Quantcast
PplWare Mobile

Tags: chips

Elon Musk prevê que escassez global de chips terminará no próximo ano

A escassez de chips tem afetado as operações de muitas empresas que atuam nas várias indústrias que conhecemos – desde os automóveis, aos telemóveis e consolas de videojogos. Embora já se tenha mencionado o ano de 2023 como o fim da falta destes componentes, Elon Musk é mais otimista.

O CEO da Tesla aponta que a escassez global de chips terminará no próximo ano.

Elon Musk na Italian Tech Week


AMD e MediaTek podem estar prestes a criar uma empresa juntas

O mundo da tecnologia é uma autêntica roda viva de transformações. E apesar de haver alguma rivalidade entre determinadas marcas, há também espaço para que se unam em diferentes projetos onde todos fiquem a ganhar.

Agora, de acordo com as mais recentes informações reveladas, parece que a AMD e a MediaTek estão em negociações para formar uma joint venture, ou seja, uma empresa conjunta.


Intel investe 20 mil milhões de dólares para garantir fabrico de CPUs de 7nm

Com a escassez de componentes, as fabricantes estão a fazer os possíveis e os impossíveis para dar o máximo, com o que têm. O objetivo é enviar para o mercado a maior quantidade de chips que conseguirem de forma a combater a falta de stock.

Desta forma, a Intel vai agora investir 20 mil milhões de dólares para garantir o fabrico de CPUs de 7nm no ano de 2023.


Apple e MediaTek reduzem os pedidos à TSMC após aumento do preço dos chips

No início do mês de setembro foi revelado que a TSMC iria aumentar o preço da produção dos seus chips. Esse aumento ronda os 20%, mas para a Apple a fabricante taiwanesa ‘fez uma atenção especial’ com um aumento de 3%.

Contudo, parece que tanto a Apple como a MediaTek estão com algumas dificuldades em gerir este aumento. Nesse sentido, segundo informações agora reveladas, as duas marcas tecnológicas estão a reduzir os pedidos à fabricante da Taiwan após a alteração de preço.

tsmc


Intel vai reduzir o preço dos chips para servidores e tornar-se mais forte contra a AMD

O mercado de hardware está bastante interessante, não só pelos produtos que vão sendo desenvolvidos, mas sobretudo pela concorrência a que assistimos entre as fabricantes de chips.

Por sua vez, no mercado de servidores, a Intel tem sentido a pressão do crescimento da AMD. Neste sentido, a gigante tecnológica vai agora baixar o preço dos chips para este segmento e reforçar o seu poder para se tornar numa concorrente mais forte contra a empresa de Lisa Su.