Toshiba: Sobrevivência da empresa está em alerta vermelho


Destaques PPLWARE

65 Respostas

  1. David Guerreiro says:

    É pena, cada vez há menos players japoneses.

    • Tiago says:

      Os pcs tpshiba são horríveis caros e aquecem muito, os tlms sao caros e de qualidade duvidosa também…os japoneses ja n sao o que eram

      • Fernando Miranda says:

        Aquecem? Eu tenho um e não tem aquecido muito. Se me disserem que os portáteis HP, seja qual for o modelo, esses sim, aquecem até dá para fritar ovos…

      • David Guerreiro says:

        Porque nada daquilo é concebido e feito no Japão. Tenho um Toyota Yaris fabricado no Japão, e é um mimo. Queres uma boa faca de cozinha? Compras Kyocera, duram uma vida, afiadas manualmente por um mestre japonês. O japoneses são o que eram sim, tanto que o Japão é o país do mundo onde menos fazem compras fora. E porquê? Porque as coisas deles são todas boas. Os japoneses não fazem coisitas baratuchas e ruins, não há essa mentalidade. Quando fazem algo é sempre bom. Portanto, quem lida com material japonês made in Japan, sabe que ali está qualidade.

        • Brasão SS says:

          É uma verdade @ David.
          Concordo contigo.
          Também tenho essa experiência com alguns produtos made in japan. É outro nível.
          Só os americanos lhe conseguem fazer frente, com os seus produtos made in usa.
          Embora ache os japoneses melhores.

        • prins.alexandre says:

          É verdade…não confundir chinês com Japonês, desculpa David Guerreiro, utilizar as tuas palavras “Quando fazem algo é sempre bom”. É inversamente, proporcional a qualidade japonesa e chinesa, Muito bom …muito mau…

        • Crist N. says:

          “afiadas manualmente por um mestre japonês”

          Sim, o Japão tem produtos de excelente qualidade, mas não há necessidade de afirmações ridículas.

      • barf says:

        O meu toshiba horrível, caro e que aquece muito está a bombar há 4 anos. o Asus bonito e fresquinho do meu irmão, da mesma gama mais recente queimou a board outro dia (ainda dentro da garantia).

        • O weirdo says:

          Pois o meu ASUS “bonito e fresquinho” já bomba à 6 anos e ainda nada correu mal… Não sei o que raios é que o teu “irmão” tinha…

          • barf says:

            Nem ele 😉
            Nunca o deixou cair, o portátil nunca aqueceu nada.
            É lotaria. Há quem se queixe dos toshiba e o meu funciona bem neste caso há quem se queixe dos asus e o teu funciona bem.

      • JBC says:

        O meu “horrível” Toshiba, um Satellite L750 i5, já quase com seis anos, nunca me deu nenhum problema e funciona perfeitamente, sem “aquecimentos” com o Windows 10.
        Uso intensivamente para processamento de imagem.
        Terei pena se a marca desaparecer do mercado.

      • Ana says:

        Os portateis da toshiba são do melhor que há… na generalidade, dão 10 a zero à HP.

  2. Miguel Lima says:

    Quando a estratégia é vendere portáteis com defeito e culparem o cliente de que este não deve fazer actualizações porque o hardware é preparado para aquele software em específico, só podia dar nisto!
    De qualquer forma é pena, só espero que não sejam os desgraçados dos funcionários os mais penalizados.

  3. Joao says:

    É pena ouvir isto da Toshiba. O nível de construção e fiabilidade/durabilidade do hardware deles é invejável. Tenho uma TV full hd com mais de 10 anos (e que na altura que a comprei foi super barata) e ainda funciona como no primeiro dia. E a não ser que comece a deitar fumo ou os conteúdos 4K comecem a ficar mais acessíveis, não preciso de mais nada.

  4. irlm says:

    esses chips de memória pertenciam à OCZ que a foxcomm iria comprar
    https://en.wikipedia.org/wiki/OCZ

  5. Lubito says:

    Sharp, Sony, Toshiba, Matsushita, Sanyo, Fujitsu, e algumas outras eram fortes na inovação traziam sempre algo de espetacular a electronica de consumo e nao so. Depois da decada perdida muitas destas empresas perderam competitividade para competidores asiaticos (Samsung, LG, empresas chinesas) e hoje estao no que se vê. E nao só na eletrotécnica mas também no mundo automóvel. Algumas dessas empresas vão-se desaparecendo.

    • Brasão SS says:

      As marcas japonesas perderam competividade, por uma razão muito simples. Não foi por falta de inovação ou de investimento na área de desenvolvimento de novas tecnologias. Dou o exemplo de marcas que mencionaste, Sharp, Sony e outras 2 que são a Panasonic e a Pioneer. Estas 4 sempre estiveram na vanguarda da tecnologia. Na divisão de TV estas 4 sempre foram as marcas de referência e com o estatuto de serem o que de melhor se fabricava em televisores no mundo. Estas 4 empresas investiram muito dinheiro com tecnologias revolucionárias e do melhor que havia na altura. Só que esse investimento tinha que ter um retorno financeiro, logicamente gastaram muito em desenvolvimento e pesquisa, e isso traduziu-se no preço final dos aparelhos, em que eram muito caros para o consumidor comum. É aí que entram os coreanos, e os chineses, principalmente a Samsung. Durante alguns anos a Samsung usou uma estratégia que na minha opinião é imoral. Isto dito duma forma muito simplória, a Samsung teve a “delicadeza” de copiar, roubar, desviar, “investigar” o que estas empresas japonesas demoraram muito tempo a a desenvolver e a pesquisar, etc. Posto isto, Samsung teve a “brilhante” ideia de colocar TV’s no mercado basicamente com as mesmas inovações e features, mas com preços muito mais baixos, comparados com as outras. Logicamente que os clientes comprariam o mais barato, pois as tecnologias eram basicamente as mesmas. Estas situações foram para tribunal. Evidentemente que a Samsung perdeu praticamente todos os processos que lhe foram imputados por estas empresas, (e outras americanas), MAS, como os processos em tribunal demoram anos e anos, décadas às vezes, enquanto se resolvia e não resolvia os processos em tribunal, a Samsung conseguiu um feito inédito. Conseguiu entrar no mercado mundial e a preços competitivos. Estava encontrada a fórmula para o sucesso mundial. Violaram patentes, não pagavam royalities, e as outras empresas foram perdendo mercado, pois não poderiam praticar preços baixos, situação que fez algumas empresas falirem, e outras quase na “penúria”.
      Não tinham hipótese de competir assim. Ou tiravam qualidade ao produto, para baixarem o preço, ou tentavam o mercado. Algumas tiraram qualidade, e são marcas que já não tem o prestígio que tinham. A Panasonic foi uma das que conseguiu sobreviver , a ainda mantém o estatuto de marca de TV’s de referência. Outras desapareceram como a Pioneer, na sua divisão de TV’s. Até há um artigo da Vanity Fair que aborda este assunto. Se o conseguir encontrar coloco o link.
      A Samsung vinha com a mesma abordagem para a Apple, na divisão mobile, só que encontrou um gigante, com o qual teve dificuldades em ganhar o segmento mobile premium. E ainda tem.
      Por isso a culpa não foi da falta de inovação das empresas, mas sim da estratégia imoral da Samsung perante elas.
      Agora a Samsung está a colher os louros na divisão de TV’s à custa do trabalho de outros.
      É assim a vida!
      🙁

      • RuiZ says:

        Não, não foi na investigação.

        Foi que a Samsung ofereceram melhores margens para os revendedores, apesar da pior assistência, pior qualidade, etc.

        • Brasão SS says:

          Génio, achas que se fosse só isso, as outras empresas não fariam o mesmo? Achas que é melhor fechar divisões numa empresa, ou ter lucro, ainda que seja menos, para assim dar mais margem de lucro aos revendedores? Esse argumento é ridículo. É a verdade nua e crua o que escrevi acima.

      • sigsegv says:

        A samsung aposta mais em I&D do que a Apple. Basta ler o último relatório de contas da Apple para perceber isso. Alias em 2015 até foi o dobro 16.000M por isso aquela imagem do gatuno sul coreano não é bem assim.

        • Bruno says:

          Estás a esquecer que a samsung electronics vende um leque muito mais alargado de produtos do que a Apple (comparação seria com divisão Samsung mobile), de modo que esse número (cerca de 12.500M e não 16.000M) não permite uma boa comparação para determinar quem aposta mais, sendo que o investimento da Apple em investigação tem crescido imenso nos últimos anos, enquanto que na Samsung é o mesmo há alguns anos

      • Joao says:

        E agora veem as subcontratadas chinesas derrubar a samsung, comprar as marcas japonesas e subir ao podio.

      • MarioM says:

        Engraçado mas em TV prefiro a LG acho que está num patamar acima da Samsung.

        • Brasão SS says:

          @MarioM
          Sim, para mim também. Acho que a nível da qualidade de imagem, deve ser a melhor. Tenho uma scarlet perfect slim de 2009 avariada no sótão, a reparação não compensa o valor, embora tenha sido bastante cara na altura, dourou-me 5 anos e uns meses. A imagem era fantástica, Full HD, 4 portas HDMI, USB que reproduzia praticamente toda a multimedia com uma simples pen ou HD externo, exceto alguns codecs de áudio não davam com certos filmes, interface muito bem desenhada, até ganhou o prémio do ano 2009 como melhor televisor, poucas unidades foram vendidas em Portugal. O modelo mais pequeno era de 38″, depois só havia tamanhos grandes, mas no meu caso tive pouca sorte com ela. Fiquei tão desiludido com a marca, pois esperava que durasse muito mais tempo. Na hora de comprar outra, acabei por comprar uma Panasonic Viera AX 630 4K e 3D, 48″. Embora seja uma TV top, a LG de 2009 em Full HD tinha tão boa imagem como esta Panasonic recente tem. A Panasonic dizem que é bastante durável. Vamos lá ver como esta se comporta. Andei a ver Samsung, não gostei pois tinha umas cores muito saturadas, mesmo a mexer nas configurações de imagem o resultado era basicamente o mesmo. A LG, como já tinha ficado a arder, coloquei logo de lado, restou a Panasonic, cores mais naturais, features interessantes, segundo dizem durável, e é considerada a marca mais prestigiada de TV’s do mundo. Também o preço é outro, quando comparada com TV’s do mesmo ano e segmento.
          Mas realmente a nível de qualidade de imagem a LG mostra que sabe fazer as coisas. Mas a minha experiência com a LG foi péssima. No entanto esta empresa, antiga GoldStar, já tem décadas no mercado electrónico, e nesta empresa coreana em particular, não pratica as políticas da Samsung.
          Vidas!

          • MarioM says:

            As vezes tem-se azar com os equipamentos.
            Mas a Panasonic é uma marca que pouco a pouco parece que está a desaparecer do mercado, vê-se cada vez menos.

          • JJ says:

            A Panasonic tem investido mais no mercado empresarial. Por isso parece que esta a desaparecer, para a generalidade dos consumidores.

      • Tiago says:

        Parabéns pelo comentário! Muito bom

  6. Jr says:

    É Triste ver empresas destas dimensões a desvanecerem, vai ser mais uma a ficar a ficar na historia

  7. Alvega says:

    “o seu prejuízo ronda os 4,5 mil milhões de euros”, isto nao foi validado pelos auditores, fala-se que pode chegar aos 8 mil milhões de euros.

    “A Foxconn já informou que está disponível para pagar 25,5 mil milhões de euros pela unidade de chips de memória da Toshiba”, e a Apple ? Nao estará interessada ?
    A Apple, usa chips toshiba ( se nao estou em erro),, e uma vez que vai produzir os seus próprios GPUs, nada melhor do que possuir mais um fabricante no seu portefólio. Dinheiro é coisa que nao falta.

    • David Guerreiro says:

      Um dos maiores fornecedores de flash e RAM a nível mundial é a Samsung. A maioria da flash e RAM será mesmo Samsung nos iPhones. A flash da Toshiba é muito utilizada em cartões de memória e SSDs de marca branca, com aquela plataforma Phison+Toshiba 15nm.

    • Vítor M. says:

      Ainda falta apurar muita coisa, afinal, segundo reza a imprensa local, o CEO fazia engenharia financeira forte e feio. Pena… mais um player dos bons que o mercado chinês engoliu.

    • Bruno says:

      Falou-se no interesse da Apple, mas a Apple dificilmente estaria interessada em pagar tanto para ficar com uma empresa com uma filosofia de negócio muito diferente do seu – venda de componentes a outras empresas. A Apple tem vários fornecedores para a memória Flash, de modo que a compra da divisão da Toshiba poderia reduzir as suas opções de escolha.

  8. Kan says:

    Aqui no Brasil, o defeito da toshiba foi ela empregar o termo semp toshiba, e aí os equipamentos serem alem do esperado. E as a.t também.

    Fora os desktops também, com placas maes diferentes, e estranhas. TVS dela entao nem se fala, a parte de tvs dela foi vendida para uma empresa co-ligada a lenovo.

    Mas enfim, nada é eterno!

  9. João Santos says:

    Os portáteis aquecem um pouco sim tive um do eescolas e aquilo era uma maquina mesmo com jogos pesados que mal dava para jogar mas ainda assim rodavam e muitos dos colegas do meu irmão ficavam espantados com aquilo. No arrefecimento com um jogo mais ou menos e no verão era pior que um aquecedor.
    Teve um disco novo e um lcd depois uma dobradiça partiu e a caixa lixou-se toda as liagações da board tambem. Durou para ai 7 ou 8 anos de utilização intensiva.

  10. kekes says:

    Uma pena, mas nos ultimos tempos não lancavam nada de novo. Normal que tenham perdido percado e com isso as perdas financeiras que tiveram, mas creio que com uma boa restructuracao podem voltar a recuperar.

  11. MarioM says:

    “compra da empresa de construção nuclear CB&I Stone & Webster”
    O Problema muitas vezes dos CEOs ou das empresas e comprarem ou lançarem-se em negócios de rentabilidade duvidosa. “Inventam no pior sentido” e depois o barco vai ao fundo, o pior é que levam ao fundo muita gente e trabalhadores que não contribuíram em nada para o fiasco.

  12. Toshiba says:

    Só para dizer todas as marcas tem defeitos, tive um thoshiba que durou dois anos, como tenho um à 8, outro à 4, e outro à 3 e ainda duram, muitos em vez de reclamarem cuidem melhor deles que vão durar mais.

    • Napoléon Bonaparte says:

      Há cerca de 10 anos que tenho e utilizo o meu Acer. E trabalha como uma relógio suíço. Do vista para o 7 pro e depois para o W10Pro, foi sempre a abrir. Isto é que foi um bom investimento!
      Acho que estou a ficar sentimental…

  13. Ze_Pirata says:

    As directivas da empresa estão desajustadas do consumidor, e os produtos apresentam uma qualidade abaixo da média.
    O mesmo irá acontecer a outras empresas que não se adaptarem ao mercado e focarem os seus esforços na satisfação do cliente no imediato.
    De outra forma, os que melhor estiverem nesta vertente, são os que a médio longo prazo, vão reter os clientes.
    My 2 cents.

  14. JJ says:

    Todos os equipamentos Toshiba que tive/tenho, estou super satisfeito.
    Agora, entendo que eles nos últimos 5/10 anos, não apostaram correctamente no mercado, lançaram apenas 2 ou 3 modelos tablet entre Android e Windows.
    Com o Win8/Win10 e com o sucesso do Surface, podiam ter apostado mais nesse segmento, e apenas lançaram um tablet e um híbrido.
    Mas, acredito que com uma abordagem diferente ao mercado, conseguem facilmente voltar ao que eram.

  15. ahco says:

    Como reparador de portáteis, todos têm problemas principalmente chip gráfico.
    Grande parte por má engenharia do sistema de refrigeração, visto que desde há uns anos deixou-se usar por norma europeia o chumbo ou grande percentagem dele.
    Onde o chumbo é muito mais resistente ao choque térmico que o estanho, logo grande parte dos portáteis pifa devido aos sucessivos picos de temperatura. Por isso é que as marcas começaram a ser criativas como ter 2 gráficas, onde ajuda mas se querem computadores que durem manutenção no sistema pelo menos 2 vezes por ano, evitar que o cotao fique entre a zona de ventilação e dissipação.

    Relativamente á toshiba tem os seu modelos bons e maus como as outras marcas, mas a acer e asus neste momento pelo que tem sido reparado, são as marcas que estao a baixar qualidade do material.

    • barf says:

      shhh não digas isso perdes clientes xD
      Agora a sério, tal como tu dizes na manutenção preventiva é que está o ganho. Uma limpeza por ano por aqui é certo. Não é tempo que se perde ou então perde-se muito menos do que quando os problemas aparecem. Óbvio que não um método milagroso mas pelo menos evita dissabores e deixa a consciência mais tranquila eheh

  16. jone says:

    Toda a economia japonesa está ao nível da economia da Toshiba. Tudo se resolve com emissão de dívida. Um belo dia a bolha vai estoirar…

  17. joaocfb says:

    É pena…
    O meu Toshiba Satellite C650 com um velho Celeron T3300 já bomba à mais de 7 anos…
    Já tive windows 10 instalado e rodava bem, no entanto voltei pro 7.

  18. Gekko says:

    Tive um toshiba satellite A-210, com 2 gigas de ram. Comprei-o em 2007, se não estou em erro. Teve mas minhas maõs 8 anos e depois doei-o, ainda bomba.

    Em 8 anos, tive que substituir substituir a bateria porque a viciei, e aumentei a ram para 4 gigas com duas placas que arranjeide borla em segunda mão e o disco HDD que pifou ao fim de 7 anos, mas ai também arranjei um HDD de 320GB por 20 paus.

    Ao todo foram menos de 100€ em manutenção em 8 anos.

    Hoje em dia um portátil pifa 3 ou 4 meses depois do prazo da grantia e tá feito de modo a ser cada vez mais dificil reparar em casa. Mais compactos, com as ram embutidas na motherborad, com os taclados embutidos na chapa de que não não para trocar facilmente…

  19. Eduardo says:

    Muito bem falado e explicado @Brasao SS

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.