Quantcast
PplWare Mobile

Tags: satélites

Alerta: Satélites Copérnico relevam “grande nuvem de poeira do Saara”

De acordo com informações recolhidas pelos satélites Copérnico, uma “grande nuvem” de poeira do Saara está a entrar na Europa.

Esta nuvem deverá estar mais concentrada sobre Portugal e Espanha durante o fim de semana, segundo o sistema europeu de monitorização atmosférica Copérnico.


Satélites militares comunicaram entre si usando lasers infravermelhos

Com a guerra entre a Rússia e a Ucrânia, têm aparecido várias tecnologias de ponta usadas na artilharia e também nos sistemas de comunicação. Ainda recentemente abordámos aqui a Zadira, uma arma a laser capaz de queimar drones.

Quase como o início de uma nova era no mundo das comunicações, há também satélites a comunicar entre si, usando tecnologia de lasers.

Satélites militares comunicaram entre si usando lasers infravermelhos


EUA: A destruição de satélites com mísseis da Terra tem que acabar

A China, Rússia, Índia e Estados Unidos usaram mísseis para destruir os seus próprios satélites em órbita. Como o processo é perigoso e imprevisível, ocasionalmente estas superpotências trocam acusações alegando os perigos potenciais desta atividade militar. Agora, de acordo com a ABC News, Washington anunciou que não realizará mais testes de mísseis antissatélite e instou outras nações a seguirem o mesmo caminho.

A vice-presidente Kamala Harris anunciou na noite de segunda-feira que o governo Biden definiu uma proibição autoimposta de testes de mísseis antissatélite.

Imagem de ilustração de mísseis para destruir satélites apontados pelos EUA


Perito explica como as tempestades solares podem tão facilmente destruir os satélites

No passado dia 3 de fevereiro de 2022, o SpaceX lançou 49 satélites como parte do projeto de internet Starlink. Contudo, uns dias mais tarde, a maioria destes satélites arderam na atmosfera. A causa deste fracasso de mais de 50 milhões de dólares foi uma tempestade geomagnética causada pelo Sol.

A empresa esclareceu que os satélites foram significativamente afetados por uma tempestade geomagnética. Mas é assim fácil estas tempestades destruírem os equipamentos?

Ilustração de uma tempestade solar que afeta os satélites


Satélites poderão ser também alvo da Rússia nesta guerra

O alerta foi dado pelo diretor do Escritório Nacional de Reconhecimento nos Estados Unidos (US National Reconnaissance Office – NRO). A Rússia, perante a aliança dos países da NATO na ajuda à Ucrânia, poderá estar a preparar algo maior. Sabemos que esta é uma guerra que vai muito além das fronteiras e das armas num mundo ligado por Internet e pelos milhares de satélites posicionados acima da Terra.

Os serviços de comunicações e GPS poderão ser colocados em causa com um possível ataque militar russo a satélites.

Satélites poderão ser também alvo da Rússia nesta guerra