Quantcast
PplWare Mobile

Tags: anuncios

Publicidade com base no histórico de navegação? A Google quer acabar com isso

As questões de privacidade são constantemente levantadas por quem navega na web. Todos os dias, enquanto meros utilizadores, somos confrontados com pequenas questões e a publicidade dirigida é uma das mais evidentes. Se pesquisamos por alguma coisa no Google, é certo que vão chover resultados de publicidade relacionada a essa pesquisa. Mas às vezes basta falarmos em alta voz pela nossa casa que parece que temos alguém a ouvir-nos e a preparar um pacote de publicidade especialmente para a nossa necessidade.

Pelo menos com a primeira parte, a Google quer acabar e prepara-se para dar um grande passo nestas questões de privacidade.

Publicidade com base no histórico de navegação? A Google quer acabar com isso


Facebook contra Apple em nova medida de privacidade online

A Apple está a tentar, por si só, alterar o funcionamento da publicidade e privacidade online. Assim, no próximo mês, os utilizadores de iPhone começarão a ser questionados sobre se pretendem que a aplicação na qual vão entrar acompanhe e registe o seu comportamento online.

É uma pergunta simples, mas já espoletou uma reação da empresa Facebook, que já se mostrou contra esta medida.


Nova extensão do Google Chrome torna os anúncios mais transparentes

Se é utilizador do Google Chrome, sabe que as extensões disponíveis na Web Store são boas aliadas na hora de polir a nossa exploração do browser. Ou seja, podemos bloquear anúncios, adicionar determinadas VPNs, adicionar determinadas aplicações, entre muitas outras coisas.

Agora, a Google lançou para o seu browser uma nova extensão que permite ao utilizador ver os anúncios presentes na página que está a visitar e os dados pessoais que estão a ser recolhidos.


Google Chrome vai bloquear anúncios pesados para melhorar o desempenho

O Google Chrome é um dos browsers mais populares em todo o Mundo, sendo conhecido como simples, rápido e seguro. Mas muitos utilizadores queixam-se de alguns pormenores, como por exemplo, o excessivo consumo de RAM e bateria.

Na tentativa de diminuir este problema, a Google anunciou que vai bloquear anúncios que sejam demasiado pesados, para assim melhorar o desempenho do browser.


Facebook elimina a categoria “pseudociência” dos anúncios

O Facebook acaba de dar mais um importante passo no combate à desinformação. A empresa de Mark Zuckerberg decidiu retirar a categoria “pseudociência” das diversas opções disponíveis para definir os anúncios publicados pelos utilizadores.

A empresa já se tinha posicionado contra as notícias falsas e propagação de informação errada, nomeadamente de publicidades que prometiam falsas curas do coronavírus.