Quantcast
PplWare Mobile

Tags: fraude

Polícia alemã apreende mais de 1.700 bitcoins, mas criminoso não revela código de acesso

Como sabemos, os bitcoins estão neste momento na sua melhor fase desde há algum tempo e, recentemente, ultrapassaram a barreira dos 30 mil dólares pela primeira vez. Atualmente um bitcoin equivale a mais de 33 mil euros. Portanto é uma criptomoeda cada vez mais apelativa, sobretudo para esquemas.

Nesse sentido, recentemente as autoridades alemãs apreenderam mais de 1.700 bitcoins das mãos de um homem condenado por fraude. No entanto o criminoso recusa-se a dizer qual o código de acesso à sua conta.


Brasil: Mulher comprou um iPhone 12 Pro, mas recebeu um saco de areia

Volta e meia surgem nas notícias situações caricatas que aconteceram no mundo da tecnologia. E muitas dessas situações passam-se durante o processo de encomenda de algum produto. Recentemente o caso envolveu um dos novos smartphones da Apple.

No Brasil, uma mulher encomendou um exemplar do iPhone 12 Pro mas, em vez do telefone, recebeu em casa um saco de areia.


Caixas vazias da PlayStation 5 vendidas por mil dólares no eBay

Dias depois de a Sony lançar a nova PlayStation 5, surgiu a notícia de que alguns estafetas da Amazon roubavam as consolas das caixas das encomendas. Um desses foi mesmo captado em vídeo, tal como mostrámos aqui.

Mas a história de hoje é ligeiramente diferente, pois no eBay havia caixas vazias da PS5 à venda pela módica quantia de mil dólares.

Imagem PlayStation 5


EDP deteta “avultada fraude” em fuga de contagem de kWh

Uma operação da EDP Distribuição detetou uma “avultada fraude” em ligações elétricas de um grupo empresarial, que adulterava ligações aos equipamentos de contagem, permitindo a apropriação ilícita de centenas de milhar de quilowatt-hora (kWh) de eletricidade.

Tal informação foi hoje comunicada pela própria EDP, tendo sido identificadas oito situações irregulares.


Steve Wozniak processa o YouTube por fraude relacionada com bitcoins

Já há algum tempo que Steve Wozniak não era notícia. O caricato co-fundador da Apple é conhecido pelas suas afirmações polémicas que acabam por gerar sempre algum debate.

Desta vez Woz processou o YouTube devido a uma fraude relacionada com bitcoins, em que os criminosos usaram o seu nome para os golpes.