PplWare Mobile

Tags: europa

Amazon investigada pela Comissão Europeia por concorrência desleal

Margrethe Vestager, a comissária europeia para a concorrência já tinha deixado um aviso à gigante das vendas online. Agora, a Amazon tornou-se no alvo de investigação na Europa, mais concretamente, pela Comissão Europeia. Em causa estão supostas práticas de concorrência desleal.

Jeff Bezos estaria a beneficiar os vendedores que optem sobretudo pela sua plataforma.

Amazon Europa Comissão Europeia


Facebook luta pela transparência com os novos Termos de Serviço

A rede social Facebook acaba de publicar os seus novos Termos de Serviço. Aí, vemos mais detalhes sobre as motivações da remoção de conteúdos, bem como a forma como a publicidade é orientada aos utilizadores da plataforma. De igual modo, também é abrangida a propriedade intelectual, principalmente na Europa.

Já de acordo com o próprio Facebook, são novas medidas que visam promover a transparência.

Europa Facebook Termos de serviço


Europa produzirá 92% da sua energia elétrica através de energia renovável até ao ano 2050

As metas estão lançadas e os prazos estão determinados em vários países europeus. Desta forma, muitos deles já estão a trabalhar no que toca à produção de energia elétrica vinda de fontes “limpas”. Segundo as projeções mais recentes da BloombergNEF, a Europa produzirá 92% da sua energia elétrica através de energia renovável. E essa meta tem um prazo: até ao ano 2050.

Vemos atualmente vários países a apostar nos carros elétricos e outras soluções sem combustíveis fósseis. Os estados estão assim a aumentar os esforços na produção de energia eólica, solar e hídrica.

Europa produzirá 92% da sua energia elétrica através de energia renovável até ao ano 2050


Rússia usou as redes sociais para fomentar a abstenção nas Europeias

No rescaldo das eleições europeias de maio último, a União Europeia avaliou o desempenho das suas políticas e iniciativas detratoras das notícias falsas. Avaliaram, por exemplo, o Facebook, o YouTube e o motor de busca Google. Além disso, no relatório oficial, as conclusões ligam a Rússia às redes sociais e à abstenção.

Ainda assim, o balanço geral é positivo, com vários pontos a merecerem destaque.

União Europeia Google Facebook YouTube redes sociais


Apple em forte queda, Xiaomi e Huawei em alta e Samsung no topo

A agência IDC partilhou o seu mais recente relatório referente ao primeiro trimestre de 2019. Aí, temos o volume de smartphones vendidos nos primeiros três meses do ano, além das quotas de mercado das principais fabricantes. A Samsung lidera, a Apple e Nokia caem, a Xiaomi e a Huawei em crescendo.

Há, desde logo, uma contração de 3,3% no volume de smartphones vendidos face a 2018.

Samsung Apple Huawei Xiaomi Nokia