Quantcast
PplWare Mobile

Tags: satélite

Japão desenvolve satélites de madeira para eliminar lixo espacial

Não há a mínima dúvida que a órbita da Terra alberga milhões de objetos perigosos, lixo espacial que não se sabe como será possível limpar. Contudo, poderá haver agora uma nova abordagem no que respeita à construção dos satélites e dos material a usar. Segundo uma empresa japonesa e a Universidade de Kyoto, será possível desenvolver o que esperam ser os primeiros satélites do mundo feitos de madeira até 2023.

Estima-se que existam mais de 128 milhões de pedaços de entulho menores que 1 cm, 900.000 pedaços de lixo de 1 a 10 cm e cerca de 34.000 pedaços maiores que 10 cm na órbita da Terra.

Ilustração de um satélite de madeira do Japão


Sabia que há um satélite espião que pode “ver” através das paredes das casas?

A tecnologia de ponta, aquela que nem desconfiamos que existe, poderá estar a ser usada há anos para fins militares e não só. Aliás, muita desta tecnologia só chega ao nosso conhecimento quando já está ultrapassada. Um exemplo que é agora dado a conhecer é o Capella-2. Esta é uma tecnologia desenvolvida pela empresa Capella Space. Segundo o que foi dado a conhecer, o sistema consegue penetrar não só nas nuvens, mas também nas paredes dos edifícios.

Se pensava que dentro de portas estava “escondido” ou resguardado de olhares alheios, saiba que até a milhares de quilómetros acima do seu telhado podem “ver o que faz dentro de casa”.

Imagem do satélite espião que pode ver através das paredes de sua casa


100.ª missão do Falcon 9 da SpaceX levou para orbita este curioso satélite em forma de “casa”

Apesar de grande parte do planeta estar indiferente às mudanças climáticas, estas dão sinais fortes e preocupantes. A subida do nível do mar é um desses sinais já com graves ameaças às populações. Assim, cada vez há mais estudos que requisitam tecnologia espacial para monitorização dos oceanos. A partir de agora existe na órbita da Terra uma nova ferramenta. Chama-se Copernicus Sentinel-6 Michael Freilich e é um satélite que vai estar de olho no planeta.

Lançado no fim de semana, este equipamento é o primeiro de dois satélites idênticos a fornecer medições críticas da mudança no nível do mar.

Imagem do satélite levado pelo Falcon 9 para o espaço, o Copernicus Sentinel-6 Michael Freilich


Site diz-lhe quando pode ver um satélite Starlink na sua região

Starlink é a Internet criada pela SpaceX, empresa de Elon Musk, com o objetivo de levar a conexão a zonas mais remotas do planeta. O projeto conta assim com 800 satélites já lançados no órbita terrestre, mas a meta é chegar aos 30 mil.

Desta forma, existem então centenas de satélites Starlink a pairar em cima das nossas cabeças. E agora o site FindStarlink que lhe diz quando poderá ver um destes satélites a partir da sua região.


China envia para órbita o primeiro satélite de rede 6G

Há exatamente um ano, dissemos-lhe que a China estava já a desenvolver a rede 6G. Nessa altura, a rede 5G não possuía sequer relevante representatividade, em muitos dos países ao redor do mundo. Conforme transmitimos também, o arranque das investigações estava planeado para 2020, mas foi antecipado.

Agora, um ano depois, a China enviou, para órbita, o primeiro satélite do mundo com rede 6G.

China enviou satélite de rede 6G para órbita