Quantcast
PplWare Mobile

Testes mostram que o Intel Core i9-12900HK é mais rápido do que o Apple M1 Max

                                    
                                

Fonte: Wccftech

Autor: Marisa Pinto


  1. Estefâneo Empregos says:

    Esta comparação nem deveria ser feita porque:
    1º são processadores com arquiteturas diferentes.
    2º um tem mais cores que outro, é de estranhar se não fosse superior.
    3º o Intel consome muita mais energia.
    🙂

    • Secadegas says:

      Mas quando é ao contrário já a comparação é valida…

    • JR says:

      E o processamento single core?

      • jlxpmme says:

        Diferença de 100 pontos quando os cores do M1 Pro e Max são o mesmo design do M1 de 2020? Nada mau para um processador de arquitetura de 2020, visto que é baseado nos cores do A14. O design no A15 já é mais recente e com melhor performance. Quando sair o M2 com design baseado no A15 já vai estar ao mesmo nível ou melhor.

        • Pericles says:

          tá, mas ele ainda não saiu. O M1 assim que saiu também se comparou com processadores de geração passada. Então deixa de mimi, Pq nunca vc vai ver empresas se programando juntas para lançar equipamentos na virada do ano novo, pra ser justo os comparativos. Deixa de se fã boy

  2. Strato says:

    Venham de la os testes a comparar o uso de energia e aquecimento…

    • João says:

      A paranoia com o aquecimento e com o consumo, foi uma moda que pegou depois do M1 da Apple.
      A partir dessa altura, a compatibilidade com tudo o que está para traz deixou de ter qualquer tipo de importância.
      Eu tenho 2 MBpro em casa, quase da mesma altura, um Intel e um M1 e ainda não me apercebi que o M1 numa utilização normal fosse mais rápido que o Intel mas aqui falam de multicores, de single cores e outras coisas que eu não entendo nem quero entender.
      Obviamente que o M1 aquece menos e tem mais autonomia.

  3. iDroid says:

    Resta saber se os consumos energéticos serão semelhantes…coisa na qual eu não acredito.

  4. Ludita_Modernaço says:

    Alguém sabe como estão as águas do Lake no que toca a spectre e meltdown?

    Houve em tempos um compromisso para reformulação profunda na arquitectura, depois evaporou-se como as dioxinas.

    • Zé Fonseca A. says:

      Não importa, nunca importou, foi só propaganda para tentar baixar o rating da intel.
      Não tiveste real world hacks e toda a gente resolveu isso rapidamente e sem impacto de performance notório como se antecipava.

      • Ricardo Gomes says:

        Leio cada comentário teu, sem qualquer ponta de conhecimento… O impacto foi mais que notório, alias continua… e existe uma razão pela qual Intel não estão a ser mais usados em sistemas de alta segurança, mas felizmente para ti são apenas teorias da conspiração.

        • Zé Fonseca A. says:

          Depende o que defines como “alta segurança”, se a tua definição for semelhante à minha posso-te dizer que nem intel nem nenhum x86.
          O meu circulo são fortune 500 companies com dezenas de milhares de servidores, sei bem o que falo quando digo, spectre e meltdown estão patched em todo o lado e nunca foram um problema real, só seriam em ambientes virtuais partilhados, que a maioria das empresas não usa.

  5. Ts says:

    Acredito que seja, mas a intel para chegar a esses resultados deve consumir 10x mais energia, portanto não é uma comparação justa.

  6. Joao says:

    Comparar “alhos com bogalhos”…

  7. Carlos says:

    Pois os m1 consomem 30w cpu este deve consumir 400

    • Paulo Martins says:

      HK é um processador para portáteis, o base deve ser 45W e o máximo não deve chegar aos 100W, pelo menos o 11980HK não chega a consumir sem 100W.

  8. Samuel MG says:

    Que comparação mais estúpida 🙁 Comparar um x86 com um ARM 🙁 A Intel que continue assim a mandar tiros nos pés 🙂

  9. B@rão Vermelho says:

    Seja como for, a concorrência faz isto mesmo, abanar o mercado.
    O mal da Intel foi por muito tempo não tinha, que se esforçar muito, ao contrário da Apple, mesmo se não inova-se em nada as pessoas continuam a comprar , só porque sim.
    A Apple, está como todas as outras marcas queriam ser um dia, até o pano de limpeza da Apple é um sucesso de mercado.
    Eu sou cliente Apple com vários produtos Imac, Ipad, Ipod e em breve Apple tv, nem tudo é um mar de rosas no mundo Apple, como alguns users descrevem, mas não sou doente pela Apple e sei ver as qualidades dos rivais, como telefone pessoal tenho Samsung Note 10+, para mim graças a Spen, é o melhor telefone de e para trabalho.
    Eu acredito que se a Apple vende-se gelo vai haver pessoas que vão garantir que o gelo da Apple é mais fresco que outro gelo qualquer, e eu assim de memória não conheço mais nenhuma marca que tenha um estatuto assim, todas sonham ser assim, mas só alguns conseguem.

  10. Secadegas says:

    Os fanboys agora já dizem que são comparações sem lógica… Eu tinha dito anteriormente: os novos processadores Intel iam ser os melhores e mais rápidos antes de 2023… E ainda só estamos em 2021.

  11. DFS says:

    Isto é interessante. Por um lado independentemente do consumo, a ser verdade, a intel terá um processador mais potente, embora menos eficiente.
    Mas o mais interessante disto tudo é a concorrência. A Apple conseguiu em pouco tempo larçar processadores dos melhores com menos consumo, e ainda deve ter uma boa margem de progressão. Mas por outro lado parece que a intel acordou e provavelmente os próximos annos serão muito interessantes com grandes avanços no processamento.

  12. Kuka Belludo says:

    O processador Intel é bem melhor, como vem aí o inverno não precisamos de comprar aquecedor.

  13. Nuno Manuel Alves says:

    O novo M1X e um cpu risk… Tem poucas instruções a correr relativamente aos cisk (x86) que tem instruções muito complexas… Daí o Arm ser mais eficiente em termos de energia.
    Arm tem a vantagem de precisar menos energia para efetuar um ciclo de relógio mas se repararem as frequências não são muito altas (pouco mais de 3.0 )
    Enquanto que as frequências dos x86 são bastante mais altas. O Arm perde eficiência se aumentar muito a frequência.
    Relativamente aos novos Mac passando para o GPu o max em termos de performance poderá estar perto de uma 5700xt… Seja como for e um bom avanço relativamente ao lixo que tinham para vender. A Apple está a competir com um node de 3 nm e a AMD 7 mm. Para testar um cpu em todo o seu explendor não se usa o geek bench, pois apenas testa alguns aspecto do CPU … Para testar e usar o cinebench R23 aí sim temos a certeza de tudo que o cpu faz não há cá deixar performance em cima da mesa. Os novos cpu M1 estão próximos em single Core a um ryzen 5800h e em Multicore, mas estão abaixo …o anterior M1 ficava mais de 50 por cento abaixo … Por isso mantenham a calma a performance pura é PC e que ninguém tenha dúvidas … Nem falo nos preços dos apple.novos para não ferir ninguém … Um processador barato e fácil de fazer e pedem uma fortuna. E como eu costumo dizer, não há produtos Maus apenas preços Maus e a Apple não dá uma para a caixa … Até tive um ataque de riso quando vi o iFarrapo a 25 euros na tugolandia qu anedota :):):)

    • Miguel says:

      Sim o MacOS corre tudo em arm e n precisa de x86….o windows gasta 10 x mais energia a abrir um simples documento ou navegar na net. O x86 acabou, finito. O futuro é arm!

      • Tonheco says:

        Depende do que queiras e para o que queiras.
        Um bom x86 faz tudo e corre tudo bem, um arm nem por isso corre tudo e faz tudo.

        Para gaming então nem existe conversa.

      • Nuno Manuel Alves says:

        Tás enganado .
        O futuro vai ser uma integração híbrida x86 / Arm.

        • Não digo says:

          O futuro não vai ser arm

          • Nuno Manuel Alves says:

            Mas vai passar por Arm / Big little / Stacking, etc
            Vai ser uma integracao.
            A unica coisa que me deixa chateado foi o Soc em 2016 / 2017 estar pronto para comecar a rolar em PC Windows e a Microsoft cagou no assunto enfim, que falta de visão muito honestamente .
            No CES ou no Computex ja tinhas um Soc com tradutor para rolar as coisas em ARM mas a MicroSoft Enfim… Azar, a Apple está a passar tudo para Arm, embora claro pelas razoes erradas como sempre…. a Ganancia a falar mais alto. Com um Soc Arm facílimo e baratíssimo de produzir, mais as soluções térmicas que são verdadeiras anedotas, tudo se traduz em lucro. Isto nao foi para beneficiar os iParvos, apenas foi para reduzir os custos que tinham com o lixo da intel.

      • Ângelo says:

        Acho que para o bem do ambiente, é bom haver maior eficiência e gastar menos energia.

        Falando apenas em termos de custos económicos para utilizador… A diferença de preço dos computadores da Apple precisariam de muitos anos a gastar muita energia, para compensar alguma coisa…

  14. Tonheco says:

    Diz-se por aí que o gpu do M1 Max é tão poderoso como uma RTX2080 ou 3070.
    Conseguem dár exemplos onde se compara em performance gráfica?

  15. Samuel MG says:

    A fazer comparações de diferentes tipos de processadores!? A Intel está mesmo desesperada em tentar vender!!

  16. Pedro says:

    Agora no mundo real será que alguém quer fritar ovos num computador com este processador da intel?? Secalhar sim…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.