PplWare Mobile

Autor: Pplware

3 dicas de segurança online enquanto trabalha remotamente

Será que veio para ficar? A pandemia mundial é assunto principal em todas as manchetes e obrigou, para já, muitos trabalhadores a ter de efetuar teletrabalho. Ora trabalhar a partir de casa é algo que obriga a medidas extras de segurança, seja para nós, enquanto utilizadores, seja para a empresa a quem nos estamos a ligar e aceder ao seu sistema e dados.

Este artigo refere 3 dicas de segurança que consideramos fundamentais para o utilizador. Com pequenos passos ou ações simples, podemos evitar olhos indiscretos, ataques ou acesso indevido a informação privilegiada da nossa empresa. Senão, vejamos.


NOS: Routers perderam a funcionalidade de DDNS?

É verdade que os routers das operadoras já oferecem um conjunto interessante de funcionalidades, mas poderiam oferecer bem mais. No entanto, recentemente os clientes da NOS queixaram-se que alguns routers deixaram de ter suporte para DNS dinâmico.

Segundo as informações, tal apenas aconteceu nos Router 5.0 e Router 4.0.


Alerta: Burla em site de divórcios rende milhares em Portugal

Além de todos os serviços que estão disponíveis, a internet tem sido também espaço para burlas. Os casos são diversos, mas recentemente surgiu a informação de um site que diz permitir a realização de divórcios em 24 horas.

O autor do site revela que, através deste serviço, já foram realizados mais de 5 mil divórcios.

Alerta: Burla em site de divórcios rende milhares em Portugal


Técnico informático vai a tribunal por partilhar filmes na internet

Com a importância e envolvência do mundo digital na sociedade de hoje, a justiça tem estado muito atenta a tudo o que se passa. Temos como exemplo o caso do hacker Rui Pinto, que tem dado que falar.

Recentemente o Ministério Público acusou um Técnico informático pelo crime de usurpação na forma continuada. 

Portugal: Técnico informático vai a tribunal por partilhar filmes na internet


CGD cobra 8,25 euros por carregamento de 100 euros no Revolut

É cliente Revolut e da Caixa Geral de Depósitos (CGD)? Então tenha em atenção os carregamentos do seu Revolut através dos cartões da CGD. No passado dia 20 de janeiro entrou em vigor o novo tarifário da Caixa e os preços não são propriamente simpáticos.

Para ter uma ideia, se carregar o seu Revolut com 100 euros, via cartão de crédito, a CGD cobra-lhe 8,25 euros!

CGD cobra 8,25 euros de taxa por carregamento de 100 euros no Revolut