PplWare Mobile

Tags: Toshiba

Toshiba Memory muda de nome e a partir de agora chama-se Kioxia

A Toshiba, outrora uma das empresas de computadores mais bem sucedidas do mundo, nos últimos anos tem passado por dificuldades. A empresa foi dividida e agora a Toshiba Memory vai mudar o nome para Kioxia.

O objetivo é continuar o investimento em memórias de qualidade e fiabilidade, ao passo que o novo nome dará uma imagem mais jovial e descontraída à empresa.

Toshiba Memory Kioxia


IFA2018: Toshiba revela o novo Portégé X30T-E 2 em 1

A Toshiba continua a ser uma marca de referência no segmento dos computadores portáteis. Hoje a empresa deu a conhecer o mais recente dispositivo 2-em-1, o Portégé X30T-E.

O novo Portégé X30T-E garante a segurança e performance de um computador empresarial mas também pode ser usado com tablet.


Apple tenta salvaguardar a sua produção com negócio milionário

A Apple sempre foi dependente de outras marcas do mundo tecnológico para conseguir obter componentes chave para os seus produtos. Mas a empresa sabe que não pode depender de terceiros e ao longo dos anos tem tentado resolver esse problema.

Um caso exemplificativo é a sua dependência em relação à Samsung, isto porque a Samsung é a única empresa com capacidade para fornecer os novos ecrãs OLED, situação que deixa a Apple sem margem de manobra para negociar e, por isso, se diz que cada ecrã do novo iPhone 8 custa entre 120 e 130 dólares, o dobro dos ecrãs dos iPhones anteriores. Mas não há dependência só nos ecrãs, a Apple depende de mais fornecedores, contudo, há coisas que o dinheiro pode comprar.

Apple poderá comprar parte da Toshiba


Toshiba: Sobrevivência da empresa está em alerta vermelho

Há empresas que sempre conhecemos mas que, com o passar do tempo, não percebemos que tipo de estratégia tomam, quem são os seus aliados e parceiros e até porque razão fazem certas apostas (algumas estranhas).

Um caso desses é a gigante Toshiba, uma empresa que detinha a fama de fabricar os melhores portáteis que o mercado podia oferecer e que, com o passar desta última década, as suas escolhas foram sempre em zig zag… até chegar a um prejuízo de 4,5 mil milhões de euros.


Fabricantes de computadores nipónicos podem fundir-se

As empresas de tecnologia que estão ligadas à produção de computadores pessoais estão a passar momentos menos bons. O mercado continua a não responder de forma positiva às novas ofertas e as vendas têm descido de forma dramática.

A Toshiba, depois de um processo em que teve perdas elevadas, pondera agora separar a sua divisão de PCs e uni-la com a de outros fabricantes japoneses criando assim uma das maiores empresas do ramo.

toshiba_1