Quantcast
PplWare Mobile

Tags: trabalhadores

Número de trabalhadores nas telecomunicações está a cair

Com a pandemia por COVID-19 e com o aumento das necessidades dos serviços de telecomunicações, era expectável que o sector das telecomunicações estivesse a crescer no que diz respeito a recursos humanos! No entanto, o cenário é outro.

Em cinco anos, o número de trabalhadores na área das telecomunicações reduziu-se em 3914. O que está a falhar?

Número de trabalhadores nas telecomunicações está a cair


Taiwan proíbe a China de contratar os seus trabalhadores da indústria de chips

Taiwan orgulha-se de ter uma das maiores e mais valiosas empresas de semicondutores do mundo, a TSMC (Taiwan Semiconductor Manufacturing Company). Mas o país está preocupado com a possibilidade de a vizinha China querer recrutar os seus melhores talentos do segmento dos semicondutores.

Desta forma, o país tomou medidas e proibiu agora a China de contratar pessoas ligadas à indústria de semicondutores e de circuitos integrados.


Devem as empresas pagar as despesas aos trabalhadores em teletrabalho?

A pandemia da COVID-19 está instalada há mais de um ano no nosso país, o que tem obrigado a constantes mudanças na nossa rotina. Uma das mais evidentes foi o teletrabalho, onde os funcionários das empresas deixaram os locais físicos onde laboravam, para o fazerem a partir das suas casas.

No entanto, há um grande dilema sobre quem deveria pagar as despesas dos trabalhadores neste regime. Assim, na nossa questão desta semana queremos que nos diga se devem ou não as empresas pagar as despesas, como água, luz e Internet, aos trabalhadores em teletrabalho.

Imagem teletrabalho


Amazon: Trabalhadores protestam por melhores condições de trabalho

Sendo uma das maiores empresas do mundo inteiro, a Amazon reúne muitos adeptos. Aliás, alguns deles acabam mesmo por entrar como trabalhadores. E aí, aparentemente, o encanto termina. Os trabalhadores da gigante estão em protesto, de forma a conseguir ser representados por um sindicato que lhes garanta melhores condições de trabalho.

Uma das funcionárias, de 51 anos, disse que “eles estão a tratar-nos como robôs e não como humanos”.

Protesto Amazon


Portugal: Quem está em teletrabalho ganha mais 56% do que os restantes

A pandemia da COVID-19 obrigou a muitas mudanças, algumas extremas, na nossa rotina diária. Uma das atividades que ficou fortemente alterada foi exatamente o nosso trabalho. O teletrabalho é uma palavra que entrou pela primeira vez no vocabulário de muitas pessoas em todo o mundo, mas que dadas as atuais circunstâncias parece que ainda vai ficar por muito tempo.

De acordo com o dados apurados pelo Instituto Nacional de Estatística, os trabalhadores que podem trabalhar a partir de casa ganham mais 56% do salário recebido por quem tem que se deslocar ao local.