PplWare Mobile

O Windows desde… sempre! – Parte #11 (Win Vista/Server 2008)


O gosto pela tecnologia despertou sentimentos únicos que levaram a escrever umas palavras e a premir o obturador.

Destaques PPLWARE

  1. Luís Alves Pinto says:

    Creio que fazer um artigo sobre o Windows 7 não é descabido.

  2. Vítor M. says:

    Hugo… fantástico trabalho. Parabéns pela investigação e criação de um pedaço de história que aqui foi deixada.

    Em relação a este sistema operativo…

    Este foi o mais trabalhoso e complicado sistema operativo de sempre, que a Microsoft desenvolveu.

    Depois de terem falhado a aposta do Longhorn, visto estarem a desenvolver sobre a estrutura do Windows XP, uma outra com milhares de novas linhas e alterações estruturais… aquilo deu “barraca” e foi necessário parar, chamar equipas de outros projectos da Microsoft, para desenhar de raiz um sistema operativo.

    Os contratos com os clientes, onde refere, entre outras coisas, que a cada 3 anos a Microsoft tem de lançar um sistema operativo que acompanhe a evolução tecnológica, estava a castigar fortemente a Microsoft com compensações por incumprimento de contrato.

    Era urgente lançar um sistema operativo depois do XP.

    Essa pressa aliada a outros factores de má gestão do projecto, levou a que fossem investidos milhões de dólares num sistema que sairia cheio de problemas.

    O Vista foi importante para o que a Microsoft tem hoje.

    O Windows 7 é o Vista corrigido, onde foram limpas mais de 10 mil linhas de código, segundo o que li e ouvi na altura, a Microsoft gastou uma quantia igual à que a NASA gasta para mandar um Space Shuttle à Lua.

    Mas o importante estava feito… estava lançado e depois foram gastos milhões em publicidade.

    Meses mais tarde, da saída do Vista, começou-se a desenvolver o primeiro service pack… tantos eram os problemas em mãos.

    Até aos dias de hoje, o Vista é visto como o mais problemático sistema operativo de sempre, tendo mesmo feito esquecer o Windows ME.

    Mas teve e tem a sua importância estratégica.

  3. Nuno Barros says:

    Hugo,

    O trabalho que fizeste nesta “saga” “O Windows desde… sempre!” foi fantástico, mas acho que podias acabar em beleza com um último artigo sobre o Windows 7.

    Parabéns!

  4. Leonardo says:

    Muito bom os seus artigos… Mas também gostava de ver um do Windows 7

  5. Navyseal says:

    Realmente fazeres um artigo para o Windows 7 faria sentido, afinal sempre é a versão mais recente… também colocar algumas luzes no futuro Windows 8 não seria má ideia.

    Para quando algo similar a este tópico para MAC OS e Linux?

  6. Parabéns ao Hugo pelo trabalho excelente que nos presenteou! De facto foi interessante ficar a conhecer mais sobre o historial do Windows.

    Mas também subscrevo o pedido para acabar em beleza com o Windows 7 e ideias para o futuro.

    Abraço 😉

  7. Paulo Pereira says:

    Nunca tive problemas com o Vista. Antes de service packs, depois, etc. Vista desde o início, utilização a sério, com muita edição de vídeo, bases de dados (algumas até que corriam mal em XP) e toneladas de programas!
    Ouço sempre muita gente reclamar do vista mas se me perguntarem é um sistema 100% !
    Assim fica aqui uma opinião contrária ao que se diz no artigo e talvez à voz corrente.

    Serve para verem que nunca um sistema é igual para todos e para todas as máquinas.

    • Bruno M. says:

      Experimenta seres um utilizador intensivo e verás…

      • Paulo Pereira says:

        Bruno M. parece que não leste o que escrevi!
        Que raio de argumento é esse?
        Utilizador mais intensivo? Oh meu amigo não diga asneiras. Acho que fui claro… uso desde o seu início, produzo material web para muita gente consumir, edito vídeo qualidade digital, trabalho diariamente com 3 programas de base de dados pouco simpáticos com as máquinas, faço DTP, trabalho com 3 sistemas operativos diferentes no mesmo dia, em máquinas diferentes e em instituições diferentes, edição web, programação PHP, templates web, edição gráfica, fotografia, uso e abuso de produção web, etc, etc, etc. Não sou nenhum trabalhador das 9 às 5 nem passo o dia a tratar de amadoras!

        Está a querer fazer um concurso a ver quem mi** mais longe?!

        Não seja um evangelizador de sistemas operativos que nem os seus autores o são!
        (e olhe que até comprei o meu primeiro MAC ainda muitos dos utilizadores deste site não eram nascido!)

        Aceito perfeitamente que haja gente com problemas no sistema. Não disse que eram ignorantes ou incompetentes. A mim não me interessa explicar o motivo de para outros funcionar mal já que não sou da microsoft.
        Do mesmo modo tem de aceitar que eu diga que o sistema “Para mim” funcionou sempre muito bem.
        Porque será que há quem não aceite que as coisas corram bem para outros?
        Se para mim corre bem para si não tem de correr bem.
        Aceite. Esqueça e siga em frente. Viva a vida. Não tente rebaixar os outros pois não tem de ser culpa sua não funcionar bem!

        Repito:
        «Serve para verem que nunca um sistema é igual para todos e para todas as máquinas.»
        Qual é o mal disto?
        E também lhe posso dizer que gosto mais do 7 mas não achei assim uma tão grande evolução em relação ao Vista!

    • Hugo Cura says:

      O artigo não reflecte uma opinião mas sim factos. De resto, o que dizes é verdade.
      Eu que tinha o XP e o usava para internet, jogos, benchmarks e pouco mais (altura da boa vida), chegavam a passar 2 meses até que tinha de o repor/reinstalar dado o acumular de problemas que tornavam o sistema impraticável.
      Com o Vista isso nunca aconteceu. Mesmo com todo o seu historial atribulado, foi um sistema que revolucionou a estabilidade, após a altura do SP1 claro está.

    • José Rodrigues says:

      Mais um que não teve problemas de lentidão, estabilidade, segurança, etc, etc, etc, com o Windows Vista. Aliás, ainda continua a ser o SO do meu computador e, como é original (ao contrario do de muita gente) talvez não se justifique tanto o upgrade, mas estou a analisar. Isso sim, só uso o Vista desde pouco antes do SP1 e por isso não cheguei a conhecer o período crítico. Felizmente a Microsoft aprendeu a lição e acredito que os seus SOs serão mais perfeitos e melhor acabados.

      • LaRaNjaO says:

        eu cá nunca tive também nenhum problema com o vista só o desinstalei para experimentar o 7 e fiquei ai…., nao consigo voltar para o vista… não tem aero peek 😛

    • Megaknight says:

      Concordo contigo, Paulo. Notei uma melhoria de performance enorme ao actualizar para o SP1, mas mesmo sem SP o meu Vista nunca me deu problemas e era perfeitamente estável. Agora uso 7, BTW…

    • Mike says:

      Sim, eu tenho um amigo meu que também prefere usar o Vista. E para minha supresa tem razão em preferir; no PC dele corre melhor que o XP e o Win7.

  8. Leonardo says:

    Aleluia! até que enfim vão tirar o som dessas malditas vuvuzelas…

  9. Rui Oliveira says:

    “Chegou a altura de falar da versão do Windows mais esperada de sempre por grande parte dos utilizadores, o Windows Vista”

    Gostei principalmente desta frase 😀

    Tanto foi esperado, que desiludiu a todo o tamanho, quando começa a haver muitos atrasos em software como este e muita expectativa dá o que dá:

    E na minha opinião o que deu foi um sistema operativo mediocre e inacabado que nunca deveria ter sido lançado ao público. O 7 sim é que deveria ter sido lançado!

    Cheio de bugs, pesado, não optimizado, um comilão de memória e bateria, chamem-lhe o que quiserem! O pior sistema operativo desde o windows millenium.
    E mesmo o windows milenim tinha razao para ser instável, lembro que foi um, sistema a estrear um conjunto de tecnologias fundamentais, como o plug’n play. Teríamos desculpado o vista se fosse um marco na inovação.

    Mas fácilmente as pessoas descobriram que o Vista não trazia nada de novo que justificasse a sua adopção e ficaram pelo XP, tornando do Windows vista o maior flop de vendas dos tempos modernos da Microsoft. De facto as pessoas só compravam este sistema quando tinham que comprar um PC (porque diga-se já vem). Muitas ainda chegavam a casa e a primeira coisa que faziam era instalar o XP 😀

    Foi também o principio do declinio do Windows e quando as pessoas começaram a olhar mais para as alternativas, Mac e Linux. Posso dizer que nunca vi tantas pessoas no forum a querer mudar para Ubuntu como na altura! E felizmente uma boa parte dos leitores deste site, já sabem das alternativas e isso é fantástico. Os outros sistemas operativos mostraram à microsoft que podem coexistir com ela e há mercado para todos.

    Por isso vos digo se não fosse o Linux e os Mac, a Microsoft não teria concorrência e não se sentiria pressionada para fazer melhor e todos nós hoje teríamos ainda que gramar com o vista.

    • Hugo Cura says:

      Estou de acordo em praticamente tudo o que dizes, excepto esta frase: “Teríamos desculpado o vista se fosse um marco na inovação.”

      Na minha opinião (e dados os factos), se há coisa que o Vista teve foram inovações, inacabadas é certo mas foram inovações que fizeram do 7 o sistema que é actualmente. A lista das novidades que deixei acima está longe de ser completa e já assim é enorme, digamos que foi o Windows que mais inovações trouxe. Apenas, coitado, “passou por caminhos tristes” 🙂

      • Rui Oliveira says:

        Hugo inovações pode ter trazido.

        Agora inovações que mudassem radicalmente a vida dos utilizadores, como a Microsoft nos tinha habituado…

        Se de facto fossem inovações de tal forma absolutamente imprescindíveis, porque é que hoje ainda há mesmo no 7, uma massa de utilizadores fieis ao XP?

        • Hugo Cura says:

          Como assim a Microsoft nos tinha habituado radicalmente a inovações? Só se foi do 3.1 para o 95. Do 98/ME para o XP diria que foram bem menos.

          Há imensos motivos que levem a que os utilizadores permaneçam no XP, muitos mesmo. Cada utilizador (ainda) do XP terá os seus. Eu desde que comecei a usar o Vista não fui capaz de voltar ao XP.
          Porquê? Porque tinha a licença do MSDNAA “gratuita”, sempre tive uma máquina decente e com memória que chegue e sobre para o correr, porque tinha compatibilidade com todo o hardware e software, porque não queria repor o Windows a cada 3/6 meses e porque, essencialmente, tinha novas funcionalidades que me agradavam.

          Actualmente, não vejo um único motivo para um utilizador que compre (por exemplo) um PC novo com o Win 7 (ou mesmo o Vista) e vá instalar o XP, a não ser que seja mesmo por hábito, extrema necessidade ou teimosia.

          • Rui Oliveira says:

            Talvez para ti tenha trazido, cada pessoa é uma pessoa. Mas para mim de facto e muitos utilizadores não trouxe.

            Para o 7 sim, já vale a pena o salto pela nova “taskbar” muito mais intuitiva, pela maior quantidade de temas. Enfim, está mais personalizável e com uma usabilidade muito maior.

            Agora inovações ao nível da usabilidade para mim, o Windows vista não me trouxe nada que facilitasse a vida, só em trouxe isso sim problemas e utilização desnecessária de recursos.

            A única coisa que admito que se possa argumentar que o vista é melhor que o XP é na segurança. Agora mesmo nesse campo, o UAC foi um flop monumental e fácilmente contornável por hackers como já foi demonstrado.

            Mas lá está aceito, que as novas funcionalidades do Vista, te façam diferença a ti e a outros utilizadores. 😉

  10. RCS says:

    Na minha opinião, grande parte da instabilidade do Vista deveu-se a culpa de terceiros, por exemplo:

    – empresas desenvolvedoras de software que não o actualizaram a tempo, porque a maioria das pessoas ainda estavam no XP -> resultado bugs, software incompatível, software a “crashar”;

    – actualização de drivers -> as gráficas estavam sempre a crashar. A ati e nvidia estão numa constante luta pelos fps, e descuraram a compatibilidade com o vista. Todos os ecrãs azuis que apanhei no vista foram por culpa dos drivers da gráfica.

    De referir também o péssimo desempenho pela creative nos drivers das placas de som. 5.1 cheio de problemas, crash nos sitemas. Uma vergonha autentica. Viva aos chips onboard da realtek!

    Assim que o software e o drivers amadureceram o vista passou a ser um bom sistema. A versão x64 trouxe grandes melhorias para a versão x64 do XP. A meu ver o Vista actualmente é muito superior ao XP. Apenas sendo ultrapassado pelo 7, que é efectivamente o melhor sistema de sempre da microsoft.

    • Megaknight says:

      É bem verdade. Recordo-me que a Microsoft anunciou passados uns meses do lançamento do Vista que, baseando-se nos relatórios de erros enviados, os drivers da Nvidia eram causadores de mais de 30% dos erros de ecrã azul…

  11. Sun II says:

    O Vista foi um quase tropeçar para o Windows 7.

    Windows 7?
    – Nenhuma manutenção
    – Sempre estavel
    – Fiável
    – Uma verdadeira maravilha e perola de performance.

    Instalar e esquecer. Deixar funcionar até, por apenas mero aborrecimento quando der na telha, formatar.

  12. Ricardo O. says:

    Boas,
    Muitos parabéns Hugo pelo excelente artigo mais uma vez e parabéns pelo trabalho realizado a fazer esta “rubrica”. Agora o que vem asseguir?? linux??

    Fico a aguardar por mais rubricas tuas!
    😉

  13. Hugo Cura says:

    Ainda bem que este tema foi do agrado de todos. Obrigado por participarem 🙂

    • Lycanthrope says:

      AH! Apesar de não ter dito expressamente acho que o trabalho foi meritório e gostei muito. Agora lê todos os comentários e pensa na próxima maratona de SOs… aliás a rubrica podia-se chamar “Maratona de *SO* (substituindo o SO pelo respectivo SO) 🙂

      Parabéns.

      Cumps

  14. EacHTimE says:

    Os requisitos deste sistema operativo são:

    * Processador 800 MHz ou superior
    * Memória RAM de 512 MB

    Tentem usar o Vista num pc assim e demoram minutos a abrir cada menu.. upa upa

    Eu já vi um caso desses

    • Hugo Cura says:

      Tratam-se de requisitos mínimos de funcionamento… devias já ter a página aberta já umas horas ou então na cache, já que adicionei a palavra “mínimos” depois de almoço 😛

      btw, foram também adicionados os requisitos mínimos das versões do Win Server 2008 já que, por lapso, esqueci de o mencionar.

    • Sun II says:

      Corre não corre?
      Daí a ser o minimo xD

  15. Bruno M. says:

    Se não tivesse lido o que disse, não tinha respondido ao seu comentário…

    Produzir material web não é sinónimo de intensividade do SO mas sim dos programas que nele estão instalados, sejam eles quais forem..

    Edição video, por exemplo, conversão de videos, etc.. isso sim, gasta recursos do sistema.. Instalar e programas, desinstalá-los, etc.. isso sim, estoura com o sistema.

    Utilizador intensivo, refiro-me a instalar programas, desinstala-los, fazer transferências de ficheiros, levar a máquina ao seu limite…

    Nunca mencionei em algum sitio da minha resposta ao seu comentário, que não aceito. (Aliás, até fui muito curto e directo, sem muitos detalhes no comentário que fiz.)

    Exactamente: “Se para mim corre bem para si não tem de correr bem.”

    “Esqueça e siga em frente. Viva a vida. Não tente rebaixar os outros pois não tem de ser culpa sua não funcionar bem!”
    Esta não entendi, mas digo-lhe que já trabalhei quase 7 anos a arranjar computadores com windows e, para além destes 7 anos anteriormente já arranjava computadoes. Pela minha mão já passaram sistemas Windows desde o 3.11 até ao 7.

    Dependendo da máquina que tem, pode ou não dar problemas, bem como e como já acima referi, a sua actualização. E mais uma vez friso, não é só instalar dois ou 3 programas e apenas usar esses, é testar e experimentar outros programas, instalar, desinstalar, correr dois ou tres programas, para ver a capacidade da máqina.

    Essa das amadoras tem muito que se lhe diga pois também eu não passo das 9 as 5 a tratar de amadoras. As 20h ainda estou no trabalho e as 8.30 já estou eu no escritório. Não mande papaias para quem não conhece!!

    E mais uma vez digo, vista só mesmo passado, 7 e xp, os melhores SO da M$, e Linux simplesmente o melhor SO em termos defiabilidade e estabilidade. O Único senão é mesmo os jogos e uns quantos programas que ainda (friso ainda) não existem.

    Mais uma vez…É na utilização de CPU, RAM, Disco, rede, o próprio SO que se verifica a qualidade do SO. e Não apenas a fazer sempre a mesma coisa, com os mesmos programas.

    • Paulo Pereira says:

      Bruno M. Pensei que fosse fácil perceber a das “Amadoras” Afinal só se disser “amadoras todos os dias”? Ou qualquer coisa mais rebuscada? Para quem não percebeu é ver o link do perfil do bruno!
      Papaias? E eu a pensar que ainda ia ter direito a uns melões!

      O homem , o seu comentário inicial era despropositado. Parecia que não aceitava que a mais alguém o sistema funcione bem como se isso dissesse alguma coisa dessa pessoa ou das outras.
      De mim nada sabe por isso não desvalorize a minha experiência, a diversidade dela, os programas que uso e quando é que os uso. Eu não comento se você tem ou não experiência, qual a razão de comentar a minha?

      Mais lhe digo só para o acalmar: quanto a instalação e desinstalação de programas dificilmente poderia adivinhar mas acredite que experimento quase tudo o que existe ou e depois analiso, comparo, selecciono os melhores, crio manuais, e ainda por cima tenho pessoas em diferentes instituições, pelas quais sou responsável, que dependem dessas análises! Trabalho com muitos criadores de programas e sou beta tester de vários.
      Reinstalação de sistema? Só quando me chateio e isso para mim significa uma média de dois a três por instalação de sistema operativo.
      Sorte a minha com os sitemas? Pode ser, mas que é que você tem contra isso?
      A terminar: para mim Vista é melhor que XP e 7 é melhor que Vista.
      Você pode discordar que é seu direito!

      • Bruno M. says:

        Pois… eu percebi por isso comentei a parte das amadoras… Enfim..

        “Experimenta seres um utilizador intensivo e verás… ”
        Não vejo onde disse ou aonde parece que digo que não aceito isto e aquilo…

        Aprendam a ler e analisar em vez de serem tendenciosos e a levarem as coisas por outro caminho.

        “De mim nada sabe por isso não desvalorize a minha experiência, a diversidade dela, os programas que uso e quando é que os uso. Eu não comento se você tem ou não experiência, qual a razão de comentar a minha?”
        O mesmo digo eu em relação a você..

        em vez de andar a atirar papaias (ou meloes ou coisa que o valhe)

    • Megaknight says:

      Amigo, se passou assim tanto tempo a arranjar computadores já devia ter aprendido umas coisinhas… O amigo Paulo tem muita razão no que diz. Instalar programas e transferir ficheiros (!) são a última coisa a levar a máquina ao limite… Edição de vídeo e bases de dados devem ser muito leves para a máquina, portanto… O anonimato da Internet permite que qualquer pessoa possa ser astronauta, coisa que se vê nos seus comentários.

      • Bruno M. says:

        Esqueci-me que transferir ficheiros e a conversão de video e até mesmo ripar nao usa recursos do sistema como cpu, memória e utilização do disco…

        Peçam-me desculpa…

        Quanto ao anonimato, não obrigado.

  16. Notliz says:

    Parabéns Hugo!

    Muito obrigado pelo seu empenho!

  17. Anónimo says:

    Grande rubrica! dava um livro!

    Cumps,
    Anonimo

  18. Acabou com essa série, mais precisamos saber a história do Linux… por que não começa a faze um “Linux desde… sempre #1”?

  19. Ronald Rabbit says:

    Link para o passado do software

    http://www.winworldpc.com/

    Parabéns Hugo por este trabalho.

  20. Cenas says:

    Podiam fazer do mac agora. O Mac… sempre :3

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.