Quantcast
PplWare Mobile

Tags: plástico

Nova enzima poderá ser a solução para os plásticos descartáveis

O fim de vida de uma generosa parte dos plásticos que usamos não é o mais indicado para a sustentabilidade do planeta. Por isso, esta nova enzima que “come” os resíduos poderá ser uma solução viável na altura do seu descarte.

O novo estudo indica que a enzima pode deteriorar plásticos em apenas algumas horas.

Plásticos


Sistema de IA consegue classificar e separar 12 tipos de plástico

Além dos transportes, conforme vemos diariamente por aqui, o plástico de uso único representa também um problema para o planeta. Assim sendo, quando a reutilização não é viável, surge a solução da reciclagem. Para facilitar esse processo, um grupo de investigadores recorreu à tecnologia e desenvolveu um sistema de Inteligência Artificial (IA).

O sistema é capaz de classificar e separar 12 tipos de plástico.

Reciclagem de plástico


Xiaomi vai reduzir presença do plástico nas embalagens, mas mantém o carregador

Os temas ambientais parecem estar no foco dos temas no mundo tecnológico. Depois da Apple anunciar que vai deixar de forma da embalagem do iPhone 12 o carregador e os Earbuds, muitos criticaram a marca e acusaram-na de ser apenas uma questão monetária.

Ao eliminar estes elementos, acaba também por retirar plástico do circuito e assim poupar o ambiente. A Xiaomi parece estar a seguir o mesmo caminho, mas tem uma postura diferente. Consegue reduzir o plástico presente, mas não abdica do carregador do smartphone.

Xiaomi plástico carregador Apple ambiente


Plástico quase impercetível detetado em tecidos humanos

O plástico é uma presença assídua no quotidiano das pessoas e evitá-lo é uma tarefa complicada e exigente. Aliás, seja nos mares e rios, seja no chão da estrada ou no próprio ar, o plástico transformou-se numa gigante fonte de poluição, pela mão das pessoas.

Agora, os cientistas revelam que encontraram micro e nanoplásticos em órgãos e tecidos humanos.

Plástico quase impercetível detetado em tecidos humanos


Poluição: Encontradas quantidades anormais de microplástico no fundo do mar

Com a pandemia a obrigar o mundo a abrandar, o ruído e a poluição diminuíram significativamente, não fosse o ser humano a principal fonte poluente do mundo. Assim, várias têm sido as notícias que dão conta desta regressão naquilo que, há uns meses, era quase impossível de regredir. A verdade é que, quando menos esperamos, surge algum motivo para percebermos que o nosso planeta “não é infinito” e que todas as nossas ações e comportamentos vão espoletar reações.

Apesar de haver algumas melhorias acontecidas nestas semanas, os oceanos estão com problemas. Há microplásticos em grandes quantidades depositados no fundo do mar.

Imagem plástico no fundo dos oceanos