PplWare Mobile

Tags: hidrogénio

Drone com célula de combustível bate recorde ao voar continuamente durante 331 minutos

Um dos calcanhares de Aquiles dos drones é a sua autonomia. Caso contrário, o mercado destes objetos voadores seria substancialmente maior. Contudo, um projeto colocou num drone uma célula de hidrogénio e permitiu à aeronave estabelecer um novo recorde mundial, voando ininterruptamente durante 331 minutos.

O recorde de mais de 5 horas permanentes em voo poderá abrir uma nova linha de ação para estas pequenas máquinas voadoras.

Imagem drone a célula de combustível a hidrogénio


Maior camião do mundo elétrico, será movido agora a hidrogénio

Em 2019, o camião elétrico Elektro eDumper, fabricado pela Kuhn Schweitz, foi notícia por ter a capacidade de regenerar energia suficiente ao seu consumo no transporte de minério. Assim, este gigante foi classificado como o maior camião elétrico do mundo. Agora, a empresa mineira sul-africana Anglo American está a desenvolver um novo veículo elétrico a célula de combustível (FCEV). Segundo está a ser veiculado, em breve este será o maior camião movido a hidrogénio do mundo ao serviço da exploração mineira.

Apesar de terem já unidades elétricas, a empresa quer transformar todo o parque e adotar o hidrogénio nestes veículos.

Imagem camião elétrico será movido a hidrogénio


Inovador sistema usa hidrogénio para reduzir as emissões de NOx

O mundo procura de forma mais acelerada uma alternativa limpa para servir de transporte. Assim, a indústria automóvel tem desenvolvido várias tecnologias quer para diminuir as emissões poluentes, quer para as retirar totalmente das estradas. Os carros movidos a energia elétrica estão a avançar a bom ritmo. Já os movidos a célula de combustível a hidrogénio estão a espreitar a oportunidade. Contudo, com térmicos que usam combustíveis fósseis não parecem desistir.

Um grupo de investigadores criou um sistema que usa o hidrogénio para reduzir as emissões de NOx dos veículos.

Imagem escape com emissões de NOx


Bill Gates compra iate de 590 milhões de euros a hidrogénio com 7000 km de autonomia

Bill Gates, o cofundador da Microsoft, vai passar a ser proprietário do primeiro super iate movido a hidrogénio do mundo. O Aqua, está avaliado em cerca de 590 milhões de euros. A embarcação foi recentemente apresentada no evento Monaco Yacht Show, mede 112 metros de comprimento, tem capacidade para 14 passageiros e 31 tripulantes. Segundo o jornal britânico The Telegraph, Gates já encomendou o barco que tem uma sala de hidromassagem, sala de yoga, plataforma de banho e plataforma de praia, piscina infinita e até um heliporto.

Atualização: Posteriormente à saída da notícia, a empresa responsável pelo design do Aqua, a Sinot, publicou no seu site que a empresa não tem qualquer ligação a Bill Gates ou a algum seu representante.

Imagem do Aqua, iate movido a hidrogénio comprado pelo fundador da Microsoft, Bill Gates


Portugal: GALP vai ser a primeira a ter posto de hidrogénio

A Galp – maior produtor e utilizador de hidrogénio em Portugal – aderiu ao Hydrogen Council. Esta associação de grandes empresas e instituições mundiais que visa promover o desenvolvimento do hidrogénio enquanto solução mais competitiva para a descarbonização de inúmeros setores

Através de um comunicado, a empresa revelou que, até final do ano, terá posto de hidrogénio no nosso país.

Portugal: GALP vai ser a primeira a ter posto de hidrogénio