Quantcast
PplWare Mobile

Tags: general motors

GM quer que as suas instalações nos EUA utilizem apenas energias renováveis até 2030

Conforme temos conhecido, as fabricantes estão a tomar medidas relativamente às alterações climáticas, mudando a sua forma de atuar no mercado, mas não só. A General Motors, por exemplo, planeia que as suas instalações nos EUA sejam alimentadas apenas com energia renovável.

O horizonte temporal está definido para 2030.

General Motors e EUA


GM revela sistema “mãos livres” capaz de lidar com 95% dos cenários

Os sistemas de condução autónoma têm sido um tema frequente e há já fabricantes a tentar desenvolver o seu próprio. Embora a Tesla seja a que mais dá que falar neste campo, parece que a General Motors (GM) também está a jogar as suas cartas.

A fabricante de automóveis revela um sistema “mãos livres” que responde com sucesso a 95% de todos os cenários de condução.

Ultra Cruise, sistema "mãos livres" da GM


Honda quer colaborar com outras fabricantes para desenvolver carros elétricos

A transição para uma mobilidade elétrica, com a rapidez que se prevê, não será um investimento barato para as fabricantes. Por esta razão, de forma a ver os custos do desenvolvimento de carros elétricos reduzidos, a Honda está aberta a novas alianças.

O anúncio foi feito pelo recente CEO da fabricante.

Honda elétrico


Este veículo futurista será avistado no céu…

Veículos voadores são, sem dúvida, um sinónimo de futuro. Aliás, imagine poder fugir à confusão da estrada, de forma a chegar mais rápido ao destino, mas fugindo também à confusão dos aeroportos…

Então, a Geneal Motors Co apresentou, na terça-feira, um veículo voador self-driving, um cheirinho daquilo que nos poderá trazer o futuro.

Cadillac futuristas


General Motors não espera que os carros elétricos dominem o mercado até 2040

A penetração dos carros elétricos nas vendas de automóveis poderá não ser assim tão forte que os façam dominar este mercado nos próximo 20 anos. Pelo menos essa é a convicção de Mary Barra, CEO da General Motors. Em mercados como o americano, os veículos de combustão não irão desaparecer tão rápido e as marcas também não fazem grande questão.

Os elétricos, se não houver uma força conjunta, podem mesmo ter grande dificuldade em impor-se. Há mercados que são fundamentais nesta equação.

Imagem de uma proposta da General Motors para o segmento dos carros elétricos