Quantcast
PplWare Mobile

Europa poderá deixar de depender das baterias da China já em 2030

                                    
                                

Autor: Ana Sofia Neto


  1. z-life says:

    As noticias da união europeia usam e abusam do termo “Haverá”, “possivelmente”, realizará”, “prevê”, define para”….Enfim, uns fanáticos do futuro.

    Os livros das promessas deve ser grande, assim como o livro de “E nada aconteceu”.

  2. Vitor says:

    Se a minha Avó tivesse rodas era uma bicicleta… A UE nem consegue assegurar o fornecimento de gás e electricidade para 2023

  3. Jose Paulada says:

    Como se a china deixasse. China, India, Emiratos arabes, Chile e Brasil serao as potencias mundiais do seculo 22.

  4. Oi says:

    Lá está, 2030, ou seja, não passa de intenções.

    Pergunto eu: em que é que estes lideres têm ando entretidos, na sua vidinha, pois então.

    • B@rão Vermelho says:

      Os líderes têm andado ocupados em baixar os preços, estás a ver que a Rússia com a política de preço baixo pensava que nos tinha presos pelas bolinhas, o pessoal tem noção que ao ser produzido na Europa vais passar a ser muito mais caro.
      Dou um exemplo em Singapura um empregado do Mac ganha 2050$ dolares de Singapura, feito o câmbio da mais ou menos 1450€, agora para venderes os mesmos produtos e pagar aos funcionários não podes vender ao mesmo preço que em Portugal que ganham 750€.
      E por isso que digo estamos a alimentar o monstro ” China”que nos vai assustar um dia

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.