Categoria: iPhone/Apple Watch

O que esperar do iPhone em 2018?

Já lá vão 11 anos desde que Steve Jobs apresentou o primeiro iPhone em 2007. Desde então, temos assistido a mudanças no design, introdução de novas funcionalidades. Se nalgum ponto a Apple inventa e patenteia a tecnologia, em muitos aspetos, como referiu recentemente Tim Cook, a empresa usa tecnologias que o mercado conhece e torna-as mais úteis, mais agradáveis e mais interessantes para o ecossistema Apple. Isso vê-se depois no contágio do mercado.

O iPhone X foi um desses casos e, embora tenha no mercado dos smartphones muita coisa parecida, trouxe inovação na forma de usar um iPhone na segurança e no poder de processamento.  E agora, o que vem a seguir ao iPhone X?


Novas apps na App Store terão de suportar nativamente o iPhone X

O iPhone X foi um dos produtos mais ousados e inovadores da Apple nos últimos tempos, especialmente devido ao seu ecrã retina a ocupar toda a face frontal, consequente monocelha e desaparecimento do botão Home.

Todas estas mudanças e novidades levaram a que fossem requeridas certas adaptações no desenvolvimento de aplicações para iOS… Posto isto, a Apple anunciou que vai exigir que as novas aplicações submetidas na App Store, a partir de abril, suportem nativamente o iPhone X e sejam desenvolvidas com o SDK do iOS 11.


Apple Watch salvou mãe e filho num acidente de carro

Ao longo dos anos e de forma cada vez mais presente, a Apple tem trazido ao seus equipamentos móveis uma forte vertente de saúde e de apoio ao utilizador. São pequenos pormenores, mas que fazem a diferença toda nos momentos de maior necessidade, como por exemplo o modo SOS.

A importância deste apoio surge em momentos de emergência, como o que aconteceu com uma mãe e um filho, que tiveram de recorrer ao Apple Watch para pedir ajuda num acidente de carro.


iOS 11.3 já traz forma de desativar recurso de gestão da bateria

A questão das baterias dos iPhones deu muito que falar e foi notícia em praticamente todos os jornais e TVs por esse mundo fora e até levou a Apple a tribunal. Foi argumento de arremesso por parte de políticos americanos e muita gente mostrou o seu desagrado à gigante americana, que não teve outra alternativa se não arranjar uma solução.

O que a Apple fez foi criar uma medida para impedir que os iPhones com baterias desgastadas fechassem inesperadamente no iOS 11. Agora, depois de toda a celeuma, o iOS 11.3 irá disponibilizar uma opção para desativar esse recurso.

iOS 11.3


Apple Watch e outros wearables podem detetar diabetes

Não há dúvidas que as empresas por trás dos “equipamentos vestíveis”, como são o Apple Watch, vários outros smartwatches e bandas fitness, estão a estudar e a descobrir formas de tornar o uso destes gadgets numa necessidade. Ao que parece, o ramo da saúde é o caminho.

Num novo estudo, elaborado pela Universidade da Califórnia em São Francisco, foram recolhidos dados de mais de 14 mil utilizadores do Apple Watch e Android Wear. Os dados, relativos à frequência cardíaca, mostraram que estes equipamentos podem detetar sinais precoces de diabetes.

Cardiogram poderá detetar a diabetes


Apple Watch bateu recorde de vendas em 2017

Em 2014, a Apple apresentou o Apple Watch, numa tentativa da marca entrar no mercado dos relógios inteligentes. Quase 4 anos depois, conseguiu impor-se definitivamente e os resultados apresentados mostram isso mesmo. Em 2017, a Apple conseguiu vender cerca de...