um fator de esperança que esteja a começar a ser atingido. A neutralidade carbónica ou a diminuição das emissões são duas das maiores apostas para aquele que consideram ser o salvamento do planeta. Nesse sentido, o Facebook anunciou que as suas operações são, agora, 100% suportadas por energias renováveis.

Recorde-se que estes objetivos operacionais foram estabelecidos em 2018.

Operações do Facebook são agora 100% suportadas por energia renováveis


Ambientalistas defendem que só a energia nuclear poderá salvar o mundo

A saúde do planeta é um dos temas que mais se tem falado e existem já uma série de ações regulatórias de descarbonização energética que contribuem para um marco sustentável e eficiente para combater as mudanças climáticas. Contudo, não existe uma certeza unânime quanto ao caminho energético que seja o mais limpo para a Terra. Vemos a energia solar como uma promessa, o hidrogénio como uma esperança, mas há também quem aponte a energia nuclear como o caminho mais correto na luta contra as alterações climáticas. No entanto, os exemplos do passado atemorizam a humanidade e o nuclear parece estar fora das opções.

Um ambientalista vem agora referir que os receios infundados sobre a energia nuclear podem estar a prejudicar a luta contra as alterações climáticas. Ou seja, na sua opinião, a energia nuclear é o caminho e é a única coisa que poderá salvar o mundo.

Energia nuclear


Bill Gates está preocupado com o crescimento da Bitcoin

Se em 2014 Bill Gates direcionou elogios à Bitcoin, considerando-a até melhor que a moeda tradicional, o cenário parece ter-se alterado, em 2021. Aparentemente, o filantropo e fundador da Microsoft considera que a criptomoeda não presta.

Tendo em conta que é um ativista no combate às alterações climáticas, considera que a Bitcoin “não é algo benéfico para o ambiente”.

Bill Gates considera que a criptomoeda Bitcoin não é benéfica para o ambiente.