Quantcast
PplWare Mobile

General Motores deixará de fornecer troca de baterias para o elétrico Chevy Spark

                                    
                                

Autor: Marisa Pinto


  1. Ricardo says:

    Esta noticia é para o mercado nacional, ou internacional?
    Chevrolet Spark sff….

    Senão qualquer dia estão a dar aqui uma noticia do Hyundai Kona em vez do Kauai….

  2. Paulop Baptista says:

    Um alerta à navegação. Se a UE não mete mão nisto, vai acontecer o mesmo que aconteceu com os carregadores de telemóvel, entre outros exemplos.

  3. Bruno Mota says:

    Mais uma razão para não comprar carro eléctrico. Carros eléctricos não economicamente viáveis para os clientes, para quem os compra, só o são para as empresas que os vendem.

  4. Bruno Mota says:

    Não são economicamente viáveis*

  5. São Pedro says:

    Os carros elétricos estão agora a aparecer em força, é uma mudança bem vinda. Como tudo, há que se estabelecer regras. Muitas transformações vão acontecer no mundo do trabalho, desde mecânicos, operadores de estações de abastecimento de combustível, vendedores de peças terão a ser cada vez menos. Áreas como mecatrónica, instaladores de wallbox e painéis fotovoltaicos deverão ser setores de grande expansão.

  6. Lucas says:

    Elétricos são muito ecológicos e quem os compra pode sempre olhar para os seus filhos e lembrar-se que o seu carro a pilhas custa a vida e o sangue dos filhos de outros.

    https://www.youtube.com/watch?v=RFHvq-8np1o

  7. deeppurple says:

    General Motores vai ser promovido a Marechal Elétricos

  8. me and me says:

    pois… ja começou.
    o carro sai de produção e puff deixa de haver baterias.

    pode nao ser um carro/marca mainstream em termos de eletricos, mas mostra um pouco o que vai acontecer na generalidade…

    • Duarte Henriques says:

      Eu até quero ter um carro eléctrico no futuro, mas primeiro não compro carros novos, não preciso de ter o ultimo gripo da coisa, e depois só compro o que tem provas dadas de longevidade, por isso só vou comprar um eléctrico em segunda mão de um fabricante que eu confie e quando souber que posso trocar a bateria a um preço decente.
      Até lá vão acontecer tiros nos pés como o deste artigo. Quando estes carros se transformarem em e-waste em grande escala como os telemóveis e portáteis de hoje em dia, talvez os governos acordem para a vida para regular isto.

    • RC says:

      Vai ? onde ? o que não faltam são soluções para esses carros, até podem levar baterias de outros, eu tenho um peugeot com uma bateria tesla.

      Aliás essa é mais uma vantagem dos eléctricos, de serem versáteis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.