Quantcast
PplWare Mobile

Motor elétrico de plástico pode ajudar carros elétricos a reduzir o peso

                                    
                                

Imagem: Fraunhofer

Fonte: Fraunhofer

Autor: Vítor M.


  1. jaugusto says:

    Todos os dias se vê o invº que está ser feito nesta tecnologia, muito pessoal critica critica mas depois vê-se empresas como a fiat ou a ford que nunca acreditaram agora andam atrás da renault e da vw para partilhar a tecnologia electrica.
    Curiosamente o Ceo da bmw acabou de ser despedido por quebra nas vendas e flata de aposta a sério na electrificação:
    https://www.bloomberg.com/news/articles/2019-07-05/bmw-ceo-harald-krueger-informs-board-he-won-t-seek-a-second-term

    • Mmario says:

      Têm de seguir a moda porque senão depois não vendem.
      A Mazda está em direcção contraria aposta na Gasolina.

      • fc says:

        Será que a Mazda descobriu que os motores a combustão é que vão ser o futuro e o resto do mundo está errado, ou será que a aposta da Mazda é baseada em saber que irá haver um nicho que irá usar combustão e quer ser a maior nessa classe.

      • Toni da Adega says:

        Aposta a curto prazo que a longo prazo vão vender 0 unidades

      • Elvino Oliveira says:

        A Mazda ja está em negociações com a Toyota e mais outras empresas mais pequenas para produzirem juntas veiculos eléctricos. Parece que ja acordaram de um sono chamado hibridos… Esta noticia tem cerca de um mês.

    • LLuis says:

      O Ceo da BMW se calhar foi despedido porque a BMW é uma marca sem qualidade e os clientes deixam de ser parvos .
      Basta olhar para o portal da queixa para perceber que a BMW continua a fabricar lixo e depois o cliente que se lixe, e andam com a mesma politica de se lixar para o cliente a + de 20 anos não mudaram nada.

  2. eu says:

    Se não levar pessoas, ainda mais leve fica.

  3. Caetano says:

    Não acho que seja moda mas, sim uma necessidade urgente de mudar e acima de tudo variar opções de combustível. Então não é que o automóvel evoluiu tanto e para o colocar em funcionamento ainda se usam combustíveis fósseis? Fico pasmado quando vou atrás de veículos que fazem fumo e ruído quanto baste.

    • maxgiger says:

      Não costumas sair muito de casa por não? Isso é o que há demais por ai, seja carros, motos, autocarros, etc, etc. Mas numa coisa tens razão. É necessário mudar e ter mais opções para alimentar os mais variados tipos de transporte.

  4. Tim says:

    A ultima coisa que o mundo precisa é de mais uma porcaria feita em plástico

    • David says:

      o problema é que reciclar plastico é dispendioso, mas criar novo é mais simples e económico…

    • AndLop says:

      Tim exactamente. Enquanto a grande maioria se preocupa em acabar com o plástico, estes “arnormais” querem fazer mais coisas usando o plástico!!!! Realmente é só estúpido….
      Querem carros eléctricos por causa dos problemas ambientais mas depois vão usar um dos (se não “O”) material com mais impacto negativo a nível ambiental…

      • Éder says:

        O problema do plástico é o lixo que ele gera, exemplo as sacolas plásticas… Não imagino ver um motor elétrico jogado num rio poluindo.

  5. TD says:

    Europa – vamos proibir o consumo de plástico
    Alemanha – vamos produzir motores eléctricos em plástico
    ¯\_(ツ)_/¯

    • David says:

      todos fazem o que querem são punidos mas o “crime compensa” vejam a VW e afins… todos metidos no mesmo saco… aproveitar enquanto podemos “respirar”
      Tudo gira em torno de quem é rico ou quem vende mais… o resto do mundo que se dane…

    • Klaus says:

      Europa –> ficção de alguns, principalmente de quem não produz, vivem de serviços
      Alemanha –> é tudo muito giro até o alemão pensar no seu próprio bem estar e principalmente, bolso, depois é como sempre foi, o alemão quer, o resto cala e toca a obedecer.

    • Adolfo Medusa says:

      O principal problema são os plásticos de uso único, não estes que é suposto durarem uns quantos anos e que em fim de vida, à partida, não vão ser deixados ao abandono num sítio qualquer.

  6. Paulo Roberto Fogaça de Aguiar says:

    Ainda acho que o motor a biocombustíveis são a solução, enquanto não cobseguirmos a fusão à frio. Na região de Ribeirão Preto, SP, em meio a canaviais, produzem mais de 30% dos grãos do Estado de São Paulo. Sem dizer que o biocombustível não acrescenta nada em emissões de carbono, somente circula, e gera empregos e divisas para o país. Temos que melhorar a eficiência energética dos motores à combustão. Esta é a solução.

  7. Adelaide Oliveira says:

    De plástico???para ser mais rápido???mas então a velocidade não é punível com multa??? além de de ser perigoso??e o plástico é o principal veneno do planeta e em vez de diminuir querem aumentar ??? será que li bem ou estou a ficar doida!!!!

    • Éder says:

      Não, não pra ser mais rápido, mas sim mais leve, menos massa a mover = maior durabilidade da bateria = maior autonomia.

      • maxgiger says:

        É sim para ser mais rápido, está no artigo. ” Provavelmente o futuro terá carros eléctricos mais rápidos e com mais autonomia.” Alias, tem a sua logica pois sendo mais leve, mais rapido irá arrancar e atingir uma grande velocidade.

  8. Luiz Alberto says:

    Uma pergunta de alguém que entende pouco.
    O Motor acima é elétrico e tem transmissão tradicional.
    Assim a energia elétrica se transforma mecânica para tracionar as rodas certo?
    Pergunto humildemente:
    Não seria melhor algo tipo 4 motores independentes em cada roda sincronizados por software?
    Afinal todo este peso de transmissão poderia ser descartado e a energia elétrica melhor aproveitada…
    Alguém que realmente entende de engenharia poderia me esclarecer esta dúvida?

    • Éder says:

      Motores elétricos não tem transmissão, a velocidade é feita em rotação, então quanto maior a rotação do motor, maior o consumo de energia.

  9. Luiz Alberto says:

    Uma pergunta de alguém que entende pouco.
    O Motor acima é elétrico e tem transmissão tradicional.
    Assim a energia elétrica se transforma mecânica para tracionar as rodas certo?
    Pergunto humildemente:
    Não seria melhor algo tipo 4 motores independentes em cada roda sincronizados por software?
    Afinal todo este peso de transmissão poderia ser descartado e a energia elétrica melhor aproveitada…
    Alguém que realmente entende de engenharia poderia me esclarecer esta dúvida?

    • Lourival Pereira da Silva says:

      Luiz Alberto, um motor na roda necessitaria forçosamente de uma redução na velocidade para criar torque e vencer a inércia inicial do veículo do modo parado, para o modo movimento, é para isso que serve a transmissão. Criar torque em baixa rotação.
      Sem transmissão o motor na roda simplesmente não vai girar estando o veículo parado. Criar uma transmissão em cada roda se tornaria inconveniente devido maior custo e mais peso.

    • Luís Filipe says:

      Creio que já existe essa tecnologia ..
      Aqui a questão está no consumo de mais plástico com quatro motores seriam 3x mais plástico a ser produzido .
      Eu concordo com alguns dos leitores e penso que os motores a gasolina se forem bastante mais evoluidos podem ser o futuro .

  10. Lourival Pereira da Silva says:

    Existe controle eletrônico para motores com software com inversores que varia a frequência da corrente e em consequência a rotação do motor. Mas em um automóvel acho que não seria adequado vez que um motor em frequência muito abaixo de 60 ciclos por segundo, digamos 20 ciclos teria muita perda e torque,

  11. GILVAN ALVES DE ARAUJO JUNIOR says:

    Sou da área industrial e isso já é usado em redutores de força que pode ser comparado a transmissão não é diferente é antigo já claro é em motoredutorea principalmente mas as bases onde existe os alojamentos dos rolamentos e engrenagens são de metal para sua maior resistência ao isso o problema dessa tecnologia que muito descartável não é durável e recuperável mas sim é compacto e leve. Funciona mas depende aqui no Brasil prefiro a aplicação em caraça de alumínio ou ferro fundido pra recuperação mas em automóveis acho que funciona mas será difícil querer uma base que teve folga em plástico!!

  12. João Ferreira says:

    Os motores elétricos são bastante eficientes comparando com os restantes utilizados. No entanto, armazenar energia elétrica é um processo muito complicado que não consegue dar resposta às necessidades atuais de cada um de nós. Por exemplo, um Tesla Model S com 100KWh de armazenamento de energia, não consegue fazer 500km. Os veículos eléctricos de “baixa gama” custam cerca de 30K€ e apresentam baterias com 24KWh.. Agora digam-me.. o que vale investir em “limpar o peso de um veículo” quando não se consegue armazenar energia em grande escala?… Nos dias que correm, nós somos as cobaias das grandes marcas. Até existirem baterias com mais de 200KWh, comprar um carro elétrico é só para o cliente rico. Os carros híbridos são a melhor aposta nos dias que correm.

  13. Roberto T. says:

    Tem que estragar a m**da da matéria metendo um salto quântico no final.
    Vai ser quântico pq ? Vai ser tão pequeno a ponto de ser imperceptível a olho nu ?

  14. Renato says:

    Depois de ler diversos comentários digo que temos capacidade de construir um veículo auto suficiente. Assim como os relógios automático, temos uma gama de opções além ainda do hidrogênio. Mas temos a indústria que se alimenta do planeta. A verdade que tem se criar ética. Ética gera lucro sempre mas vai de encontro com a corrupção, aí as coisas deixam de funcionar como deveriam.

  15. Sandoval Amorim Ferreira says:

    Bom não sou ninguém pra julga qualquer invenção, mas acho que inovando e inventado algo sempre é bom,mesmo sabendo como o país está, como se diz cada um no seu quadrado, tecnologia se evoluindo , a política se complicado cada vez mas, biólogos tentado fazer o impossível para nosso planeta, cientistas com suas descobertas e muitos ainda querendo ser Deus com suas anomalias,muitas religiões nascendo da escuridão e o povo ainda julgado cada um, se tão inventado algo vamos parabenizar pelo seu desempenho na sua ária de trabalho, como digo eles não tem culpa pelo um mal político, por uma religião ruim, ou até mesmo a saúde do povo, ou o clima do mundo bom e isso cada um no seu quadrado e Deus é mas nas nossas. Vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.