Quantcast
PplWare Mobile

Tags: apollo

Veículos com rodas para exploração da Lua? Isso vai acabar, no futuro os veículos vão levitar

O primeiro veículo elétrico de exploração espacial a pisar solo extraterrestre foi o Lunar Roving Vehicle. Este veículo móvel lunar tinha uma massa de 210 kg e 4 rodas, que permitiram explorar a Lua ao longo de vários quilómetros em volta do pouso da nave Apollo. De lá até aos dias de hoje, os rovers já chegaram até Marte, um já tem hélices, mas os populares têm rodas.

O caminho da evolução destes veículos, peças essenciais enviados pela humanidade a solos de outros planetas e luas, passa não por rolar, mas sim por levitar.

Imagem rover do MIT a levitar na Lua


NASA descobriu uma nova técnica para pousar com segurança na Lua

Pousar na Lua é um processo arriscado. A humanidade tem poucos exemplos de humanos a alunar e em todas elas, os testemunhos são coerentes, é arriscado pousar na Lua. Assim, depois de vários anos a estudar um processo mais seguro, a NASA descobriu uma nova maneira de pousar com segurança no nosso satélite natural.

Segundo a agência espacial americana, está a ser desenvolvido um sistema totalmente novo que pode tornar o pouso na Lua e em Marte muito menos arriscado.

Imagem da NASA com um pouso na Lua


NASA dá 150 mil euros a quem consiga resolver um problema “poeirento” da Lua

A superfície da Lua está coberta por uma poeira estranha e “pegajosa” que se agarra a tudo à sua volta. Conforme já foi anteriormente referido, este pó, à primeira vista inofensivo, ao microscópio revela-se, grão a grão, tremendamente afiado e áspero como uma lixa. O grão é tão pequeno que se entranha em qualquer canto ou recanto dos fatos dos astronautas. Além disso, provoca um cheiro estranho e leva as pessoas a espirrar compulsivamente.

Assim, para tentar resolver este problema, a agência espacial dos EUA oferece 180.000 dólares a estudantes universitários que proponham ideias para proteger as missões espaciais do pó da Lua.

Imagem astronauta da NASA na Lua e o pó do solo lunar


NASA restaurou vídeo do Homem na Lua com recurso à Inteligência Artificial

O Homem pisou a Lua pela primeira vez no dia 21 de julho de 1969. Portanto, hoje, faz 51 anos que Neil Alden Armstrong desceu do módulo lunar e caminhou no nosso satélite natural. As imagens em vídeo captaram o momento e para a história ficará sempre a efeméride da missão Apollo 11 que alunou no dia 20 de julho de 1969. As imagens conseguidas na altura não eram de grande qualidade e a NASA, que as guarda religiosamente, fez agora um trabalho notável.

O restauro dos filmes feitos na Lua eram uma necessidade, dado o mau estado em que se encontravam. Assim, com auxílio da Inteligência Artificial, a agência espacial deu nova vida à história do homem no espaço.

Imagem da NASA do primeiro homem na lua


NASA – Asteroide perigoso passará perto da Terra a uma velocidade de 40 mil km/h

No próximo dia 25, sexta-feira, passará “perto” da Terra um asteroide à velocidade de 40 mil km/h. De acordo com o Centro de Estudo de Objetos Próximos à Terra da NASA, o objeto 162082 (1998 HL1) tem um tamanho de cerca de 700 metros de diâmetro e é da categoria Apollo.

A rocha espacial foi descoberta em 1998 e é vigiada desde então. Segundo os especialistas, se algum dia este asteroide colidir com o nosso planeta, as consequências serão desastrosas.

Imagem ilustrativa do asteroide 1998 HL1 potencialmente perigoso, segundo a NASA