Quantcast
PplWare Mobile

Tags: componentes

Samsung prepara-se para aumento dos preços de componentes que irá afetar o consumidor

O mundo está a enfrentar uma crise ao nível do fornecimento de componentes dedicados não só aos dispositivos como smartphones ou computadores, mas também o segmento automóvel, da construção civil, entre muitos outros segmentos. Atrasos nos lançamentos, aumentos de preços, abdicar de recursos, são apenas algumas das consequências que se enfrentam de forma transversal.

Sendo a Samsung uma das empresas ligadas à produção de componentes, também ela está a ser afetada e os preços vão subir.

Samsung prepara-se para aumento dos preços de componentes que irá afetar o consumidor


Governo da Rússia quer produzir chips de 28 nm até ao ano 2030

Devido à guerra, que dura há quase dois meses, a Rússia tem sofrido diariamente pesadas sanções em vários setores, entre eles o tecnológico, que também se uniu para castigar o país de Vladimir Putin pela sua conduta.

Assim, as últimas informações dão conta que a Rússia irá fazer um significativo investimento para reativar o fabrico de semicondutores. Segundo o que foi revelado, o país pretende produzir chips com um processo de fabrico de 28 nm até ao ano de 2030.


Huawei terá encontrado a forma certa para contornar as sanções dos EUA nos smartphones

A guerra comercial entra a China e os EUA tem feito muitas vítimas, entre elas a Huawei. Este não é um tema nova e a marca parece ter ultrapassado o problema, com o seu ecossistema. Mesmo assim, não desistiu de manter a sua posição no mercado.

Claro que para isso precisa de ter acesso a muitos componentes, que até agora parecem barrados. A Huawei terá agora em curso mais uma ação, que poderá ultrapassar todas as limitações impostas pelos EUA e assim voltar em força ao mercado dos smartphones.

Huawei EUA componentes smartphones mercado


Ford escolhe Reino Unido para a produção de componentes de carros elétricos

As fabricantes estão a investir no desenvolvimento de carros elétricos e na inovação dos seus modelos, conforme temos acompanhado. Então, a Ford, por exemplo, escolheu o Reino Unido para a produção de componentes de veículos elétricos.

Desta forma, a fabricante garante um outro meio de independência.

Ford


TSMC diz que algumas empresas estão a provocar artificialmente a escassez de chips

A escassez de chips é um dos mais graves problemas do momento na indústria tecnológica. Como sabemos, vários setores estão a ser fortemente afetados, e as pessoas estão com dificuldades em conseguir os equipamentos que procuram. A pandemia da COVID-19 é a principal responsável por esta situação, no entanto parece que nem tudo é o que parece.

De acordo com a gigante TSMC, algumas empresas do setor estão a provocar artificialmente a escassez de chips. Ou seja, há empresas na rede de fornecimento que acumulam stock de componentes e aumentam os preços dos mesmos.