PplWare Mobile

O Windows desde… sempre! – Parte #6 (Windows 98)


O gosto pela tecnologia despertou sentimentos únicos que levaram a escrever umas palavras e a premir o obturador.

Destaques PPLWARE

  1. chicosoft says:

    O Blue Screen é fantástico, já conhecia, mas não deixo de me rir sempre que vejo este filme…

  2. Nuno Amaral says:

    Este windows deu um grande salto para a informática. Foi um grande avanço em relação so Win95.

  3. Nuno Amaral says:

    Só faltou falar quais as diferenças no Win98 SE.

  4. SamC says:

    Este foi o “meu” primeiro Windows. Quando compraram-me o meu primeiro computador (e deixei de mexer nos PCs da escola) era este o sistema operativo que trazia.
    Usei e abusei deste sistema operativo com um “topo de gama” da altura: P3 overclocked a 600 MHz; 15 GB HDD; Soundblaster+Kit Surround; RIVA TNT2 Ultra e 128 MB RAM (toda a gente dizia-me que 128 MB de RAM era um valor absurdo, bastavam 64 MB e que devia investir antes no processador a 650 MHz).

    Os Blue Screen eram sempre uma possibilidade, isto quando o sistema não congelava simplesmente e o clássico do Wallpaper desaparecer e ser substituído por um ecrã branco com um aviso para restaurar o Active desktop! Foi esta instabilidade que me fez começar a experimentar depois sistemas operativos diferentes conforme eles surgiam: Windows 2000 que era um pouco pesado já na minha máquina; Windows ME (que para mim comportava-se da mesma forma que o 98 SE por isso acabei por o usar devido às pequenas novidades e interface que trazia), por fim utilizei o XP que tinha na primeira versão alguns Bugs como por exemplo nunca sabia se ao ligar um dispositivo USB ia congelar o sistema (tinha quase 50% de hipóteses disso acontecer) e hoje a máquina ainda continua com o XP SP3 mas a “ganhar pó”…

    O que me lembro da altura era de uma grande indignação de todos contra a Microsoft e os seus produtos com fraca qualidade (sistemas operativos super instáveis e com arquitecturas mal projectadas), havia uma espécie de “ódio” geral contra o Windows. depois com o evoluir do XP e agora com o 7 parece que a maioria dos utilizadores já esqueceu e até cresceu o número de “Microsoft fanboys” (na altura do Windows 98 era uma “espécie” que não se encontrava em lado nenhum)

    • Antonio Louro says:

      Passei a mesma experiência quando iniciei a sério, desde ter uma máquina com as mesmas caracteristicas e levar horas pregado a sofrer os mesmos sintomas das referidas versões de Windows. A minha atracção foi descobrir, explorar, tentar sempre resolver todos os problemas emergentes…Mhz, Kb, Chips, eram tudo chines para mim, toca de comprar manuais e revistas importadas. Fui o maior virus nas minhas máquinas, mas depois adorava reunir com o pessoal e podermos trocar informações das soluções para as coisas. A alegria era aparecer alguem com uma torre da idade da pedra a trabalhar ao dobro dos pc mais actuais e potentes da epoca, visto que tb tudo dependia do poder economico de cada um, bem, sempre baixito 🙂 Entao assim uns especializaram-se em software e outros em hardware, poucos seguiram para o Linux, devido a diversão pelos jogos no mercado serem canalizados para os Windows e, quase ninguem percebia uma letra de ingles, quanto mais escrever comandos no Linux. Lá se partilhavam cábulas, hehehe!!
      O primeiro pc que tive foi um ZX Spectrum 128K com leitor cassetes imbutido no teclado, os pais ficavam danados na altura pela ocupação da TV de casa, ouvia-se em todo o lado dizer “isso avaria as televisões”, lol. Uns 30 minutos para instalar um jogo num chimfrim sonoro hipnotico que já assobiavamos imitando quase de cor em gozos, “retire a cassete 1, coloque a cassete 2”, quando não encravava a fita…para passar de niveis, insira a cassete Z…a dada altura, no nivel 23 e troca o passo, não havia meio de entrar, estava o jogo viciado, toca de ir a loja trocar. Lá apareceu um que se lembrou de copiar as cassetes e fazer o homem da loja correr umas 50 do seu stock em devoluções e trocas, malandros dos rapazes viciados a estragar o negocio do homem…vá lá que era fotografo, senão tinha aberto falencia, coisas dos rapazes…

  5. Ricardo O. says:

    Boas,
    Mais uma excelente rubrica continua!

  6. Sun II says:

    Parece que foi ontem. fogo o tempo passa………….

  7. Rúben M. says:

    Eu tive este win com um p3 500 mhz, o ram nao me recordo mas penso que era 256mb, disco nao me recordo, corria la o encarta e andava pela net a 56k 😛 bos velhos tempos

  8. a Friend® says:

    Ai está ele… o recordista dos BSODs….

    De todos os Windows, desde o 3.1 ao Win7, acho que este foi o que mais problemas me deu… e aquelas barras pré-instaladas tiravam-me do sério…

    De resto foi sem duvida o Windows que mais inovou perante os seus antecessores, mesmo comparado aos actuais…

    • EacHTimE says:

      o recordista de BSODs foi o ME!!

      • a Friend® says:

        O Me usei pouco… se foi um ano foi muito, porque entretanto começaram a surgir Betas do XP e foquei-me mais nesse 😉

        Já o 98 foram 2 anos…. daí ter sentido mais na pele os BSOD’s 😛

      • a Friend® says:

        Esqueci foi referir os programas mais usados da Altura..

        O Encarta que dava um jeitão, já que Googles e Wikipédias não havia.. .e saudades do CLIP “chato” do Office..! lol 😀

        Há e longas horas também nos primeiros “Flight Simulator” da MS.

        • José Alberto says:

          A série Flight Simulator começou em 1980 com o FS1 para Apple II.

          • a Friend® says:

            Excelente, desconhecia!

            Eu por acaso só o conheci mais tarde e penso que foi mais ou menos nesta altura que até andava muito na moda o Joystik Sidewinder…

            Nem sabia que tinham feito para Mac…
            Mais uma para juntar.. eeheh..

            😀

  9. MS says:

    “Foi corrigido um bug curioso que provocava um overflow na memória e poderia fazer o sistema “crashar” se estivesse ininterruptamente a operar durante 49 dias, 17 horas, 2 minutos, 47 segundos e 296 milissegundos (o mesmo que 2³² milissegundos).”

    Ainda mais curioso é como é que é alguém conseguiu aguentar um computador com o win98 tanto tempo ligado sem crashar por outra razão qualquer.

  10. loptr says:

    muito porreiro. keep on !

  11. Navyseal says:

    Deixo a sugestão para que se possível se façam posts similares a este, mas sobre outros SO’s, seria também bastante interessante! 🙂

  12. wolfytuga says:

    Olá!

    As saudades que eu tenho deste excelente Sistema Operativo, foi o primeiro que tive contacto em casa, mas já tinha usado outros antes já mais velhinhos. O meu primeiro computador tinha as seguintes características:

    Processador: Intel Celeron 533 MHz
    RAM: 32 MB
    Disco: 4 GB
    Gráfica: ATI Tech – Mach64 – Rage Pro
    Som: SoundBlaster
    Drive Óptica: 48x

    E naquela altura já era considerado por alguns um bom PC.
    O grande problema, veio com os jogos e os programas mais exigentes, pois o PC com apenas 4GB de disco não era lá muito flexível… De vez em quando lá andava eu a gravar os meus dados em disquetes. Ainda havia outro problema, é que quando o disco estava perigosamente cheio o Windows “esquecia-se” da drive óptica, e lá tinha eu de recorrer à disquete de instalação da drive (sim, era esquisito ter de fazer tal coisa). Dos PC’s que tenho, foi aquele que melhor se portou e com menos formatações levou em cima 🙂 já que ainda tem a formatação tal como quando foi comprado… E por altura da saída do Windows XP instalei-lhe o Catalyst da ATI e estava mesmo espectacular (tendo em conta que era um CRT e tinha uma resolução de 800×600) e raramente se recusava a executar fosse o que fosse. Verdade seja dita, também nunca o liguei à net, logo nunca levou com uma actualização por parte da Microsoft. Continua com a mesma fluidez de quando foi adquirido, mesmo com o disco atulhado ainda tem um desempenho razoável!

    Cumps,
    wolfytuga

    • wolfytuga says:

      Esqueci-me de referir um pormenor muito importante, já que em 4 ou 5 anos que usou esse PC com o Windows 98 nunca vi o famoso BSOD, na escola com o ME, sim vi bastantes, e quando adquiri um PC com o Windows XP não tardei a deparar-me com um, aliás tenho aqui um PC com Windows XP que é recordista em BSOD, faça o que fizer (vá lá, nos últimos meses já se acalmou, não aparece o BSOD mas empanca lol).

      Aliás no Windows 98 instalava impressoras, scanners e tudo funcionava como deve ser.
      Há outro factor no Windows 98 que aprecio, podemos ir às preferências das pastas e mudar o fundo da janela para essa pasta, o que era mesmo muito bom em termos de personalização. E o facto de ter as ferramentas do Office (penso que tinha o Office 2000) num segundo painel, quase que fazia lembrar uma Dock.

      Cumps,
      wolfytuga

    • a Friend® says:

      Nesta altura por acaso tinha um Pentium II 333mhz com a famosa Voodoo Banshee da 3Dfx … grandes gráficos ela puxava na altura… e um disco de 4GB dava para muita coisa! 😆

      PS: Modem 56K e o famoso som do dial-up.. para aceder à Internet e sacar uns filmes via IRC na Dalnet que demorava cerca de… 1 semana na melhor das hipoteses! lol

      • wolfytuga says:

        Sim concordo, 4GB dava para muita coisa, mas isso nos 2 anos seguintes, depois comecei a usar enciclopédias multimédia e parece que não ainda ocupava o seu espaço.

        Quanto ao som do dial-up, tem razão, apesar de nunca o ter ligado à net, de vez em quando enganava-me nalguma opção e lá tentava aceder à net e ouvia o som do modem 🙂

        Pena foi precisar de ferramentas cada vez mais exigentes e que precisavam de algum espaço de manobra, além de precisar das novas ferramentas que já vinham no Windows XP para trabalhar em casa para uma disciplina do secundário (ITI – Introdução às Tecnologias de Informação). Caso contrário ainda me teria aguentado mais um pouco no Windows 98. Grandes tempos estes! Para mim foi e continua a ser a melhor versão do Windows, era simples mas eficaz e não consumia muitos recursos (32MB de RAM, onde consiga isso agora?).

      • Antonio Louro says:

        Levei uma noite aflito a cobrir a torre com um cobertor para abafar os sons do modem a estabelecer ligação a internet atraves de ligação directa a linha telefonica de casa…tantas da madrugada, hora do silencio, imagine, qualque ruido menor despertava a familia do sono, aquilo apanhou-me de surpresa que me deu um arrepio de morte “ai que vou apanhar um enxerto e me tiram isto daqui, nem pc nem nada!!” Ainda mais tendo os fios da tomada descarnados a darem nós torcidos com o cabo do modem, alicates, fita adesiva, tesoura…monte de ferramentas e lixo espalhados aquele cantinho mafioso da parede, aventuras 😀

  13. JPedrosa says:

    Hugo,
    parabéns pela rubrica e sua continuidade…mas o que eu me vou rir com o que vais sofrer para falar do próximo … 😛

    o 98, pode até ter crashado na apresentação, podia até crashar todos os dias, mas trouxe também muita novidade. O Plug&Pray foi bom, e hoje evoluiu bastante.

    Bom bom, vai ser falares do ME, o maior aborto da MS que quase conseguiu um irmão à altura com o Vista.

    • JO says:

      Utilizei o Windows ME Millenium Edition durante algum tempo e não tive muitos problemas de extraordinário (para o que era normal em Windows).

      Para mim o pior SO que já utilizei foi sem dúvida o Vista…

      Actualmente com dual boot entre Arch Linux e Win 7, e satisfeito com ambos 🙂

    • Antonio Louro says:

      Maravilha todo o trabalho deste site e a forma como todos intervem e comentam, os meus parabens, que exemplo como poucos! Farei gosto em participar.
      Coisas giras com o ME em relação ao 98, foi poder copiar quase todos os .exe da pasta Windows deste para substituir os do 98, e deixá-lo afinado, caso do regedit, notepad, word, defrag, etc.
      Pela gestão da memória virtual, truque que ja fazia desde o 95, era criar uma partição exclusiva apenas para a mesma, na hora de configurar era pela formula de Y de memória fisica x 1.5 e pronto, os malditos reeiniciar por tudo e por nada para surtir efeito, lol.
      95, 98 e ainda ME ficavam a bombar feito loucos com a actualização 4in1 da VIA com respeito aos chips baseados na Intel. Mais tarde, pela internet é que venho a aceder aos drivers “alterados” para as placas gráficas. Tinha piada as formatações de raiz pelas disquetes com comandos de ms-dos.

      • Antonio Louro says:

        Também foi no ano 2000, pela transição entre 98 SE e XP feita pelo ME durante um ano, que surgiu um jogo fantastico Heavy Metall F.A.K.K.2 com a leiga artista Julie a dar vozes e corpo a boneca. Entrou o XP, tchau, nada!! Incompativel com o cd original. Venho a descobrir quase 5 anos mais tarde, que criando uma drive virtual do Jogo, este entrou lindamente, hehehe. Apesar de obrigar a umas alterações, pois estava protegido com 4 skulls info dada pelo clone cd, dando Bad sector erros a qualquer tentativa de cópia de segurança. Os desenvolvedores daquele jogo fugiram todos da Ritual Entertainment, devem ter-se dado mal, foram para melhor, também pudera, outros grupos proliferaram.

  14. BigOix says:

    parece o windows 7

  15. Marco says:

    Bons velho tempos… Ainda tenho uma máquina digna de museu que o corre sem problemas.
    Foi montada a partir de várias relíquias que me foram chegando ás mãos ao longo dos anos…

    CPU: Pentium 166Mhz MMX
    RAM: 96Mb
    Placa Gráfica: S3 com 16Mb
    Disco Rígido Principal: Seagate 10 Gb
    Disco Rígido Secundário: Maxtor 8Gb
    Drive Óptica: Philips CD-RW (A gravar cds de dados com o Nero)

    Usei o SO durante bastante tempo, mesmo após o lançamento das primeiras versões do XP pois era bastante mais leve, estável, e, na altura, o suporte de hardware para Windows XP era muito fraco.

    Quanto a BSOD, vi uns quantos, mas a maior parte deles não crashavam o sistema.
    No geral era muito bom (na altura), mas bastante limitado…

  16. A minha máquina da altura ainda lá está encostada, pronta a funcionar, com o fantástico Windows 98 SE ainda instalado no seu enorme disco.

    CPU: Pentium 166Mhz MMX
    RAM: 32Mb (16MB de origem + 16MB de um pc que encontrei na rua, lol)
    Placa Gráfica: S3 com 8Mb
    Disco Rígido: 2Gb
    Drive Óptica: 32x.

    Lembro-me de andar a fazer tweaks no windows, com o objectivo de fazer o sistema arrancar o mais rapidamente possível. Acho que o melhor que consegui foi cerca de 30segundos… Tudo para o meu PC parecer tão bom ou melhor que o dos meus amigos, que tinham computadores melhores que o meu… malvados…

  17. Msilva says:

    usei 3 anos 98 e 7 anos XP. Estou no windows 7 à 9 meses.

  18. António says:

    Foi lançada alguma versão em PT-PT ou so PT-BR?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.