Quantcast
PplWare Mobile

Toyoda, presidente da Toyota, receia compromisso do Japão com os carros elétricos

                                    
                                

Autor: Ana Sofia


  1. PePe says:

    O titulo contem uma gralha.

  2. Jota says:

    A Toyota começou por ser um dos mais adiantados na questão dos carros elétricos, mas agora é um dos mais atrasados!

    • Zé Fonseca A. says:

      Será isso ou será que continua a ser o mais adiantado e já tem provas dadas que EVs não são o futuro e por isso não quer perder competitividade nem arrastar 5M de empregos atrás…

    • Naopossodizer says:

      A Toyota está apostar no hidrogénio

    • TT says:

      Atrasado? Não! É realista! Os EV’s não são o futuro, nem pouco mais ou menos, e quando nas grandes cidades a malta andar à batatada para carregar o carro vocês vão começar a perceber isso!

      • Grunho says:

        O problema da carga dos EV’s não é nas grandes cidades, é na auto-estrada.

        • TT says:

          É nas grandes cidades quando existirem muitos EV’S e as pessoas quiserem carregadores para os carregar e não existirem em número suficiente!

        • Nino Nogueira says:

          Do certa forma Concordo com a idea do Presidente da Toyota, Toyoda e outro lado podem ficar para atraz se não seguirem as tendencias da tecnologia, a Toyota esta a correr o mesmo risco da Nokia, ficou acochegada porque bom Nome em termo de mercado mais ifelizmemente perdeu o Jogo perante a agigante da tecnologia apple, e vai acontecer o mesmo com a Toyota, perante agigante tecnologiaca Tesla ….

    • Miguel says:

      Já passou pelos eléctricos e aprendeu que os de célula de hidrogénio são melhores e como cereja no topo do bolo são rápidos a abastecer e levam baterias mais pequenas

  3. Adeus says:

    Não tem gralha nenhuma. Toyoda é o nome do presidente da Toyota.

  4. Paulo Cruz says:

    A Toyota está a ver o caminho da Tesla e a pensar: também vou ter de abrir uma empresa na Europa para ser competitivo nos elétricos e não queira nada…

  5. Tanso Mor says:

    Já assistimos atualmente à triplicação do preço médio na produção de energia elétrica, pela maior procura e especulação à mistura, claro. Além da atual e futura deficiente rede de postos de carga, quando as necessidades de energia elétrica duplicarem, já se imagina o custo para os bolsos dos consumidores que a mesma vai sofrer, certo?

    • TugAzeiteiro says:

      É um “nim”… com o desenvolver da tecnologia e a produção em massa, painéis solares e baterias para armazenamento da energia vão ser soluções muito interessantes de futuro para quem tenha moradia! Para prédios… pois o caso será diferente, inclusivamente para quem tenha que carregar na “rua”… Agora ninguém tenha ilusões, o custo da energia vai aumentar e muito!

  6. lucas says:

    O problemas sao os Lobbys, os do clima, os dos carros a pilhas , os da agenda global.

  7. Duarte says:

    O maior problema vai ser o aumento da electricidade para compensar os impostos dos combustíveis. E electricidade gastam muitos aparelhos, não só os carros.

    Em Portugal o processo está em marcha.

  8. FreakOnALeash says:

    Pick ups Toyota elétricas não vendem no Médio Oriente!

  9. Miguel says:

    Muito sensato como costume e de mente mais evoluída que a maioria das marcas.
    Se bem que muitas marcas já se começam a aperceber que mudar bruscamente para veículos electricos só prejudica os carros eléctricos.
    Escusam comentários a dizer que é estupidez, não irei responder a não ser que seja uma discussão saudável. Atenção que não sou contra os carros electricos, nem quaisquer outros

  10. eu says:

    “Embora os carros elétricos representem uma quota significativa do mercado no Japão, de cerca de 40%, apenas uma pequena parte dessa percentagem está associada a carros totalmente elétricos ou híbridos plug-in.”

    Alguém consegue explicar isto?

    40% das vendas são carros electricos mas apenas uma parte são electricos ou plug-in! Conhecem mais algum tipo de carro electrico?

    • Zé Fonseca A. says:

      Lol.. andas a dormir? FCEV logicamente.
      Japão e Dinamarca são lideres no hidrogenio, espertos são eles, burra é a UE.

      • Paulo J Santos says:

        Não me parece que existam assim tantos a hidrogénio.
        Elétricos e híbridos plug-in são diferentes de “híbridos clássicos”.
        Basta ver a quantidade de híbridos Toyota ou Lexus que não são plug-in que existem.

      • eu says:

        Zé Fonseca A. Para a próxima vez que quiser parecer mais inteligente pense duas vezes. Você consegue perceber o que são 40% de milhares de carros, para não dizer milhões?

        Pelo seu raciocínio a maioria dos 40% de carros electricos são a hidrogénio no Japão.

        Duas notas. Em primeiro lugar os carros a hidrogénio não são considerados electricos e, em segundo lugar o Mirai da Toyota é FuelCell que não faz recurso a sistema electrico para transmitir movimento as rodas.

        Antes de dizer asneiras informe-se.

        • Luis says:

          O Mirai só tem uma bateria que serve para por o motor a trabalhar. Para combustível usa hidrogénio. É como nos carros a combustão interna que usa uma bateria para dar o arranque ao motor.

          • Pedro says:

            Não, o fuel cell converte a união do hidrogenio e oxigenio do ar em presença de uma catalizador em eletricidade. O carro é movido por um motor elétrico não de combustão.

  11. Manel says:

    Toyoda = a cabeça dura.
    E ainda não foi substituído, esse é o meu espanto.
    Obviamente que motores a combustão vão continuar a vender, mas até quando, em que quantidade.

  12. Jorge says:

    É impossível todos conduzirem carros elétricos. Nem agora nem nos próximos 15 anos conforme alguns fabricantes querem.
    Simplesmente não há forma de carregar todos os carros. É impossível em cidades como Lisboa e Porto todos os residentes carregarem os carros na rua uma vez que o prédio em que moram não está preparado.

  13. Carlos says:

    Espero que a Toyota não cometa os mesmos erros que a nokia fez, ao não seguir as tendencias do mercado, e ficou para trás condenada ao fracasso, dificilmente voltara ao que era.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.