Quantcast
PplWare Mobile

Tags: Aviões

NASA e FAA criam software para aeroportos mais sustentáveis

A descolagem e a aterragem de aviões são apenas uma pequena parte de um voo, mas são responsáveis por um quarto das suas emissões, de acordo com a NASA. Inclusive, as paragens desnecessárias de aviões durante esse processo aumentam a utilização de combustível. Não seria melhor para todos, incluindo os passageiros, se os aviões saíssem e entrassem sem problemas nos aeroportos? Pois bem, nada melhor que a tecnologia para salvar este cenário.

Por isso, a NASA e a Administração Federal de Aviação (em inglês: Federal Aviation Administration – FAA) criaram um software responsável por controlar o tráfego nos aeroportos.

NASA e FAA criam software inovador para aeroportos mais sustentáveis


Cinco maiores aeroportos da Europa emitem mais CO2 do que toda a Suécia

A aviação é, conforme vamos sabendo, uma das indústrias mais poluidoras. Então, um novo airport tracker (rastreador de aeroporto) online descobriu a verdadeira dimensão das emissões causadas pelos veículos que se deslocam pelo ar.

Segundo apurou, os cinco maiores aeroportos da Europa emitem mais CO2 do que todo território da Suécia, através de emissões maioritariamente não taxadas.

Avião


Rolls-Royce está a testar um poderoso sistema de propulsão híbrido-elétrico de aviação

O mundo está a mudar dos combustíveis fósseis para a energia elétrica e não é só nas estradas que vemos essa mudança. Aliás, há muitos anos que as grandes empresas da indústria aeroespacial procuram formas de fazer avançar os meios de propulsão para as aeronaves e até mesmo nas naves espaciais. É certo que quando falamos nesta indústria a Rolls-Royce é um dos nomes maiores e a empresa atualmente está a desenvolver projetos que podem mudar completamente este setor.

A gigante britânica apresentou recentemente um trunfo para o novo mercado das aeronaves elétricas, o UF001 ou o maior motor aeronáutico do mundo. Contudo, a Rolls também está a desenvolver algo que descreve como “o sistema de propulsão e energia aero elétrico híbrido mais poderoso da indústria aeroespacial”.


COVID-19: 8000 aviões jumbo para fazer distribuição da vacina

A COVID-19 ainda não tem solução! Uma das vacinas mais promissora (AstraZeneca) foi suspensa, mas há outras investigações em curso. O que sabemos até agora é que a COVID-19 nos tem colocado à prova e os desafios são mais que muitos.

Na área da aviação poderá estar também a caminho um enorme desafio! Segundo informações, serão necessários 8000 aviões jumbo para fazer distribuição da vacina pelo mundo.

COVID-19: 8000 aviões jumbo para fazer distribuição da vacina


Sabia que a redução dos voos comerciais tem um forte impacto na previsão meteorológica?

O tempo anda estranho, mas as previsões não andam melhores. Na verdade, embora os satélites meteorológicos sejam hoje muito precisos, ainda não conseguem dar uma previsão global, regional com a exatidão como estamos habituados. Então o que mudou?

A pandemia da COVID-19 reduziu em mais de 90% a operação comercial das companhias aéreas. Como tal, sem os aviões no ar, os meteorologistas deixam de receber importantes dados em tempo real. Vamos perceber como funciona esta dinâmica.

Imagem avião num voo comercial por cima das nuvens a vigiar a meteorologia