Quantcast
PplWare Mobile

Tags: videoconferência

Google Meet passará a ser limitado a 60 minutos depois de 30 de setembro

A Google, a meio da quarentena, quando parte do mundo estava em casa a trabalhar e a estudar, decidiu tornar o Google Meet numa plataforma de videoconferências livre para todos. Com isto, de forma gratuita, os utilizadores com uma conta Google poderiam criar reuniões, de forma gratuita, até 100 pessoas.

A Google, na altura, já havia referido que esta oferta não era para sempre. Depois de 30 de setembro voltam a ser impostas algumas limitações.

Google Meet passará a ser limitado a 60 minutos já a 30 de setembro


Google apresenta uma linha de produtos específicos para videoconferências

O teletrabalho em massa, provocado pela pandemia da COVID-19, obrigou os trabalhadores e as chefias e adaptarem-se a um estilo diferente de trabalho. De entre os recursos mais utilizados por este regime estão, sem dúvida, as videoconferências que permitiram que milhares de reuniões acontecessem à distância.

Desta forma, e a pensar no melhor para os utilizadores, a Google anunciou uma linha Series One. Trata-se de produtos específicos pensados para melhorar a experiência com a sua ferramenta de videoconferências Meet.


Dica: Não usa o Meet no Gmail do Android? Saiba como o pode remover

Numa altura em que cada vez mais se usam os serviços de videoconferência para comunicar, a Google resolveu reorganizar vários dos seus serviços e colocá-los todos sob a mesma interface.

É assim que surge a união entre o Gmail e o Meet, que passaram a estar juntos e acessíveis no mesmo local. Um destes é o Android, onde a app de email da Google tem esta novidade. Como nem todos o querem ali ou não o vão usar, vamos perceber como o podem remover.

Gmail Meet Android Google videoconferência


Skype para iOS também já permite desfocar o fundo nas videochamadas

De forma a contribuir para uma videochamada mais adequada, a Microsoft também implementou o recurso para desfocar o fundo no Skype para iOS.

Esta é uma funcionalidade já integrada na grande parte das plataformas de videoconferência e é extremamente útil nos casos em que, por exemplo, os utilizadores têm o compartimento desarrumado.


Modo “Juntos” do Microsoft Teams cria um espaço virtual para videoconferências

A Microsoft levou a cabo algumas atualizações para a sua plataforma de videochamadas Teams. Uma das novidades mais importantes é o modo “Juntos” que agora permite aos participantes estarem em videoconferência num cenário virtual que pode ser, por exemplo, uma sala de escritório.

O objetivo é que gradualmente a videochamada seja vista como algo mais próximo do real, deixando assim de lado as tradicionais grelhas com a imagem das pessoas.