Quantcast
PplWare Mobile

Tags: reconhecimento facial

Reconhecimento facial usado para pagamento de refeições nas escolas da Escócia

Estamos mais uma vez a conhecer conceitos futuristas: as crianças de nove escolas em North Ayrshire, na Escócia, começarão, a partir de hoje, a pagar a sua refeição através de um sistema de reconhecimento facial.

Apesar da tentativa de facilitar o processo de cobrança, alguns pais e ativistas estão preocupados com as questões de privacidade.

Reconhecimento facial de crianças


Face Pay: Já se pode pagar por reconhecimento facial em 240 estações de metro em Moscovo

A inovação tecnológica também já chegou aos pagamentos de produtos e serviços. Por exemplo, alguns supermercados já dispensaram as caixas e os clientes pagam apenas através da identificação por via de uma app.

Mas agora na Rússia foi implementado um sistema bastante interessante. Designa-se Face Pay e já permite que em mais de 240 estações de Metro de Moscovo os utilizadores façam o pagamento através de reconhecimento facial.


Face ID pode ajudar a proteger aliados afegãos dos dados biométricos nas mãos dos Talibãs

A comunidade internacional já apontou o dedo à forma desastrosa como os EUA abandonaram o Afeganistão deixando os afegãos à mercê das investidas dos Talibãs. O mundo olha para o retorno deste grupo extremista com preocupação, principalmente porque têm agora em mãos muita informação das pessoas, como, por exemplo, uma base de dados de impressões digitais.

Os Talibãs capturaram bases de dados de reconhecimento facial e dispositivos de impressão digital deixados à pressa pelas forças americanas. O Face ID poderá ajudar a proteger os aliados.

Imagem HIIDE para identificação Facial, tipo Face ID


Reconhecimento facial do Mercadona termina com multa de 2,5 milhões de euros

A cadeia espanhola de supermercados Mercadora, utiliza desde o ano passado um sistema de reconhecimento facial ativo em 40 lojas. Estas lojas estão localizadas em Maiorca, Saragoça e Valência. Conforme descrito pela empresa, as lojas que utilizam este sistema têm uma placa informativa disponível nas entradas. Contudo, esta tecnologia que permite identificar suspeitos de algum crime e ajudar as autoridades, não acolheu a aceitação da autoridade para a proteção de dados espanhola.

Segundo informações, o polémico reconhecimento facial do Mercadona levou a que a empresa fosse agora multada em 2,5 milhões de euros pela Agência Espanhola de Proteção de Dados (AEPD).

Imagem supermercado Mercadona


Reconhecimento facial deve ser banido, diz autoridade da UE

Existem funcionalidades nativas aos smartphones que, embora tecnologicamente avançadas, não agradam a toda a gente. Isto, porque, embora surjam para facilitar a vida do utilizador, podem pôr em causa a privacidade e consequentemente a segurança do utilizador. É no sentido deste último senão que surge a sugestão de uma autoridade da União Europeia.

Na opinião do European Data Protection Supervisor, o reconhecimento facial deve ser banido da Europa.

Reconhecimento facial